conecte-se conosco


Carros e Motos

Conheça cinco carros fora-de-série que foram fabricados com motor GM

Publicados

em


source


Puma GTB S2 também está entre os modelos fora de série que são equipados com motor na GM, no caso o 250S
Divulgação

Puma GTB S2 também está entre os modelos fora de série que são equipados com motor na GM, no caso o 250S

Os que têm mais de 40 anos devem lembrar da época de proibição de veículos importados no Brasil. Bastante exclusivos e só para quem tinha uma conta mais poupuda, os carros fora-de-série se diferenciavam da maioria dos veículos fabricados no país. Geralmente, a receita básica era um chassi e motor refrigerado a ar de origem Volkswagen.

Apesar disso, houve também os mais exclusivos ainda que usavam a mecânica Chevrolet , mas sempre mantendo a carroceria em composto de plástico e fibra de vidro.

Conheça a seguir cinco desses modelos que seguiram a cartilha GM .

1 – LHM PHOENIX

O Phoenix foi fabricado pela carioca LHM e utilizava a mecânica do Opala, com quatro ou seis cilindros
Divulgação

O Phoenix foi fabricado pela carioca LHM e utilizava a mecânica do Opala, com quatro ou seis cilindros


O Phoenix foi uma réplica dos Mercedes SL 280 “Pagoda” de 1963 produzida em 1984 pela carioca LHM com mecânica Opala (4 ou 6 cilindros, gasolina ou álcool, mecânico ou hidramático, 4 ou 5 marchas e direção mecânica ou hidráulica).

Veja Também:  Veja 5 seminovos automáticos com preços que vão até R$ 40 mil

O emblema da Phoenix se assemelhava com a estrela de três pontas do modelo alemão, mas quem quisesse o status desta, a empresa vendia a parte um kit nas próprias concessionárias.

2 – AMERICAR XK120

Americar XK120 passou a se chamar American XK120 em 2013 quando mudou de dono
Renato Bellote/iG

Americar XK120 passou a se chamar American XK120 em 2013 quando mudou de dono

O XK120 Classic é a réplica do Jaguar XK 120 fabricada pela Americar, de Santo André (SP); surgiu em 2003 e utilizava o mesmo molde do extinto Fera dos anos 80.

Usou mecânica Opala 4.1 de 6 cilindros e 165 cv , trocou de motor em 2010 pelo 2.0 flex de 148 cv, o mesmo do Vectra, Astra e Zafira , mudou de mãos em 2013 passando a se chamar American XK120. 

Você viu?

3 – AVALLONE TF

O Chevette cedia o motor 1.6 de 86 cv ao Avallone TF, uma réplica do clássico da inglesa MG
Divulgação

O Chevette cedia o motor 1.6 de 86 cv ao Avallone TF, uma réplica do clássico da inglesa MG

O roadster britânico TD da MG serviu de inspiração para as brasileiras MP Lafer e Avallone criarem suas réplicas, mas ao contrário da primeira que usava a mecânica VW , a outra optou por usar da GM , em especial do Chevette que cedia o motor 1.6 de 86 cv , câmbio de 4 marchas , eixo dianteiro, diferencial, freios e diversos componentes menores com um chassi próprio em longarinas de aço e carroceria em fibra de vidro.

Veja Também:  Carro voador é atração no Salão de Genebra

4 – FARUS BETA

O Beta surgiu em 1984, equipado com motores GM 1.8 (86 cv) e 2.0 (110 cv) do Monza.
Reprodução

O Beta surgiu em 1984, equipado com motores GM 1.8 (86 cv) e 2.0 (110 cv) do Monza.

A Farus (junção de “Família Russo”) e pertencente a Giuseppe Russo, tinha desenho inspirado nos Lotus e Ferrari . Fez alguns esportivos, mas o mais emblemático foi o Beta de 1984, equipado com motores GM 1.8 (86 cv) e 2.0 (110 cv) do Monza.

O modelo tinha chassi próprio e motor montado na parte central, favorecendo na estabilidade. A empresa durou só até 1990, devido à abertura das importações, pelo governo Collor .

5 – ENGESA 4

Para aguentar o serviço pesado, sem um custo alto para o projeto do Engesa E4, os engenheiros escolheram o motor GM 151
Reprodução

Para aguentar o serviço pesado, sem um custo alto para o projeto do Engesa E4, os engenheiros escolheram o motor GM 151

Fabricado pela Engesa (Engenheiros Especializados S/A) de Barueri em 1985, o jipe E4 nasceu da experiência da empresa na fabricação de equipamento para as Forças Armadas.

Para aguentar o serviço pesado sem um custo alto para o projeto, os engenheiros optaram em equipá-lo com motor 151 do Opala com quatro cilindros, a álcool (88 cv) ou gasolina (85 cv). Com o slogan ” Engesa 4, tecnologia brasileira 100% internacional” , o modelo foi exportado para mais de 30 países.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Propaganda

Carros e Motos

VW mostra Nivus na Alemanha com outro nome entre as mudanças

Publicados

em


source


VW Taigo vem com fillede de LED na grade dianteira entre as diferenças em relação ao Nivus brasileiro
Divulgação

VW Taigo vem com fillede de LED na grade dianteira entre as diferenças em relação ao Nivus brasileiro

A Volkswagen apresenta o Taigo , o novo SUV com ares de cupê, totalmente baseado no Nivus brasileiro. O Taigo será o primeiro modelo fabricado e vendido no mercado europeu, após ter sido desenvolvido na região América do Sul.

Produzido na moderna fábrica da Volkswagen em Pamplona, na Espanha, o Taigo utiliza a plataforma  Modular MQB , e tem como autores do design os irmãos José Carlos Pavone, chefe de design da Volkswagen SAM , e Marco Pavone, chefe de design exterior da Volkswagen na Alemanha.

Produzido na moderna fábrica da Volkswagen em Pamplona, na Espanha, o Taigo utiliza a Estratégia Modular MQB
Divulgação

Produzido na moderna fábrica da Volkswagen em Pamplona, na Espanha, o Taigo utiliza a Estratégia Modular MQB

Considerado o primeiro veículo 100% desenvolvido na América Latina que será produzido e comercializado no mercado europeu; o Taigo traz o design exclusivo do Nivus , arrojado e com linhas que remetem a um cupê esportivo, até então desconhecido no segmento de SUVs entre os europeus.

Veja Também:  Audi RS4 Avant: foguete para a família

Com relação a equipamentos de conforto e segurança, o Taigo segue a linha do Nivus , como o ACC (Controle Adaptativo de Cruzeiro), AEB (Frenagem Autônoma de Emergência), Post-Collision Brake, Alerta de Fadiga, sistema Kessy, ESC (controle de estabilidade), ASR (controle de tração), XDS+ (bloqueio eletrônico do diferencial), entre outros itens.

Tal como o Nivus , o Taigo também contará com motores TSI. No caso das versões vendidas no Brasil, temos o 1.0 turboflex, capaz de render 128 cv e 20,4 kgfm de torque com apenas etanol no tanque, números suficientes para acelerar de 0 a 100 km/h em 10 segundos e atingir 189 km/h, conforme a fabricante.

O interior do VW Taigo tem uma combinação de cores mais ousada, o que não acontece com o Nivus do Brasil
Divulgação

O interior do VW Taigo tem uma combinação de cores mais ousada, o que não acontece com o Nivus do Brasil


Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

Chevrolet anuncia lançamento do elétrico Bolt EV para setembro

Publicados

em


source
Chevrolet Bolt EV chega ao Brasil quase ao mesmo tempo que rivais elétricos, como Fiat 500 e Peugeot 208 e-GT
Divulgação

Chevrolet Bolt EV chega ao Brasil quase ao mesmo tempo que rivais elétricos, como Fiat 500 e Peugeot 208 e-GT

A Chevrolet confirma a chegada do novo Bolt EV 100% elétrico às concessionárias brasileiras para setembro. Ele será o primeiro de quatro modelos que serão lançados no Brasil até o final do ano . Os outros três são versões inéditas de S10 e Cruze, além do Equinox reestilizado.

O Bolt EV recebeu novo visual que inclui frente redesenhada, com mudanças nos faróis, grade, parachoque e capô. Com isso, o carro ficou com aspecto futurista e aumentou um pouco de tamanho em relação à versão anterior, além de ter ganho equipamentos como multimídia atualizada, com tela de 10,2 polegadas.

Apesar da confirmação, a fabricante não revelou qual versão do Bolt EV chegará às lojas. O certo é que o modelo terá baterias de íons de lítio e motor elétrico capaz de render 203 cv e bons 36,7 kgfm de torque. A autonomia estimada para o Bolt é de 416 km. O anúncio será feito mais próximo ao lançamento oficial.

A Chevrolet está preparando o lançamento do novo Bolt desde o início de junho, quando triplicou o número de concessionárias que atendem encomendas para veículos elétricos, saltando de 26 para 79. Atualmente, a General Motors tem a maior cobertura de venda e assistência para modelos zero emissão no Brasil.

O Bolt EV será vendido em 50 cidades espalhadas por 20 estados. A maioria das concessionárias estreantes está nas regiões Centro-Oeste, Norte e Nordeste. Além disso, houve um crescimento expressivo no interior de São Paulo. 

Veja Também:  Veja 5 seminovos automáticos com preços que vão até R$ 40 mil
Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

"2021" QUAIS SÃO AS SUAS EXPECTATIVAS PARA ESTE ANO QUE SE INICIA

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana