conecte-se conosco


Mulher

Confira 7 dicas para dormir melhor nos dias gelados

Publicados

em


source

Alto Astral

Confira 7 dicas para dormir melhor nos dias gelados
Reprodução: Alto Astral

Confira 7 dicas para dormir melhor nos dias gelados

Sabe aquela preguiça para acordar nos dias frios ? Quando o inverno chega, não é novidade para ninguém a luta que é levantar e encarar a rotina. Porém, muitas vezes, a insônia bate à porta durante a noite e algumas pessoas acabam ficando mais despertas nessa estação do ano. A energia repentina e noturna pode ter diversas razões, mas, se tratando do inverno, as temperaturas baixas do cômodo ou o cobertor inapropriado que não esquenta o corpo podem estar entre as principais razões para uma noite mal dormida.

De acordo com pesquisa da SleepUp, uma plataforma que utiliza terapia digital para ajudar no tratamento da insônia, cerca de 24% dos indivíduos entrevistados afirmaram pegar no sono com mais dificuldade durante o inverno. Já aproximadamente 46% das pessoas relataram que o frio em si é o principal fator que atrapalha o repouso; e, por fim, para mais de 23% os problemas respiratórios comuns desse período acabam prejudicando a qualidade do sossego.

Ainda segundo o estudo, como forma de minimizar o impacto das baixas temperaturas na hora de descansar, os indivíduos analisados revelaram recorrer a algumas estratégias. Mas, como mostra o levantamento, 44% dessas pessoas estão adotando comportamentos que mais prejudicam do que ajudam na qualidade do sono – 13% declararam utilizar os aparelhos eletrônicos para caírem no sono.

Veja Também:  Os 3 signos que perdoam com mais facilidade

Segundo Gabriel Pires, diretor de pesquisa da SleepUp, utilizar eletrônicos antes de dormir é um dos maiores fatores que prejudicam o sono, causando justamente o efeito oposto e atrasando processo de adormecer.

Shutterstock

Você viu?

Poucos sabem, mas o clima do cômodo também conta para um sono regulado. Estudos indicam que a temperatura ambiente ideal para proporcionar um bom descanso à noite é entre 18 °C e 22 °C. Dessa forma, é muito comum que com a chegada do inverno as pessoas sintam impactos na qualidade do sono.

De acordo com Gabriel, o sono é muito importante para a imunidade, e ficar sem dormir, ou dormir mal, pode prejudicar o sistema imunológico e a resposta imune, tornando as pessoas mais suscetíveis a gripes e resfriados, além de intensificar quadros de rinite, sinusite, alergia ou asma.

Ele também alerta que quando relaxamos e dormimos, a nossa temperatura corporal diminui, dessa forma, é preciso se proteger bem da friaca. “Somado a isso, as madrugadas são, normalmente, mais frias. Assim, é preciso ficar atento a alguns pontos importantes antes de dormir para que esse frio excessivo durante a noite não cause despertares noturnos e não prejudique o descanso”, complementa.

Veja Também:  ‘Nail art’ que simula depilação íntima causa polêmica nas redes sociais

Sendo assim, para ter uma noite de sono mais tranquila, agradável e saudável, confira 7 dicas para dormir melhor nos dias gelados :

  • Utilize pijamas ou roupas quentes e confortáveis para dormir.
  • Tenha um bom cobertor de fácil acesso para o caso de sentir mais frio durante a noite; porém, cuidado para não se aquecer demais, pois isso também pode atrapalhar o sono.
  • Se você tiver asma, rinite ou outros problemas respiratórios, evite cobertores ou roupas que possam causar alergia .
  • Bebidas quentes ajudam a aquecer e relaxar, mas não exagere na quantidade para não ter que acordar durante a noite para ir ao banheiro.
  • Evite bebidas alcoólicas, cafeína e outros tipos de estimulantes, como chá-mate ou chá-verde.
  • Pode ser tentador passar mais tempo deitado debaixo das cobertas, mas evite permanecer na cama além do período em que de fato for dormir – ou seja, não fique vendo TV, usando internet ou o celular .
  • Não recorra a remédios para dormir sem acompanhamento médico, dê preferência a soluções não farmacológicas e que tratam as causas do problema.

Fonte: Gabriel Pires, diretor de pesquisa da SleepUp .

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Propaganda

Mulher

Depilação influencia no desempenho dos atletas nas Olimpíadas de Tóquio

Publicados

em


source

Alto Astral

A depilação influencia no desempenho dos atletas?
Reprodução: Alto Astral

A depilação influencia no desempenho dos atletas?

A Olimpíada de Tóquio 2020 começou na semana passada e está dando o que falar entre os brasileiros. A rotina de treinos e preparação dos atletas para o maior evento esportivo do ano é intensa, longa e repleta de tratamentos. E, por incrível que pareça, a depilação está entre os procedimentos indicados para ajudar no desempenho em certas competições.

Dessa forma, atletas de modalidades como ciclismo, atletismo e natação têm apostado na depilação antes das provas para melhorar, na medida do possível, seu desempenho no esporte.

“Algumas modalidades esportivas precisam de menos atrito, como a natação e esportes de alta velocidade, como bicicross. Então os atletas dessas modalidades têm o costume de fazer essa depilação, pois conseguem ter um pouco mais de velocidade”, explica Nemi Sabeh, ortopedista e coordenador médico da Seleção Brasileira de Futebol Feminino.

Para entendermos melhor a influência da remoção dos pelos na prática esportiva, Kessey Lima, fisioterapeuta e sócia-fundadora da Vialaser Depilação, ajudou o Alto Astral a esclarecer alguns fatos sobre a depilação que mostram que o método vai além da aparência. 

Aerodinâmica

A pele depilada oferece menos resistência ao ar e à água. Em diversas modalidades, os atletas relatam sentir as mudanças de desempenho. Na natação, por exemplo, a sensibilidade do corpo em relação à água aumenta quando os pelos são retirados, melhorando a técnica e a velocidade. Assim, muitos relatam sentir-se mais leve e com melhor deslizamento do corpo durante as práticas esportivas.

Veja Também:  Os 3 signos que perdoam com mais facilidade

“Nas competições em que participo, ouço muito sobre o quanto a depilação é importante para o atleta, principalmente para o ciclismo, natação e corrida. Isso porque, nestes esportes, são usadas roupas mais abertas e mais leves que deixam parte do corpo exposta, como as pernas. Com o movimento, os membros acabam se encostando muito, e a retirada dos pelos ajuda a evitar que esses atritos causem assaduras”, comenta a atleta Karolina Teixeira, competidora de atletismo em Santa Catarina.

Você viu?


Limpeza de ferimentos e massagens

Em qualquer competição esportiva, os atletas estão sujeitos a ferimentos. No entanto, quando a pele está lisinha, é mais fácil enxergar a lesão, o que facilita e torna mais simples e menos dolorosa a limpeza, cuidado e curativo.

Contudo, vale pontuar que tal cenário diz respeito a corpos com um grande volume de pelos. Nemi Sabeh lembra que os pelos fazem parte da pele e são, portanto, uma estrutura natural. Assim, sempre que optar por removê-los, é importante o fazer em um local adequado e com um profissional especializado a fim de evitar infecções ou dermatites.

Outro ponto a ser mencionado são as massagens. Em esportes que exigem muito esforço físico, elas são essenciais para a saúde e o bem-estar do atleta. Às vezes, também, tornam-se necessárias para o tratamento de cãibras durante os exercícios. Com a pele lisa, os deslizamentos e manobras de massagem ficam mais ágeis e eficientes e, ainda, evita-se o desconforto dos pelos sendo puxados, de acordo com Kessey.

Veja Também:  Receitas de cassata: 6 opções deliciosas para você se esbaldar

Assaduras e termorregulação

Outro problema que pode acometer os atletas são as assaduras. Pessoas com muitos pelos são mais propensas a assaduras após exercícios longos e extenuantes. Isso porque os pelos provocam mais atrito com a pele, deixando-a vermelha e dolorida, e, por consequência, comprometendo o desempenho do atleta. Afinal, ninguém merece praticar algum esporte com incômodos pelo corpo, não é mesmo?

Além disso, a termorregulação também é favorecida com a retirada dos pelos. É por meio da transpiração que o organismo reage ao aumento da temperatura corporal, sem contar que é por meio do suor que a pele fica mais úmida e fresca, impedindo o mal-estar provocado pela alta temperatura. A pele depilada, contudo, tem mais facilidade em evaporar o suor, o que contribui para que esse processo ocorra com mais rapidez.

“A depilação é uma grande aliada do esporte e sua eficácia tem sido cada vez mais importante, na medida em que a disputa pelo 1º lugar ou um novo recorde mundial passa a ser decidida por uma fração de segundos ou um mínimo movimento”, finaliza Kessey.

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Continue lendo

Mulher

A depilação influencia no desempenho dos atletas?

Publicados

em


source

Alto Astral

A depilação influencia no desempenho dos atletas?
Reprodução: Alto Astral

A depilação influencia no desempenho dos atletas?

Adiada em um ano por conta da pandemia causada pelo novo coronavírus, a Olimpíada de Tóquio 2020 começou na semana passada e está dando o que falar entre os brasileiros! A rotina de treinos e preparação dos atletas para o maior evento esportivo do ano é intensa, longa e repleta de tratamentos. E, por incrível que pareça, a depilação está entre os procedimentos indicados para ajudar no desempenho em certas competições.

Dessa forma, atletas de modalidades como ciclismo, atletismo e natação têm apostado na depilação antes das provas para melhorar, na medida do possível, seu desempenho no esporte.

“Algumas modalidades esportivas precisam de menos atrito, como a natação e esportes de alta velocidade, como bicicross. Então os atletas dessas modalidades têm o costume de fazer essa depilação, pois conseguem ter um pouco mais de velocidade”, explica Nemi Sabeh, ortopedista e coordenador médico da Seleção Brasileira de Futebol Feminino.

Para entendermos melhor a influência da remoção dos pelos na prática esportiva, Kessey Lima, fisioterapeuta e sócia-fundadora da Vialaser Depilação, ajudou o Alto Astral a esclarecer alguns fatos sobre a depilação que mostram que o método vai além da aparência. Confira:

Aerodinâmica

A pele depilada oferece menos resistência ao ar e à água. Em diversas modalidades, os atletas relatam sentir as mudanças de desempenho. Na natação, por exemplo, a sensibilidade do corpo em relação à água aumenta quando os pelos são retirados, melhorando a técnica e a velocidade. Assim, muitos relatam sentir-se mais leve e com melhor deslizamento do corpo durante as práticas esportivas.

Veja Também:  Faça você mesmo: 4 truques infalíveis para pintar as paredes!

“Nas competições em que participo, ouço muito sobre o quanto a depilação é importante para o atleta, principalmente para o ciclismo, natação e corrida. Isso porque, nestes esportes, são usadas roupas mais abertas e mais leves que deixam parte do corpo exposta, como as pernas. Com o movimento, os membros acabam se encostando muito, e a retirada dos pelos ajuda a evitar que esses atritos causem assaduras”, comentou a atleta Karolina Teixeira, competidora de atletismo em Santa Catarina.

Limpeza de ferimentos e massagens

Você viu?

Em qualquer competição esportiva, os atletas estão sujeitos a ferimentos. No entanto, quando a pele está lisinha, é mais fácil enxergar a lesão, o que facilita e torna mais simples e menos dolorosa a limpeza, cuidado e curativo.

Contudo, vale pontuar que tal cenário diz respeito a corpos com um grande volume de pelos. Nemi Sabeh lembra que os pelos fazem parte da pele e são, portanto, uma estrutura natural. Assim, sempre que optar por removê-los, é importante o fazer em um local adequado e com um profissional especializado a fim de evitar infecções ou dermatites.

Outro ponto a ser mencionado são as massagens. Em esportes que exigem muito esforço físico, elas são essenciais para a saúde e o bem-estar do atleta. Às vezes, também, tornam-se necessárias para o tratamento de cãibras durante os exercícios. Com a pele lisa, os deslizamentos e manobras de massagem ficam mais ágeis e eficientes e, ainda, evita-se o desconforto dos pelos sendo puxados, de acordo com Kessey.

Veja Também:  Testamos a Base Matte Hidraluronic para pele negra da Vult

Assaduras e termorregulação

Outro problema que pode acometer os atletas são as assaduras. Pessoas com muitos pelos são mais propensas a assaduras após exercícios longos e extenuantes. Isso porque os pelos provocam mais atrito com a pele, deixando-a vermelha e dolorida, e, por consequência, comprometendo o desempenho do atleta. Afinal, ninguém merece praticar algum esporte com incômodos pelo corpo, não é mesmo?

Além disso, a termorregulação também é favorecida com a retirada dos pelos. É por meio da transpiração que o organismo reage ao aumento da temperatura corporal, sem contar que é por meio do suor que a pele fica mais úmida e fresca, impedindo o mal-estar provocado pela alta temperatura. A pele depilada, contudo, tem mais facilidade em evaporar o suor, o que contribui para que esse processo ocorra com mais rapidez.

“A depilação é uma grande aliada do esporte e sua eficácia tem sido cada vez mais importante, na medida em que a disputa pelo 1º lugar ou um novo recorde mundial passa a ser decidida por uma fração de segundos ou um mínimo movimento”, finaliza Kessey.

Fontes : Nemi Sabeh Jr., ortopedista, cirurgião e coordenador médico das Seleções Femininas de Futebol; Kessey Lima, fisioterapeuta e sócia-fundadora da Vialaser Depilação; Karolina Teixeira, competidora de atletismo em Santa Catarina

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

"2021" QUAIS SÃO AS SUAS EXPECTATIVAS PARA ESTE ANO QUE SE INICIA

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana