conecte-se conosco


Mulher

Bike friendly: conheça 4 motivos para aderir à modalidade!

Publicados

em


source
Bike friendly: conheça 4 motivos para aderir à modalidade!
Reprodução: Alto Astral

Bike friendly: conheça 4 motivos para aderir à modalidade!

Hoje, em meio a tantas opções de empreendimentos voltados ao público que deseja curtir períodos de descanso – como férias ou feriados –, ganha destaque quem é capaz de oferecer serviços verdadeiramente úteis e diferenciados aos seus clientes. Neste sentido, uma das possibilidades que tem sido explorada por resorts e hotéis nos quatro cantos do Brasil é a disponibilização do conceito bike friendly em suas dependências.

Na prática, trata-se do oferecimento de serviços de limpeza, de manutenção, de segurança e de acomodação das bicicletas de quem planeja viajar, mas não quer deixar este meio de locomoção em casa.

Assim, se você deseja impulsionar seu negócio (ou está precisando de motivos para sair pedalando por aí), veja, a seguir, os quatro motivos para aderir à modalidade , que é uma “mão na roda” para os hóspedes que amam aproveitar ao máximo os passeios da região em que pretendem passar seus valiosos momentos de lazer.

Valorização da saúde

Bike é movimento; movimento é saúde. “Para quem entende a importância da prática de exercícios físicos, o conceito bike friendly é essencial. Esse foi um dos motivos que nos fez trazer essa oportunidade aos clientes do Gran Paradiso Campos do Jordão Resort: a certeza da oportunidade única de curtir as incríveis trilhas de Campos do Jordão com muita saúde, bem-estar e sem preocupação”, afirma Luciano Dutra, sócio do empreendimento multipropriedade, que é referência nesta modalidade.

Veja Também:  Filha de Madonna, Lourdes Leon,  estrela nova campanha da Swarovski

Valorização da região

A conta é simples: uma gama mais extensa de serviços multiplica a quantidade de turistas. A partir desta perspectiva, Luciano explica que, com a adoção do conceito, “a ideia é proporcionar às pessoas muito mais do que uma estadia em Campos do Jordão”. “O que queremos oferecer é uma experiência mais do que inesquecível, que fará com que esses visitantes retornem muitas e muitas vezes à cidade – aquecendo, inclusive, o turismo e a economia local”, completa.

Você viu?

Valorização do empreendimento

Além de se tornar bike friendly, o Gran Paradiso Resort também está prestes a receber o certificado Leed (Leadership in Energy and Environmental Design), que confirma seu compromisso sustentável.

“Estamos caminhando no sentido de reunir inúmeros atrativos para a nossa multipropriedade. Em breve, ela será referência não só no que diz respeito às suas inúmeras vantagens, como o Fitness Center, a área de piscina coberta e jacuzzies, a sala de cinema, de jogos ou de lareira, mas também ao comprometimento com o meio ambiente – o que só nos traz ainda mais valorização e orgulho deste projeto”, pontua Dutra.

Veja Também:  Para controlar acne cística, blogueira muda rotina e usa apenas 4 produtos

Valorização do meio ambiente

Falando em sustentabilidade, outra empresa que alia este propósito aos produtos que oferece é a Elemovi, que investe na produção e na comercialização de veículos elétricos – entre eles, a bike. “Ser bike friendly é uma tendência que está em alta, mas não à toa. Cada vez mais, as pessoas estão se conscientizando sobre a importância de adotar os meios de transporte sustentáveis para uma maior qualidade de vida, sobretudo quando pensamos nos altos índices de poluição das grandes cidades – e é por isso e para isso que nós existimos e nos posicionamos neste mercado”, ressalta Mauricio Somlo, sócio da Elemovi.

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Propaganda

Mulher

Desvendando o Mapa Astral: tudo sobre o signo de Câncer

Publicados

em


source
Desvendando o Mapa Astral: tudo sobre o signo de Câncer
Reprodução: Alto Astral

Desvendando o Mapa Astral: tudo sobre o signo de Câncer

Abram alas para os cancerianos! Chegou a hora de falar daqueles que amam sem moderação e costumam ser protetores, simpáticos, apegados e, claro, dramáticos. Chorar de emoção? Isso os nativos fazem como ninguém! Vamos descobrir um pouco mais sobre os “emocionados” do Zodíaco:

“Câncer é o excesso em um ser. É ter espaço no peito para dois corações” (João Doederlein – escritor)

Câncer é o quarto signo do Zodíaco! (Foto: Shutterstock)

Data: 21/06 a 21/07

Elemento: Água

Casa do Mapa Astral: 4

Planeta: Lua (emoções)

Qualidades: intuição, sensibilidade, companheirismo, proteção e gentileza.

Defeitos: dependência emocional, insegurança, apego e passividade.

Inferno Astral: Gêmeos (21/05 a 20/06)

Paraíso Astral: Escorpião (23/10 a 21/11)

Fé: Salmo 86

Anjo: Gabriel

Orixá: Ogum

Pedras: Quartzo verde, ametista, madrepérola

Saúde: cuidado com as doenças emocionais, uma vez que seus sentimentos podem ser refletidos no corpo e na mente. Outra região que merece olhar atento é o estômago, pois, quando reprimimos alguma questão, ele acaba sendo afetado… evite uma gastrite nervosa! Para as mulheres, há ainda mais uma área que merece atenção preventiva: os seios.

Veja Também:  Horóscopo do dia: previsões para 7 de setembro de 2021

Amor: o eixo da sua vida é guiado pelo amor. Por isso, escolha com calma a pessoa amada a se dedicar de corpo e alma. Na relação, você costuma ser gentil, apreciar o romantismo e não poupar mimos e elogios. Um verdadeiro conto de fadas! Só cuidado com o apego excessivo, ok?

Trabalho: por causa da intuição apurada, a percepção para negócios e mercados é maior e isso te destaca na equipe. Além disso, tem uma boa relação com os demais, prezando pela cordialidade e simpatia.

Dinheiro: Devido à solidariedade, boa parte das finanças podem ser gastas em prol de alguma causa ou para agradar alguém. Embora seja uma atitude bonita, atente- se também para as suas necessidades e fique de olho na conta bancária!

Câncer no Mapa Astral: o signo representa a casa 4, que fala sobre lar, segurança, relação maternal e raízes. É regido pela Lua, o planeta das emoções. Portanto, encontre Câncer e seu regente no Mapa, além de considerar também os planetas junto a ele. Depois de descobrir a área da sua vida em que o signo se encontra, foque nas vibrações mais altas nesse setor, como a amabilidade, sensibilidade, solidariedade, emoções e esteja atento às vibrações mais baixas, como a dependência emocional, o apego e a insegurança.

Veja Também:  Filha de Madonna, Lourdes Leon,  estrela nova campanha da Swarovski

Outras matérias da série Desvendando o Mapa Astral

  • Desvendando o Mapa Astral: tudo sobre o signo de Touro
  • Desvendando o Mapa Astral: tudo sobre o signo de Áries
  • Desvendando o Mapa Astral: meio e fundo do céu mostram seu passado e futuro

Consultoria: João Bidu

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Continue lendo

Mulher

Ciclo do sono: conheça as fases e distúrbios que interferem na qualidade do sono

Publicados

em


source
Ciclo do sono: conheça as fases e distúrbios que interferem na qualidade do sono
Redação João Bidu

Ciclo do sono: conheça as fases e distúrbios que interferem na qualidade do sono

O ciclo do sono é formado por um conjunto de fases. Cada etapa do sono tem uma função diferente e a primeira começa logo quando começamos adormecer e volta como penúltima, antecedendo o sono R.E.M. – a etapa mais profunda. 

Para entender como funciona o ciclo do sono , confira como acontece cada uma das fases e, em seguida, algumas dicas para deixar suas noites melhores.

JÁ CONFERIU O HORÓSCOPO DE HOJE NO SITE DO JOÃO BIDU? VEJA AS TENDÊNCIAS ASTRAIS PARA O SEU SIGNO!

Ciclo do sono

O ciclo do sono é dividido em seis partes; fase 1, fase 2, fase 3, fase 2, fase 1 e R.E.M. Quando a última acaba, o ciclo começa novamente; em média, um adulto pode ter 4 ciclos do sono durante a noite.

Sono leve

Fase 1: Quando adormecemos, a primeira etapa pela qual o corpo passa é chamada de latência do sono. Nessa etapa é comum ter sonhos de que está caindo ou tropeçando. Ainda nessa fase, é normal se mexer bastante e não ter completa noção de que está dormindo – a realidade se confunde facilmente com os sonhos e os músculos ainda não estão relaxados. Essa fase dura, em média, 10 minutos.

Fase 2: Na segunda parte do sono leve, o corpo já está mais relaxado, mas a mente continua acordada. Por isso, é nessa fase que acordamos mais facilmente com alguém se mexendo na cama ou qualquer barulho externo, por menor que seja. Esse estágio dura por volta de 20 minutos.

Sono profundo

Fase 3: Conforme pegamos no sono, o corpo vai relaxando aos poucos. Na fase do sono profundo, os músculos já se encontram totalmente relaxados e os barulhos externos não te acordam com tanta facilidade. A mente, que antes estava acordada, agora está calma e desligada – também por isso, os sonhos não acontecem nesta etapa. Esse “apagão” traz muitos benefícios para o corpo, pois é nesse momento que acontece a reparação corporal; as lesões que ocorreram durante o dia são tratadas pelo próprio corpo nesse estágio.

Veja Também:  Horóscopo do dia: previsões para 7 de setembro de 2021

Sono leve

Após o sono profundo, o corpo volta a experienciar o sono leve – desta vez na ordem contrária. Depois do sono profundo, retornamos à fase 2 do sono leve, na qual os músculos estão mais relaxados, mas a mente ainda não.

Em seguida, temos novamente a fase 1, em que corpo e mente ainda não estão em estado de relaxamento, mas já é possível ter alguns “sonhos”. E é a partir dela que entramos na etapa mais profunda do ciclo do sono.

Sono R.E.M.

A última fase do ciclo do sono é chamada de R.E.M. A sigla, em inglês, significa movimentos “rapid eye moviment” – em português, “movimento rápido dos olhos”. Ela começa cerca de 90 minutos depois de adormecer. Os sonhos mais elaborados, como histórias, acontecem nessa fase e o corpo se encontra em estado profundo de sono. Também é a etapa mais longa durante a noite e a cada ciclo ela aumenta mais. Essa fase é o pior momento para despertar – acordar durante o sono R.E.M. faz com que a pessoa se sinta cansada e sonolenta, uma vez que ela teve que passar de um estágio de relaxamento completo para um estado de alerta, sem diminuir gradativamente.

Distúrbios do sono

No decorrer da vida, alguns distúrbios do sono podem ser desenvolvidos. Alguns exemplos mais comuns de acontecer são a insônia, o sonambulismo e a apneia do sono. O ideal é que se procure ajuda médica para encontrar o tratamento adequado para o seu problema, mas, existem algumas atitudes que podem ajudar.

Insônia

Muito comum, a insônia é uma dificuldade em pegar no sono ou mantê-lo até o fim dos ciclos normais – o despertar frequente durante a noite também é associado à insônia.

Estresse, mente agitada e preocupações são fatores que podem provocar a insônia. Depressão, alterações hormonais e certas substâncias como álcool, cafeína e tabaco também são agentes que ajudam a agravar os casos de insônia.

Veja Também:  Carreira de programadora: especialista explica os primeiros passos da profissão

Como esse distúrbio pode ter raíz em alguma doença, é importante ir a um neurologista ou psiquiatra para descobrir as causas do problema. Evitar assistir televisão, ficar no computador ou mexendo no celular antes de dormir, não consumir cafeína após as 17h e deixar o quarto com pouca iluminação e sem barulhos são atitudes que podem ajudar a diminuir a insônia.

Sonambulismo

Esse distúrbio está entre os que provocam no corpo comportamentos inadequados durante a noite, também conhecidos por parassonias. Isso acontece por causa de alterações no padrão natural do sono, decorrentes de certas áreas do cérebro que estão “acordadas”. 

Muitas pessoas com sonambulismo chegam a caminhar pela casa e até mesmo conversar com outras pessoas. Em seguida, voltam a dormir e, ao acordar, não se lembram dos acontecimentos que ocorreram durante a noite.

É comum que esse distúrbio se desenvolva na infância e, com o tempo, acabe. Em casos mais duradouros e severos, um profissional da saúde pode ajudar e indicar alguns medicamentos para diminuir a ocorrência.

Apneia do sono

Também conhecida como síndrome da apneia obstrutiva do sono, esse distúrbio é uma perturbação da respiração que acontece ao longo da noite. Isso porque há uma interrupção do fluxo respiratório natural, graças ao colapso das vias aéreas.

Apneia do sono provoca sintomas severos, pois quem passa por isso não consegue alcançar as fases mais profundas do sono e isso atrapalha o descanso do corpo e da mente. O resultado é uma sonolência excessiva no dia seguinte, dores de cabeça, irritabilidade, perda da memória, pressão alta e pouca concentração.

Para diagnosticar esse problema é preciso passar pela avaliação de um especialista, que fará o tratamento adequado. Mudar alguns hábitos também pode ser necessário, como evitar o fumo. Em certos casos, a cirurgia para correção das vias respiratórias é a mais certeira para resolver esse distúrbio.

LEIA TAMBÉM:

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA ATÉ O MOMENTO A GESTÃO DR. DIVINO PREFEITO DE BARRA DO BUGRES ESTÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana