conecte-se conosco


Carros e Motos

BMW M5 Touring pode voltar ao mercado um com motor plug-in Hybrid V8

Publicados

em


BMW M5 Touring
Reprodução

BMW M5 Touring

Ao contrário dos modelos Série 3 da BMW que nunca haviam recebido o famoso distintivo ‘ M’ de sua divisão esportiva Motorsport , para a configuração Touring , o Série 5 chegou a ter uma variante em 1992 ( E34 ), porém não deu continuidade.

No entanto, após o embalo da Série 3 Touring que foi exibida durante os 50 anos da Divisão M Goodwood Festival of Speed ​​2022 , rumores apontam para uma volta do modelo esportivo da Série 5, porém em uma versão inédita com um trem de força V8 híbrido plug-in do próximo XM com seu novo twin-turbo m otor V8 de 4,4 litros (S68).

Com a volta da perua E63 AMG da Mercedes-Benz , espera-se que M5 Touring entre em produção em novembro de 2024, e de acordo com um membro do fórum do Bimmer Post, ynguldyn, que já esteve certo em várias de suas previsões, o M5 Touring carrega o codinome ‘ G99′  e seguirá o M5 Sedan G90 definido para entrar em produção em julho de 2024.

Em sua especificação de topo de gama prevista para 2023, o XM terá algo em torno de 750 cv de potência e torque de 101,97 kgfm para espelhar o Concept XM.  Espera-se que o M5 Touring  conte o consagrado xDrive, com a transferência de potência feita exclusivamente por meio de uma transmissão automática.

Enquanto isso, a próxima geração do Série 5 Sedan está programada para ser lançada em 2023 com motores a gasolina, diesel e híbridos plug-in, além do i5 totalmente elétrico. Falando nisso, acredita-se que o modelo de emissão zero também receba o tratamento Touring mais prático, mas nada é oficial neste momento.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Propaganda

Carros e Motos

Mini traz 15 unidades da série Pat Moss Edition do John Cooper Works

Publicados

em


Nome de Pat Moss é uma homenagem a piloto britânica que deu à Mini sua primeira vitória em  uma prova de rali
Divulgação

Nome de Pat Moss é uma homenagem a piloto britânica que deu à Mini sua primeira vitória em uma prova de rali

A Mini anuncia que vai trazer ao mercado brasileiro a série especial do John Cooper Works batizada de Pat Moss, em homenagem à piloto britânica que deu à Mini sua primeira vitória em um rali internacional, há 60 anos.

De acordo com a fabricante inglesa, o modelo tem apenas 800 unidades espalhadas em todo o mundo, sendo que apenas 15 serão destinadas para pré-venda no Brasil ao preço de R$ 318.390 , com as primeiras entregas programadas para setembro. 

Disponibilizada na cor Preto Midnight para a carroceria e teto multitone de três cores (Preto Jet, Cinza Melting e Vermelho Chili), o hatch agrega faixa branca no capô além da assinatura da Pat Moss no para-choque dianteiro. 

Veja Também:  Flagra! Novo Ford EcoSport é visto camuflado antes da estreia

Por dentro, além da assinatura da piloto, há também sistema de som da renomada Harman/Kardon , head up display , painel digital, central multimidia touchscreen de 8,8 polegadas e sistema de navegação integrado.

O motor é biturbo de 2,0 litros de quatro cilindros de 231 cv e torque de 32,63 kgfm e a transmissão de 8 velocidades. Segundo a fabricante, de 0 a 100 km/h são feitos em 6,1 segundos e a velocidade máxima é de 246 km/h.

Pat Moss e a navegadora, Ann Wisdom venceram no Rally de Monte Carlo em 1964, 1965 e 1967 e décadas depois, a vitória geral no Paris-Dakar quatro vezes seguidas (2012 e 2015), além de mais duas gerais (2020 e 2021).

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

Kawasaki terá motos elétricas baseadas nos modelos Z125 e Ninja 125

Publicados

em


Kawasaki EV Project: marca japonesa também se rende à nova era da eletrificação com novos modelos nos planos
Divulgação

Kawasaki EV Project: marca japonesa também se rende à nova era da eletrificação com novos modelos nos planos

A era da eletrificação aos poucos está abocanhando o segmento das motos e nem mesmo os modelos de apelo emocional estão escapando da tecnologia que veio para ficar.

Uma prova desta teoria está no anúncio feito no final de 2021 pelo CEO da Kawasaki, Hiroshi Ito, confirmando que 2022 seria o ano em que a empresa entraria no mercado de motos elétricas .

A Kawasaki é uma das marcas mais tradicionais e que agora vem investindo cada vez mais em projetos voltados para a eletromobilidade. Documentos publicados no site da National Highway Traffic Safety Administration nos EUA reforçam que a empresa japonesa vem trabalhando em duas motos elétricas para 2023 de codinome ‘NX011AP’ e ‘NR011AP’.

Veja Também:  Triumph anuncia promoção de vários modelos da linha 2022

A designação segue o padrão usual da Kawasaki, com ‘X’ no segundo lugar usado para denotar uma moto esportiva e ‘R’ para um roadster nake (sem carenagem), mas o ‘N’ inicial é novo e significa ‘Elétrico’ no protocolo de nomenclatura da Kawasaki.

De acordo com o documento no site da NHTSA cada um deles produzirá 11kW (15cv) , e pelas imagens, serão máquinas mecanicamente idênticas, diferenciando-se apenas por uma ser carenada e outra sem carenagens (naked), nos moldes da Z125 e da Ninja 125 , mas com energia elétrica.

Os nomes dos modelos de showroom ainda não são conhecidos, mas a Kawasaki já registrou os títulos Ninja E2 e Ninja E2-R. Tudo será revelado na íntegra ainda este ano, provavelmente na feira EICMA de novembro em Milão , onde o protótipo elétrico apareceu pela primeira vez três anos atrás.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA A GESTÃO AZENILDA PEREIRA SERÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana