conecte-se conosco


Carros e Motos

BYD apresenta base ‘e-Platform 3.0’ para seu novo conceito de carro elétrico

Publicados

em


source


A plataforma 'e-Platform 3.0' para veículos 100% elétricos tem como objetivo promover o desempenho dos veículos elétricos
Divulgação

A plataforma ‘e-Platform 3.0’ para veículos 100% elétricos tem como objetivo promover o desempenho dos veículos elétricos

A fabricante chinesa global de baterias de lítio-ferro e de veículos elétricos e plug-in BYD lança a e-Platform 3.0 para veículos 100% elétricos que tem como objetivo promover o desempenho dos veículos elétricos e na construção de modelos mais eficientes.

Portanto, a nova geração da plataforma eletrônica da  BYD abrange veículos de diferentes tamanhos, desde pequenos a grandes, e ainda estará aberta à indústria para facilitar o desenvolvimento de veículos elétricos inteligentes em todo o mundo.

Durante a apresentação, o novo Ocean-X também foi revelado. Construído sobre a e-Platform 3.0, o Ocean-X é um sedan esportivo de tamanho médio com alto desempenho.

O modelo elétrico traz novas experiências em sua performance e sua direção inteligente, graças à bateria blade totalmente integradas na carroceria do carro, um trem de força 8 em 1 e uma estrutura com tração nas quatro rodas.

Veja Também:  É fria... Não deixe a bateria acabar no inverno!

O Ocean-X

O Ocean-X, um carro conceito construído com base na e-Platform 3.0
Divulgação

O Ocean-X, um carro conceito construído com base na e-Platform 3.0

O Ocean-X , um carro conceito construído com base na e-Platform 3.0 , destaca-se como o modelo de carro elétrico inteligente mais eficiente e seguro para a próxima geração.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Propaganda

Carros e Motos

Renault mostra van Traffic renovada

Publicados

em


source
Renault Traffic 2022: nova frente inclui faróis com luzes diurnas de LED e grade reestilizada entre as mudanças
Divulgação

Renault Traffic 2022: nova frente inclui faróis com luzes diurnas de LED e grade reestilizada entre as mudanças

O segmento de comeciais leves fica cada vez mais em voga com a expansão do comércio eletrônico que leva ao aumento das entregas em domicílio. Com isso, a Ford vai começar a vender no Brasil a nova geração da Transit a partir do último trimestre. E outro modelo do segmento que poderia chegar ao país seria o novo Renault Transit, que acaba de ser revelado.

O novo Renault Transit passa a ter frente reestilizada, o que inclui um capô com desenho mais vertical, assim com a grade dianteira. Além disso, os faróis ganharam filetes de LED que funcionam como luzes diurnas, há oito opções de cores da carroceria e rodas de aro 17 entre os itens disponíveis.

Veja Também:  Primeiro Aston Martin elétrico, com 600 cv, será o mais novo carro de James Bond

Por dentro, o Renault Traffic também foi renovado, com elementos que dão maior sensação de espaço e modernidade. O painel é novo, assim como o quadro de instrumentos e a alavanca de câmbio. Bom também é que os bancos da fileira intermediária agora são dobráveis e pode se transformar em mesas para uma refeição ou para uma reunião de trabalho.

A lista de comodidades também incluem gavetas embutidas nas bases dos assentos e vários itens de segurança, como comutador automático dos fachos alto e baixo (para evitar ofiscamento), controlador de velocidade de cruzeiro adaptativo, alerta de mudança indevida de faixa, bem como c entral multimídia , três entradas USB e carregador de celular de 15 watts.

O conjunto mecânico inclui motores turbodiesel , que rendem entre 110 e 170 cv, dependendo da versão, com câmbio manual ou automatizado, de dupla embreagem. Além do Ford Transit , o novo Renault Traffic também tem entre os rivais o Peugeot Expert Minibus e o Citroën Jumpy , ambos vendidos no Brasil.

Veja Também:  Toyota Yaris XL 1.3 CVT mostra bom custo-benefício se comparado ao XS 1.5
Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

Conheça 5 carros refrigerados a ar que não são os tradicionais VW e Porsche

Publicados

em


source


A Tatra apostou em 1923 no modelo 11 e o equipou com um motor flat-2 de 1,1 litro refrigerado a ar
Divulgação

A Tatra apostou em 1923 no modelo 11 e o equipou com um motor flat-2 de 1,1 litro refrigerado a ar

Quando se fala em motores refrigerador a ar, logo nos vem os robustos motores boxer da Volkswagen .  Não seria para menos, já que eles serviram para grande parte da linha nos anos de 1950 e final de 1970, um projeto do professor e engenheiro Ferdinand Porsche.

A ideia foi tão bem aceita que não demoraria para equipar o primeiro carro esportivo da Porsche , o 356 de 1948 e a tradição perdurou até 1998, quando o último representante da marca, um Carrera 4S , recebeu a configuração ‘air cooled’.

No entanto, a paixão e idolatria por estes motores estão espalhadas pelos quatro cantos do mundo com direito a até clubes especializados e vão além das tradicionais e populares Volkswagen e Porsche.

Veja Também:  Nissan Versa passa a contar com antena estilo tubarão

Listamos cinco empresas que também tiveram seus motores a ar. Confira-as a seguir.

1 – Tatra 11

Tatra 11 vinha com motor de dois cilindros contrapostos, refrigerado  a ar, da marca Tcheca
Reprodução

Tatra 11 vinha com motor de dois cilindros contrapostos, refrigerado a ar, da marca Tcheca

A Tatra apostou em 1923 no modelo 11, concebido como carro de entrada da fabricante tcheca. Dotado de um flat-2 de 1,1 litro a ar, foi o primeiro carro a usar chassi backbone, ou espinha dorsal, usada até hoje nos caminhões da marca.

2 – Trabant

Trabant: lendário modelo alemão vem com motor de dois tempos refrigerado a ar e apenas 500 cc de cilindrada
Divulgação

Trabant: lendário modelo alemão vem com motor de dois tempos refrigerado a ar e apenas 500 cc de cilindrada

De 1957, o Trabant tornou-se símbolo da queda do muro de Berlim e também se rendeu ao ar em seus “blocos”, um deles de 500 cm³, dois tempos e 18 cv. Durou 34 anos até a VEB Sachsenring adotar propulsores mais modernos a água através de um acordo com a VW.

Leia Também

3 – Fiat 500

Fiat 500 1957 é outro modelo que tem motor refrigerado ar na primeira geração da segunda metade dos anos 50
Reprodução

Fiat 500 1957 é outro modelo que tem motor refrigerado ar na primeira geração da segunda metade dos anos 50

A comparação com o Fusca na época não foi em vão. Além das formas curvilíneas e simpática, o Fiat 500 também carregou um motor a ar, só que dois-cilindros de 479, 499 ou 594 cm³. A ideia deu tão certo que o carrinho vendeu quase quatro milhões entre 1957 e 1975.

Veja Também:  Moto elétrica que acelera como esportiva começa a ser vendida nos EUA

4 – ZAZ Zaporozhets

ZAZ Zaporozhets 1960 pode ser confundido com um Fiat 500 pela aparência semelhante
Reprodução

ZAZ Zaporozhets 1960 pode ser confundido com um Fiat 500 pela aparência semelhante

Não, não é um Fiat 600… É um Zaporozhets de 1960 da ucraniana ZAZ . Sua base era idêntica, mas na usina de força cada um tinha o seu: o primeiro era refrigerado a água e o outro a ar, um V4 de 746 cm³ (23 cv) e 1,2 litro (40 cv) que durou 34 anos ininterruptos.

5 – Citroën 2 CV

Citroën 2 CV: famoso modelo francês é um dos ícones da marca e também com um pequeno motor refrigerado a ar
Reprodução

Citroën 2 CV: famoso modelo francês é um dos ícones da marca e também com um pequeno motor refrigerado a ar

Com mais de cinco milhões de vendas (1948-1990), a fama do Citroën 2CV se deu do resultado projeto simples e baixo custo: motores flat-2 a ar (375 cm³/602 cm³), além de peças encaixadas ao invés de parafusadas, contenção que apelidou-o de “guarda-chuvas com 4 rodas”.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA ATÉ O MOMENTO A GESTÃO DR. DIVINO PREFEITO DE BARRA DO BUGRES ESTÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana