conecte-se conosco


Mulher

Brasileiras homônimas: descubra quais nomes são os mais comuns entre as mulheres

Publicados

em


source

Alto Astral

Brasileiras homônimas: descubra quais nomes são os mais comuns entre as mulheres
Reprodução: Alto Astral

Brasileiras homônimas: descubra quais nomes são os mais comuns entre as mulheres

Elas fazem parte de um grupo de brasileiras que não se conhecem e nem mesmo possuem parentesco. Vivem no mesmo país, em cidades diferentes, mas têm algo em comum: nome e sobrenome idênticos – conhecidos por homônimos. Veja só:

No Brasil, existem cerca de 36.016 registros em nome de Maria José dos Santos; 16.980 Josefa Maria da Conceição; 15.905 Ana Maria da Silva; 7.034 Ângela Maria da Silva; 6.680 Vera Lúcia dos Santos; 6.481 Rosa Maria da Silva; 508 Edilma Maria da Silva; 308 Dilma Maria da Silva; 13 Creuza Conceição da Silva; 10 Alexandra da Silva Barros.

Parece assustador, certo? No entanto, esses dados apenas ilustram parte dos milhares de nomes idênticos voltados ao universo feminino divulgados pela proScore, bureau digital de crédito e authority de score . Logo, a lista continua, e, por sinal, é bem extensa. São milhões de pessoas espalhadas pelo país. “De 217 milhões de pessoas cadastradas em nossa base de dados, 116 são homônimos”, ressalta Mellissa Penteado, CEO da proScore.

É campeão!

Você tem ideia de quantos registros existem em nome e sobrenome de Maria José da Silva? Pasme: 78.403 pessoas. Isso mesmo! A campeã da lista da homonomia.

Em segundo lugar vem Maria Aparecida da Silva, com 53.743 homônimos. E não para por aí. Se tirarmos apenas a preposição “da” encontramos 5.329 Maria Aparecida Silva. Em compensação, o nome Alexsandra da Silva Barros aparece no final da lista: 10 pessoas possuem este nome e sobrenome, o número mínimo da lista de nomes homônimos da proScore.

Veja Também:  Numeroterapia: saiba como resolver os seus conflitos internos

O queridinho dos famosos

Vale falar que o nome ‘Maria’ também caiu no gosto dos artistas e celebridades, de modo geral, por ser um dos mais populares. Portanto, a lista aqui também é grande.

O casal global Taís Araújo e Lázaro Ramos colocou o nome Maria Antônia na filha. A também atriz Deborah Secco e o fotógrafo Hugo Moura escolheram Maria Flor. Já Maria Manoela foi o nome escolhido para a terceira filha dos apresentadores global Fernanda Lima e Rodrigo Hilbert. Maria é filha de Vanessa Giácomo e Giuseppe Dioguardi. Maria Victória foi o nome escolhido por Naldo e Moranguinho. Maria Eduarda é o nome da filha de Edu Guedes com Daniella Zuritta. Rodrigo Faro e Vera Viel também escolheram chamar de Maria uma das três filhas do casal. Mas Elba Ramalho é uma das mais fãs do nome. Além do filho Luã, ela tem 3 Marias: Maria Clara, Maria Esperança e Maria Paula.

Você viu?

Mas por que Maria é tão popular?

A explicação pode estar na religião. O nome Maria é um dos nomes mais comuns do mundo há séculos – nome dado à mãe de Jesus. E, segundo o cristianismo, significa “senhora soberana”, “vidente” ou “a pura”. Em hebraico, a versão do nome é Miriam.

Todavia, apesar de Maria ser o mais popular, encontramos na lista de homônimos outros nomes em destaque, como Ângela Maria e Rosa Maria, que fazem alusão à grandes nomes da música brasileira e da arte.

Veja Também:  Dia do Escritor: apoie a literatura

De olho no homônimo!

Apesar dos homônimos criarem situações inusitadas, ter uma pessoa com o mesmo nome também pode causar transtorno, caso haja algum tipo fraude. “Nesses casos, podem ocorrer até problemas com a Polícia, Receita Federal, Justiça e cobranças por dívidas que não foram feitas pela pessoa”, explica Mellissa.

Mas calma! Existir homônimos é simplesmente possível, mas uma pessoa com o mesmo RG e CPF é improvável. Assim, mesmo quando os nomes são exatamente iguais, é possível distinguir uma pessoa da outra. O documento de identidade, por exemplo, consta filiação, naturalidade, número do RG, data de nascimento e o mais importante, as impressões digitais – estas são únicas e intransferíveis.

No caso de empresas, a dica de Melissa é apostar em ações preventivas à fraude. “Essa questão da homonomia é extremamente importante dentro da atividade econômica. Por isso, a necessidade das empresas e comércios utilizarem ferramentas de prevenção de riscos e fraudes. Nosso cadastro tem milhares de homônimos, o que demonstra o tamanho do risco”, esclarece.

Contudo, ela ainda ressalta que o cuidado não deve ficar restrito à empresa, mas as pessoas físicas podem contratar verificação de CPF, caso do MeuAlerta, um sistema que monitora 100% do tempo o CPF garantindo que qualquer alteração seja comunicada.

Fonte : Mellissa Penteado, formada em Administração pela PUC/SP, com especializações pela Disney Institute, Law Business School, Ohio University e Business pela University of Akron, é CEO da proScore Tecnologia.

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Propaganda

Mulher

5 passos para tratar as manchas de melasma

Publicados

em


source
5 passos para tratar as manchas de melasma
Reprodução: Alto Astral

5 passos para tratar as manchas de melasma

Você já ouviu falar em melasma ? De modo geral, essa condição consiste em manchas escuras no rosto, principalmente em áreas como queixo, bochechas, nariz, buço e testa. Todavia, ela também pode acometer outras regiões do corpo para além da face, surgindo nos braços, pescoço e colo, por exemplo.

Segundo estudos da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), ainda não há uma causa definida para o aparecimento do melasma, mas ele está relacionado ao uso de anticoncepcionais femininos, gravidez, questões hormonais e, sobretudo, à exposição solar — não apenas à luz ultravioleta, como também à visível. Outro ponto destacado pela entidade, é que mulheres são mais propensas a ter as manchas, embora homens também possam apresentá-las.

Há alguns anos, a modelo Mariana Goldfarb contou que, além das sardas naturais, também tem melasma e relatou usar protetor solares todos os dias e manter uma rotina de skincare. Ela também aproveitou o momento para falar sobre autoaceitação e beleza natural, temas constantemente discutidos em seu perfil.

Dessa forma, prevenção e tratamento são os maiores aliados contra esse distúrbio de pele. “Essas manchas são mais escuras e podem agravar se não forem tratadas corretamente. Por isso, é muito importante tirar um tempo do nosso dia para tratá-las, clareá-las e impedir que voltem”, pontua a especialista em estética facial e corporal Luzia Costa.

Veja Também:  Tatuagem: entenda a importância de manter sua tattoo hidratada!

5 passos para tratar as manchas do melasma

Confira algumas dicas elencadas pela profissional para pôr em prática no dia a dia e cuidar adequadamente das manchinhas!

1 – Mantenha o skincare em dia

Assim como todas as peles, essa também precisa de cuidados diários e específicos para manter-se limpa, hidratada, protegida e tratada. Além de escolher produtos adequados para o seu tipo de pele junto ao seu dermatologista, lembre-se que a rotina deve ser feita todos os dias.

2 – Hidrate-se!

De acordo com Luzia, a hidratação passa a ser ainda mais importante em pessoas que apresentam a condição, visto que ela consegue potencializar o efeito dos protetores solares contra o sol e conferir ainda mais vitalidade e saúde à todas as peles, sem distinção.

3 – Proteção é obrigatória

Já vimos que um dos principais fatores para o surgimento do melasma é a exposição ao sol e também às luzes artificiais. Portanto, é fundamental aplicar o fotoprotetor todos os dias e reaplicá-lo em determinados intervalos. “Na hora de escolher o protetor solar, opte sempre por um que tenha fator de proteção alta (como o FPS 50), que seja próprio para o rosto e que proteja também contra luzes de celulares e computadores, além dos raios ultravioletas”, destaca a especialista.

Veja Também:  Ex-doméstica brasileira assume cargo sênior no governo dos EUA

Outro ponto ressaltado por ela, é investir em barreiras físicas contra o sol, como o uso de bonés, viseiras, chapéus e óculos de sol, especialmente quando for à praia ou piscina e tiver um contato direto com o sol. Afinal de contas, essa exposição pode agravar manchas já existentes ou até mesmo desencadear o problema.

4 – Alimente-se bem

Não é novidade que os cuidados com o corpo devem acontecer também de dentro para fora. “Opte sempre por comer frutas e vegetais que tenham betacaroteno, licopeno e vitamina A. Essas substâncias auxiliarão as células no combate aos radicais livres”, indica Luzia.

5 – Consulte o(a) dermatologista

O médico dermatologista é especialista em questões de pele, logo, é o profissional indicado para tratar o melasma. Além de diagnosticar a condição, ele mostrará alternativas para tratar as manchas, indicará os produtos corretos e discorrerá sobre os cuidados que devem ser tomados. Sendo assim, é extremamente importante marcar essa consulta e não aplicar ou usar nenhum remédio, creme ou dermocosmético sem orientação.

Fonte: Luzia Costa, formada em Estética, especialista em estética facial e corporal, desenvolvimento pessoal, massoterapia e imagem pessoal, é também CEO da marca Sóbrancelhas, especializada em micropigmentação e microblading.

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Continue lendo

Mulher

Xamanismo: entenda mais sobre esse tipo de ritual

Publicados

em


source
Xamanismo: entenda mais sobre esse tipo de ritual
Redação João Bidu

Xamanismo: entenda mais sobre esse tipo de ritual

O xamanismo vem desde os séculos passados, quando a ciência dava os seus primeiros passos, e ainda não existiam medicamentos industrializados. Então eram nos rituais religiosos que as pessoas buscavam a cura de suas doenças. Um líder espiritual entrava em transe e invocava espíritos para negociar a salvação da alma dos doentes, pois acreditavam que as pessoas caíam em enfermidade por causa de suas almas perdidas. Esse conjunto de práticas é conhecido como xamanismo , e não se reduz a uma só definição. É uma crença, um ritual, mas não uma religião, pois apesar de ter muitos seguidores, não tem um fundador, nem um livro sagrado e nem mesmo uma doutrina.

JÁ CONFERIU O HORÓSCOPO DE HOJE NO SITE DO JOÃO BIDU? VEJA AS TENDÊNCIAS ASTRAIS PARA O SEU SIGNO!

primavera

O que é o xamanismo

O xamanismo é usado para designar um dos sistemas de rituais mais antigos da humanidade, realizado por comunidades que se estendem da Ásia até o extremo sul da América . O termo é originado da palavra xamã , que é derivada de çaman , palavra utilizada pelos povos indígenas, denominados como Evenks siberianos, para nomear os seus rituais. Xamã é o líder religioso intermediário entre o mundo espiritual, a natureza e a comunidade. No Brasil, nas tribos indígenas, são chamados de pajé. 

Veja Também:  Tatuagem: entenda a importância de manter sua tattoo hidratada!

Em cada comunidade, a prática do xamanismo possui suas particularidades. Por exemplo, a mediação exercida pelos xamãs amazônicos é diferente da exercida pelos povos maias e astecas. Enquanto os pajés encontram os espíritos e negociam com eles, os astecas e maias constroem templos e oferecem até sacríficos humanos aos seus xamãs. Essa prática de invocar espíritos é muito antiga e estudos arqueológicos indicam que existem pinturas em cavernas realizadas há mais de 50 mil anos que retratam seres metade homem, metade animal.

LEIA TAMBÉM

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA ATÉ O MOMENTO A GESTÃO DR. DIVINO PREFEITO DE BARRA DO BUGRES ESTÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana