conecte-se conosco


Gente

Confira história de homem que perdeu moto em blitz, ganhou outra e dividiu doações

Publicados

em

O relato de Francisco das Chagas comoveu a internet essa semana. Em rede social, ele contou que teve a moto apreendida em uma blitz e estava sem seu meio de transporte para trabalhar. Sensibilizados com a causa, um grupo fez doações para o homem e ele conseguiu comprar uma moto usada. O dinheiro que sobrou será doado para uma instituição filantrópica de Cuiabá.

“Eu fiquei muito feliz. A ajuda foi muito rápida e ainda sobrou dinheiro”, conta Francisco.

O morador é restaurador de pisos de madeira. Uma profissão em extinção e com serviços muito específicos, pois apenas casarões antigos possuem assoalho com esse material. A situação financeira de Francisco estava muito difícil nos últimos tempos e o pagamento da documentação do veículo foi sendo procrastinado, até que houve a apreensão.

“Estava atrasado de 2017 e eu não tinha dinheiro. Aí eu perdi o documento e desisti. Saia de casa orando para que a polícia não me parasse. Até o dia que fui abordado em uma blitz e não teve como, recolheram a moto no CPA 4”, explica.

Veja Também:  Saiba como é o processo de adoção no país

Depois de contar que havia perdido o instrumento de trabalho, no qual ia até os clientes e transportava o material, amigos fizeram doações diretamente na conta bancária do trabalhador e também uma vaquinha virtual foi criada. O dinheiro da vaquinha não foi usado e será doado. Até a manhã desta quinta-feira (13), a campanha arrecadou R$ 535 e continua ativa, ao final, o valor será doação para instituição de caridade.

Na quarta-feira (12), Francisco publicou o agradecimento em rede social e prestou contas dos valores arrecadados. Segundo a publicação, R$ 5.215,00 foram doados. Francisco comprou uma moto modelo Fan, ano 2013/2014 por R$ 4,2 mil.

Fonte: Gazeta Digital

 

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT.

Comentários Facebook
Propaganda

Gente

ONU alerta para o aumento da pobreza e da fome no mundo

Publicados

em

Ações humanitárias e de Solidariedade são fundamentais para amenizar o sofrimento das populações mais vulneráveis

Geral

Assessoria 

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, lançou na última terça-feira, 9, um relatório em que destaca que a pandemia da Covid-19 representa uma ameaça à segurança alimentar e nutricional no mundo, especialmente para as comunidades mais vulneráveis. Segundo ele “Há alimentos mais do que suficientes no mundo para alimentar a nossa população de 7,8 mil milhões (7,8 bilhões) de pessoas. No entanto, hoje, mais de 820 milhões de pessoas passam fome. E cerca de 144 milhões de crianças com menos de 5 anos são raquíticas – mais do que uma em cada 5 crianças em todo o mundo”.

Entre as várias recomendações e como medidas imediatas para uma ação coletiva, Guterres destacou que as pessoas devem se mobilizar para salvar vidas e assegurar que a assistência humanitária essencial de alimentos e os meios de subsistência e nutrição continuem a ser prestados a grupos vulneráveis e sem obstáculos.

Veja Também:  Dia dos namorados

Ao encontro dessa recomendação da ONU, a Legião da Boa Vontade (LBV) com seu permanente trabalho humanitário intensificou as suas ações e vem provendo pessoas e famílias em situação de vulnerabilidade e em risco alimentar atendidas por ela e por organizações parceiras em todo o país com cestas de alimentos, refeições, kits de limpeza e higiene para que não passem fome e se protejam do novo coronavírus.

Famílias com vários filhos, sem emprego e renda, residentes em comunidades com difícil acesso aos serviços de saúde, sem água potável e sem saneamento básico estão sendo beneficiadas. Muitas famílias sequer têm alimentos para uma refeição no dia. Por isso, a LBV convida as pessoas a se engajarem nas suas iniciativas solidárias, para evitar que maiores impactos da pandemia da Covid-19 afetem ainda mais a segurança alimentar das populações mais vulneráveis.

Você ajuda, a LBV faz!

A ação emergencial da LBV já entregou 300 toneladas de doações beneficiando milhares de famílias e impactando mais de 40 mil pessoas em 94 cidades nas cinco regiões do país, de forma organizada e seguindo todas as recomendações das autoridades sanitárias para evitar o contágio pelo vírus.

Veja Também:  Moradores de MT podem confirmar pesquisadores do IBGE pelo 190

Para que mais pessoas possam ser ajudadas acesse agora o site www.lbv.org e colabore. A doação é simples, rápida e segura. Ou quando a LBV chamar, atenda com o coração e DIGA SIM!

LBV nas Redes Sociais:
Saiba mais sobre a LBV: www.lbv.org
Facebook: https://pt-br.facebook.com/LBVBrasil/
Instagram: https://www.instagram.com/lbvbrasil/?hl=pt-br
YouTube: https://www.youtube.com/lbvbrasil

 

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Gente

Reagir à própria dor

Publicados

em

Paiva Netto

Escrevi em É Urgente Reeducar! (2010):

Hoje, mais do que nunca, com o progresso da tecnologia nas áreas de comunicação (celulares, internet etc.), até um enfermo pode levantar alguém que sofre, embora esteja a milhares de quilômetros de distância. Nos tempos que correm, a possibilidade de ajudar encontra-se ao alcance de todos. Logo, que não se perca o bom ideal, porque ele é determinante em qualquer idade. Você é quem decide se é velho ou moço, por mais duras que sejam as circunstâncias em que se ache, temporária ou permanentemente. Na minha longa vida dedicada às causas espirituais e sociais da Religião do Terceiro Milênio e da Legião da Boa Vontade, tenho sido testemunha de exemplos inigualáveis vindos de pessoas que, em decorrência de lastimoso estado de saúde, poderiam considerar-se desobrigadas de socorrer, com uma palavra que fosse, outras criaturas também necessitadas de atenção. E muitas — surpreendentemente amparadas por quem de nada mais se poderia esperar (no dizer humano), por padecer males tormentosos — se viram na condição de reagir ao próprio infortúnio, tantas vezes descobrindo, após o auxílio inesperado, razões para enfrentar seus dramas com decisão, que pensaram ter há muito perdido.

Veja Também:  Ensaio fotográfico artístico mostra girassóis e extraterrestres em Tangará da Serra

Costumo fraternalmente recomendar: quem quiser diminuir sua dor ajude os que sofrem.

José de Paiva Netto ―  Jornalista, radialista e escritor.

[email protected] ― www.boavontade.com

Serviço ― E-book A Esperança não morre nunca (Paiva Netto). Você pode baixar gratuitamente o livro digital e/ou audiolivro acessando www.paivanetto.com/esperanca

 

 

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

"2021" QUAIS SÃO AS SUAS EXPECTATIVAS PARA ESTE ANO QUE SE INICIA

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana