conecte-se conosco


Agronegócio

CITROS/CEPEA: Aumento da demanda e baixa oferta sustentam preços

Publicados

em


Cepea, 08/10/2021 – Com as altas temperaturas e o início de mês, o mercado de laranja de mesa registrou aquecimento na demanda nesta semana. Segundo pesquisadores do Cepea, esse cenário e a menor oferta de frutas de qualidade sustentaram os preços da variedade pera. Na parcial da semana (de segunda a quinta-feira), a fruta tem média de R$ 49,19/cx de 40,8 kg, na árvore, valorização de 1,9% em relação à semana passada. No campo, pesquisadores do Cepea indicam que, mesmo que em baixo volume e de forma irregular, as chuvas registradas em praticamente todo o estado de São Paulo na última semana trouxeram certo alívio a citricultores. No atual estágio de desenvolvimento da planta, as precipitações podem contribuir para a indução floral, após um longo período de estresse hídrico nos pomares de sequeiro. Já naqueles que são irrigados (e que, portanto, já registraram floradas anteriormente), chuvas tendem a favorecer o pegamento das flores que darão origem às laranjas da safra 2022/23. Pesquisadores do Cepea indicam, ainda, que, no caso das frutas que estão próximas do período de colheita, as precipitações podem beneficiar o enchimento e a qualidade. Fonte: Cepea (www.cepea.esalq.usp.br)

Veja Também:  SUÍNOS/CEPEA: Carne se valoriza, mas permanece competitiva
Fonte: CEPEA

Comentários Facebook
Propaganda

Agronegócio

O Boletim do Leite de outubro já está disponível no site do Cepea!

Publicados

em


Cepea, 19/10/2021 – Nesta edição, confira:

Mesmo com custo alto, preço no campo pode cair em outubro
O preço do leite captado em agosto e pago aos produtores em setembro atingiu R$ 2,3827/litro na “Média Brasil” líquida do Cepea, alta de quase 1% sobre o do mês anterior, em termos nominais. Contudo, para este mês de outubro, a expectativa dos agentes de mercado consultados pelo Cepea é de que o valor do leite captado em setembro se enfraqueça, mesmo diante dos elevados custos de produção. Leia mais.

Preços de derivados recuam em setembro 
Pesquisas realizadas pelo Cepea com o apoio da OCB (Organização das Cooperativas Brasileiras) apontam que, em setembro, os preços médios do queijo muçarela, do leite UHT e em pó (400g) negociados entre indústrias e canais de distribuição em São Paulo recuaram 1,70%, 2,37% e 0,62%, respectivamente, frente a agosto/21. Na comparação com o mesmo período de 2020, as quedas foram de 14,75%, 8,85% e 11% na mesma ordem, em termos reais (dados deflacionados pelo IPCA de set/21). Leia mais.

Veja Também:  BATATA/CEPEA: Com problemas de qualidade, preço recua nos atacados de SP e de MG

Importações sobem no terceiro trimestre de 2021
As importações de produtos lácteos somaram 30,4 mil toneladas no 3º trimestre de 2021, 23,5% acima do volume registrado no 2º trimestre, segundo dados da Comex. Contudo, na comparação com o mesmo período de 2020, quando as importações alcançaram 54,2 mil toneladas, houve queda de 44%. O resultado do 3º trimestre deste ano reflete a baixa oferta de leite no período – que levou à necessidade de importação para suprir a demanda doméstica. Entretanto, a desvalorização do Real frente ao dólar e o enfraquecido poder de compra dos brasileiros foram fatores que limitaram as aquisições de lácteos na comparação com o 3º tri de 2020. Leia mais.

Em setembro, custos registram alta de 0,99% 
O COE (Custo Operacional Efetivo) da pecuária leiteira subiu 0,99% entre agosto e setembro na “Média Brasil” (BA, GO, MG, PR, RS, SC e SP). De janeiro a setembro, o COE avançou 15,75%. Os aumentos nos custos de produção seguem influenciados pelas altas dos adubos e corretivos, dos combustíveis e de rações e concentrados. Leia mais.

Veja Também:  SUÍNOS/CEPEA: Carne se valoriza, mas permanece competitiva
Fonte: CEPEA

Comentários Facebook
Continue lendo

Agronegócio

AÇÚCAR/CEPEA: Cristal é negociado na casa dos R$ 150/sc

Publicados

em


Cepea, 19/10/2021 – Na sexta-feira, 15, o Indicador CEPEA/ESALQ do açúcar cristal, cor Icumsa de 130 a 180, mercado paulista, fechou a R$ 150,24/saca de 50 kg, novo patamar máximo da série histórica, em termos nominais – nessa segunda-feira, 18, porém, fechou a R$ 149,41/sc, mas ainda com alta acumulada de 4,85% na parcial de outubro. Já em termos reais, ou seja, considerando-se a inflação, o recorde foi verificado no dia 29 de janeiro de 2020, quando o Indicador atingiu R$ 190,90 (os valores foram deflacionados pelo IGP-DI). Segundo pesquisadores do Cepea, ainda que compradores mostrem resistência em aceitar novas altas nos preços do açúcar cristal no spot do estado de São Paulo, agentes de usinas se mantêm firmes nos valores pedidos por novos lotes. Fonte: Cepea (www.cepea.esalq.usp.br)

Fonte: CEPEA

Comentários Facebook
Veja Também:  Crédito para custeio rural antecipado pode ajudar produtor na compra de insumos agrícolas
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA ATÉ O MOMENTO A GESTÃO DR. DIVINO PREFEITO DE BARRA DO BUGRES ESTÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana