conecte-se conosco


Mato Grosso

Combate ao desmatamento ilegal de MT é destaque no evento Planet Explore 2021

Publicados

em


O combate ao desmatamento ilegal na Amazônia com o auxílio do monitoramento por satélite de todo o território estadual foi a única iniciativa brasileira apresentada no evento internacional “Planet Explore 2021”, no último domingo e na segunda-feira (12 e 13.10). Os resultados ambientais alcançados foram destaque entre casos de sucesso apresentados a líderes mundiais.

“É uma grande satisfação, como gestora, poder falar um pouco do trabalho desenvolvido utilizando as imagens e toda a inteligência por trás dos satélites da Planet, com o apoio da SCCON, e dizer como esses resultados estão mudando a vida das pessoas e o cenário da política pública ambiental do Estado de Mato Grosso”, conta a secretária de Estado de Meio Ambiente, Mauren Lazzaretti. 

Dados mostram que a secretaria aumentou a sua produtividade e eficiência nos gastos públicos com o início do uso do Sistema de Monitoramento por Satélites Planet, incorporada como solução tecnológica junto às empresas SCCON (Santiago & Cintra Consultoria), em 2019. 

“O mais importante de tudo é que o órgão ambiental se tornou mais eficiente. O uso da tecnologia, somada ao grande empenho das nossas equipes no aprimoramento da gestão e nas ações de monitoramento e fiscalização, trouxeram a melhoria do órgão ambiental. Nós lutávamos, antes de ter a tecnologia, contra o desafio enorme de ter um estado com um território que equivale a três países da Europa, com uma estrutura pequena, seja para fiscalização ou para regularização ambiental”, afirma a gestora. 

Veja Também:  Bombeiros de Nova Mutum salvam vida de criança de um ano

O serviço foi adquirido por meio do Programa REM Mato Grosso (do inglês, REDD para pioneiros), que é uma premiação ao governo estadual pelos resultados na redução do desmatamento nos últimos 10 anos.

Antes e depois do uso das imagens de satélite

“Nos tornamos o órgão estadual do Brasil com a maior eficiência em ação de fiscalização. Com isso também reduzimos o custo operacional. Conseguimos eliminar a onda crescente do desmatamento com a Planet no primeiro ano, e no segundo ano, estamos imprimindo resultados de redução do desmatamento”, avalia . 

De agosto de 2020 a julho de 2021, houve a redução de 21,7% nos alertas de desmatamento, enquanto a média da Amazônia Legal é 4,3% de redução em comparação com o mesmo período do ano anterior. O dado oficial é do do Projeto de Monitoramento do Desmatamento na Amazônia Legal por Satélite (PRODES) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Outro destaque, conforme a secretária, é que a Sema-MT ganhou escala na regularização dos imóveis rurais, ou seja, na implementação do código florestal. Mato Grosso é um dos Estados com maior índice de Cadastros Ambientais Rurais (CAR) analisados do país. 

Veja Também:  Alunos de creches estaduais comemoram aniversário da capital com apresentações culturais

O licenciamento ambiental também ganhou eficiência. “Conseguimos, num momento em que era difícil ir in loco, substituir as visitas pelas imagens Planet que tem uma periodicidade importante para quem licencia, e uma resolução que permite visualizar de fato o que está acontecendo em campo”, complementa. 

Os alertas elaborados cruzam informações com o banco de dados da Sema-MT, identificando a área e o proprietário. É enviado um e-mail automaticamente alertando esse possível infrator sobre a detecção. Ele é orientado a procurar o órgão ambiental para se justificar, ou parar a infração imediatamente. 

Planet Explore 2021

A terceira conferência anual de usuários do Planet aconteceu de 12 a 13 de outubro de 2021 mostrou como os dados dos satélites Planet são aproveitados em todo o mundo. O evento contou com o uso da conexão global de iniciativas, histórias, líderes e instituições para o progresso. Saiba mais em: https://explore21.planet.com/ .

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Propaganda

Mato Grosso

Desenvolve MT mantém espaço de assessoria sobre acesso a crédito e renegociações de dívidas na Feira do Empreendedor 2021

Publicados

em


A Agência de Fomento do Estado de Mato Grosso (Desenvolve MT) é parceria na maior feira do empreendedor 2021. A partir deste sábado (23.10) até o dia 27 de outubro, de forma online e gratuita, o Sebrae realiza a feira considerado o maior evento de empreendedorismo do País.

A estrutura da feira foi montada em uma plataforma virtual que permite ao participante uma experiência inovadora e tecnológica. O ambiente virtual de realidade 3D, conta com cinco arenas digitais: Conhecimento, Negócios, Expositores, Retomada e Atendimento Sebrae. 

A Desenvolve MT participa durante os cinco dias no estande virtual denominado Arena da Retomada, um espaço onde o empresário vai encontrar diversos conteúdos e soluções voltadas ao tema, como acesso ao crédito consciente e renegociação de dívidas bem como outros serviços financeiros.

A agência terá um canal direto com os empresários participantes do evento que poderão tirar dúvidas e conhecer o portfólio das linhas de crédito disponíveis para os empreendedores de Mato Grosso para investimento e retomada da economia.

O tema este ano é “ Empreender é para Todos “, a edição trará uma programação marcada pela diversidade e inclusão para mostrar que o empreendedorismo é possível para todos os perfis de pessoas que desejam atuar nos diversos setores e segmentos de mercado. 

Veja Também:  1ª Semana Estadual da Pessoa com Deficiência será lançada nesta terça-feira (21) em Vila Bela

A Feira do Empreendedor 2021 acontece entre os dias 23 e 27 de outubro das 10 às 20h. As inscrições podem ser realizadas no endereço eletrônico:  www.feiradoempreendedor21.com.br

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Corregedor ministra aula e recebe homenagem da Polícia Ambiental

Publicados

em


O corregedor-geral da Justiça do Poder Judiciário de Mato Grosso, desembargador José Zuquim Nogueira, ministrou aula para 36 alunos do curso de formação de policiais militares ambientais do Estado. Ele foi escolhido pelo longo período em que ficou à frente do Juizado Volante Ambiental (Juvam) em Cuiabá. Ao todo 17 anos. Ao final da aula foi agraciado com a Medalha Mérito Protetor Ambiental. Um reconhecimento do trabalho de autoridades e profissionais de diversos segmentos que com suas ações, direta ou indiretamente, contribuíram para a proteção e conservação das riquezas naturais, da flora e fauna. A entrega da medalha faz parte das comemorações de 37 anos de criação do Batalhão.
 
Enquanto juiz do Juvam José Zuquim Nogueira ajudou a criar recintos para animais resgatados pela Polícia Ambiental por meio da doação de materiais adquiridos via penas alternativas (transação penal), recuperação de Áreas de Preservação Permanente, Campanhas educativas, entre outras ações, além da conquista do maior prêmio jurídico do Brasil. O Prêmio Innovare. “É uma grande honraria para mim, pois sei da importância do Trabalho da Polícia Ambiental. Quando ainda estava no Juvam trabalhávamos muito em prol de nosso Meio Ambiente e da Sociedade”, revelou o magistrado.
 
Nessa primeira edição da medalha 100 autoridades militares e civis e lideranças de diversos segmentos estão sendo agraciadas. São profissionais que com ações diretas e indiretas contribuíram para a proteção e conservação das riquezas naturais, flora e fauna de Mato Grosso.
 
Dentre os condecorados estão o governador Mauro Mendes, a primeira dama Virgínia Mendes, o comandante geral da PM coronel Jonildo José de Assis, o comandante do Corpo de Bombeiros Alessandro Borges Ferreira, o comandante do Cesp coronel Carlos Eduardo Pinheiro, a delegada da Ambiental Alessandra Saturnino de Souza Cozzolino, entre outros.
 
Aula – O tema escolhido foi “A importância da razoabilidade na atuação da Polícia nas questões ambientais: Uma visão jurisdicional”. “Durante o tempo em que estive jurisdicionando perante a Vara Especializada do Meio Ambiente e o Juizado Volante Ambiental, pude contar, efetivamente, com a atuação da Polícia Ambiental, que foi decisiva para o êxito das operações levadas a efeito, bem como das inúmeras apreensões de pescado e apetrechos utilizados para a prática de crime ambiental no Estado de Mato Grosso. Porém, a atuação preventiva e educativa do efetivo que trabalhava em conjunto com a fiscalização, foi um dos pontos mais marcantes e que fez a diferença no atuar da polícia. Outrossim, a visão macro do papel da polícia, o agir com ponderação e razoabilidade foram primordiais na soma da atuação judicial, para fazer com que nosso Estado se destacasse na vanguarda da proteção ambiental”, disse o magistrado.
 
Na quarta edição do Curso de Policiamento Ambiental, destinado aos policias militares para atuação dentro das especificidades do Meio Ambiente de Mato Grosso, tanto na esfera criminal, quanto na Administrativa, os PMs passam por um treinamento geral e depois aulas direcionadas.
 
“O curso de policiamento ambiental é uma forma de recrutar o policial militar, que trabalha na atividade ordinária para atuar na atividade especializada. Aqui em Mato Grossos temos o Batalhão Ambiental de Cuiabá, em Rondonópolis e Cáceres, que são companhias independentes“, explicou o tenente-coronel PM, Fagner Augusto do Nascimento, comandante do Batalhão Ambiental de Cuiabá.
 
Para a instituição Polícia Militar é sempre uma oportunidade ímpar poder capacitar os seus agentes. Com conhecimento podemos prestar serviços cada vez melhores à sociedade. Assim potencializamos ainda mais a ação da Polícia Ambiental em Mato Grosso. Agradeço aos nossos parceiros por ombrearem conosco nesta causa, destacou comandante geral adjunto, coronel Daniel Lipi Alvarenga.
 
Ainda participaram da solenidade a coordenadora militar do TJMT, coronel Jane Melo e o assessor militar da CGJ, tenente-coronel Tiago Costa Gomes.
 
Após destacar o trabalho da Polícia Ambiental no subsídio das apreensões e madeira, pescado, recuperação da Praça e Terminal Turístico da Guia, inibição de desmatamento e recuperação de APP, o corregedor concluiu o encontro: “não ajam com excesso de poder; para que o anseio da coerção não seja maior que a consciência de orientar, advertir. Não esqueçam de que o papel da polícia vai além da repressão! Então ajam em conjunto para a inovação, para a prática educativa. Vocês devem ser a polícia que a sociedade quer por perto, não a que a sociedade teme”.
 
Ranniery Queiroz/Secom
Assessor de imprensa CGJ/TJMT
 
 

Veja Também:  Ex-aluno indígena da Escola Técnica de Barra do Garças passa em 1º lugar no vestibular de Medicina

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA ATÉ O MOMENTO A GESTÃO DR. DIVINO PREFEITO DE BARRA DO BUGRES ESTÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana