conecte-se conosco


Saúde

Começa nesta segunda a campanha de vacinação contra o sarampo em MT

Publicados

em

image

(Foto: Reprodução)

A Secretaria de Estado de Saúde alerta a população para a importância da vacina contra o sarampo – conhecida também como tríplice viral, que ainda inclui imunização à caxumba e rubéola –, visto que a primeira etapa da Campanha Nacional terá início na próxima segunda-feira (10) e término no dia 13 de março.

A fase inicial da ação de imunização tem como público-alvo a faixa etária de cinco a 19 anos de idade. O Dia D de mobilização nacional será no dia 15 de fevereiro (sábado) em todos os municípios.

A coordenadoria de Vigilância Epidemiológica da SES-MT orienta a população que integra a faixa etária especificada a procurar uma unidade de saúde do próprio município para receber a vacina, levando a caderneta ou o cartão vacinal.

De acordo com dados da SES-MT, estima-se que 29.540 pessoas não foram vacinadas na faixa etária de cinco a dezenove anos de idade em Mato Grosso. No Estado, o estoque de vacina contra o sarampo é de 18.535 doses até janeiro; deverão chegar mais 62.000 doses para a campanha.

Veja Também:  Deputados poderão remanejar recursos de emendas impositivas para combate ao coronavírus em Mato Grosso

De acordo com dados da Vigilância, na faixa etária de cinco a nove anos, existem 7.849 pessoas que não tomaram a vacina; na faixa etária de 10 a 14 anos, existem 17.241 pessoas não vacinadas e, na faixa etária de 15 a 19 anos, 4.450 pessoas que ainda não se imunizaram contra o sarampo.

Segunda etapa

A segunda etapa da campanha de vacinação será realizada no período de 3 a 31 de agosto e terá como público-alvo pessoas da faixa etária entre 30 a 59 anos de idade, sendo que o Dia D de mobilização nacional será em 22 de agosto (sábado).

O Ministério da Saúde estima que três milhões de pessoas em todo o país ainda não tomaram a vacina contra o sarampo, sendo que a meta é vacinar 2,9 milhões de cidadãos.

Comentários Facebook
Propaganda

Saúde

Terça-feira (27): Mato Grosso registra 356.629 casos e 9.631 óbitos por Covid-19

Publicados

em

Há 513 internações em UTIs públicas e 363 em enfermarias públicas; taxa de ocupação está em 91% para UTIs adulto e em 44% para enfermarias

Rose Velasco | SES-MT

Um total de 312.774 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) – Foto por: Tchélo Figueiredo

Um total de 312.774 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT)

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta terça-feira (27.04), 356.629 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 9.631 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 1.543 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 356.629 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 8.888 estão em isolamento domiciliar e 336.385 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 513 internações em UTIs públicas e 363 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 91,94% para UTIs adulto e em 44% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (75.611), Rondonópolis (26.392), Várzea Grande (23.904), Sinop (18.772), Sorriso (12.566), Tangará da Serra (11.699), Lucas do Rio Verde (11.266), Primavera do Leste (9.992), Cáceres (7.591) e Alta Floresta (6.819).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 312.774 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 902 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na segunda-feira (26), o Governo Federal confirmou o total de 14.369.423 casos da Covid-19 no Brasil e 391.936 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 14.340.787 casos da Covid-19 no Brasil e 390.797 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados desta terça-feira (27).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança.

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
– Evitar contato próximo com pessoas doentes;
– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Secretaria Adjunta de Comunicação (Secom)

 

Veja Também:  Sofá pode ser o maior inimigo da coluna

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres – MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Saúde

Quinta-feira (15): Mato Grosso registra 338.597 casos e 8.937 óbitos por Covid-19

Publicados

em

Há 523 internações em UTIs públicas e 459 em enfermarias públicas; taxa de ocupação está em 97% para UTIs adulto e em 57% para enfermarias

Fernanda Nazário | SES-MT

Foram notificadas 2.297 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado – Foto por: Tchélo Figueiredo – Secom/MT

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta quinta-feira (15.04), 338.597 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 8.937 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 2.297 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 338.597 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 11.974 estão em isolamento domiciliar e 315.641 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 523 internações em UTIs públicas e 459 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 97,21% para UTIs adulto e em 57% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (72.045), Rondonópolis (25.253), Várzea Grande (21.937), Sinop (17.413), Sorriso (12.243), Tangará da Serra (11.338), Lucas do Rio Verde (10.948), Primavera do Leste (9.741), Cáceres (7.298) e Alta Floresta (6.473).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.  

O documento ainda aponta que um total de 300.194 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 691 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na quarta-feira (14), o Governo Federal confirmou o total de 13.673.507 casos da Covid-19 no Brasil e 361.884 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 13.599.994 casos da Covid-19 no Brasil e 358.425 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados desta quinta-feira (15).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança.

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: Assessoria

 

Veja Também:  De março a maio, Governo aumenta em 3 vezes capacidade de leitos de UTI

 

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres – MT

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

"2021" QUAIS SÃO AS SUAS EXPECTATIVAS PARA ESTE ANO QUE SE INICIA

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana