conecte-se conosco


Política Nacional

Audiência debate transferência da administração da Junta Comercial do DF para governo local

Publicados

em

A comissão mista sobre a Medida Provisória 861/18, que transfere a administração da Junta Comercial do Distrito Federal para o governo do DF, realiza audiência pública nesta manhã.

A Junta Comercial do DF era a única do País até então federalizada – as demais são subordinadas aos governos estaduais. O fim da gestão federalizada era uma reivindicação do setor empresarial do DF para facilitar os processos de registros de empresas.

Debatedores
Foram convidados para a audiência representantes da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Distrito Federal; da Secretaria de Gestão Corporativa do Ministério da Economia; do Departamento de Registro Empresarial e Integração do Ministério da Economia; e da Junta Comercial do Distrito Federal.

A audiência está marcada para as 14 horas, no plenário 2 da ala Nilo Coelho, no Senado. O evento poderá ser acompanhado pela internet. Clique aqui e acompanhe.

Saiba mais sobre a tramitação de MPs

Comentários Facebook
Veja Também:  Câmara realiza sessão solene em homenagem ao ex-presidente João Goulart
Propaganda

Política Nacional

Presidente Jair Bolsonaro abre live para cobertura da imprensa

Publicados

em


O presidente Jair Bolsonaro resolveu abrir hoje (29) a live que realiza todas as quintas-feiras para a cobertura da imprensa. Ele também convocou toda a população para assistir à transmissão.

O presidente adiantou que deve falar sobre possíveis fraudes nas eleições de 2014 e 2018. 

Assista ao vivo:

Edição: Claudia Felczak

Comentários Facebook
Veja Também:  Comissão lança publicação sobre direitos dos idosos
Continue lendo

Política Nacional

Presidente prorroga suspensão de metas para prestadores de saúde

Publicados

em


O presidente Jair Bolsonaro sancionou nesta quarta-feira (28) o projeto de lei que prorroga a suspensão da obrigatoriedade do cumprimento das metas quantitativas e qualitativas contratualizadas pelos prestadores de serviço de saúde no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) até 31 de dezembro de 2021.

O projeto foi motivado pelas impactos da pandemia de covid-19 no sistema de saúde. As metas que os prestadores devem cumprir são usadas como parâmetro para o pagamento dos serviços, que são operados por organizações sociais (OS).

De acordo com a Subchefia para Assuntos Jurídicos da Presidência da República, a suspensão é necessária diante da anormalidade na prestação dos serviços de saúde.

“Diante do atual cenário, o direcionamento dos atendimentos das instituições de saúde passou a ser para contenção da doença [covid-19], de modo que as consultas médicas de diferentes especialidades, procedimentos eletivos, exames complementares e diversas outras ações de saúde tiveram que ser suspensas”, justificou o órgão. 

Edição: Nádia Franco

Veja Também:  Proposta que combate subnotificação de violência contra mulher vai a Plenário

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

"2021" QUAIS SÃO AS SUAS EXPECTATIVAS PARA ESTE ANO QUE SE INICIA

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana