conecte-se conosco


Mulher

Contratação de Gadu, jogadora do Bahia, gera revolta em torcedores

Publicados

em


source
Jogadora é acusada de agredir a ex-namorada
REPRODUÇÃO/BAHIA

Jogadora é acusada de agredir a ex-namorada

Anunciada pelo Bahia na noite de quarta-feira (14), Gadu gerou polêmica entre os torcedores  do clube. Grupos criaram um movimento nas redes sociais, com a hashtag #GADUNÃO, para criticar a contratação de Gadu. 


Os protestos têm a motivação pela acusação de agressão  feita pela ex-namorada da jogadora. Além de nota de repúdio, os grupos questionaram a direção do Bahia em relação à contratação, já que o clube se posicionou contrário à violência contra a mulher em ações de publicidade, que ganharam destaque no futebol nacional. 


Para o Globo Esporte, a ex-namorada da jogadora falou sobre a denúncia de agressão. “Sim, ela me agrediu. Mas isso já foi resolvido. Não prestei queixa no dia porque pensei no time (que é meu time de coração) e no filho dela. Eu perdoei e ela não faz mais parte da minha vida. E acredito que não tenha feito isso com mais ninguém depois. Não tenho contato nenhum com ela hoje, deve ser bom pra ela voltar pro Bahia e poder ficar perto do filho. Eu só quero ficar em paz e que ela possa viver a carreira dela sem me envolver de novo”, disse. 

Gadu não se pronunciou sobre os protestos e sobre o retorno ao Bahia. Em uma live no canal ‘Dois a Um’, no Youtube, Vitor Ferraz, vice-presidente do clube, comentou o retorno da jogadora aos campos, relembrando o caso de Gerson, ex-Flamengo e Índio Ramires. No fim de 2020, o jogador do Flamengo acusou o meia do Bahia de injúria racial, mas o caso foi arquivado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). 

Você viu?

“Quando Gadu saiu do Bahia, eu lembro que teve alguma coisa a esse respeito [agressão]. Eu acho que a gente tem que ter muito cuidado com esse tipo de questão. São questões muito sensíveis, que merecem uma atenção grande. Eu acho que o caso de Ramirez nos ensinou muitas coisas em relação a julgamentos precipitados. Eu não vou entrar no mérito dessa questão, porque eu não posso dizer que aconteceu ou não aconteceu”, comentou.

“Seria leviano da minha parte eu falar que sim ou que não. Rede social é um ambiente que tem as suas peculiaridades e que a gente tem que ter um olhar muito atento, muito cuidadoso, para que a gente não faça condenações sumárias e para que nós não deixemos de observar questões importantes”, disse. 

“O que chegou pra mim, à época, foram questões repercutidas em rede social e, por tudo que nós apuramos, não passou disso. Não houve nenhum tipo de adoção de medidas, além daquilo que ficou em rede social. Então, é uma coisa que a gente tem que ter muito cuidado. O que de fato aconteceu? Como aconteceu? Repito, com todo cuidado que esse tema merece”, afirmou. 

“É um tema muito sensível. Não to dizendo, não to aqui entrando no mérito, não tem mais informações que me permitam afirmar o que aconteceu, se aconteceu, quando e como aconteceu, ou se não aconteceu”, disse. 

“O cuidado que eu acho que a gente tem que ter é com julgamento sumários, precipitados, para que a gente não cometa nenhum tipo de injustiça. Isso é algo que é importante. Agora, se algo aconteceu, de fato, precisa ser verificado, apurado, e as medidas necessárias precisam ser adotadas”, completou.

Gadu retorna ao Bahia com contrato vigente até junho de 2022. A atleta teve uma passagem conturbada no time baiano em 2020, mas foi artilheira do Campeonato Brasileiro Feminino A2 em 2019 e foi responsável pelo acesso do time à primeira divisão do brasileiro. 

No início de 2021, Gadu se despediu do Bahia, pegando de “surpresa” a direção do clube. Mas a jogadora se manifestou e disse que a falta de alimentação para as jogadoras e atraso no salário foram um dos motivos de ter optado pela saída do clube. À época, o Bahia negou as acusações.

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Veja Também:  Cidades com mulheres como prefeitas têm 43% menos morte por COVID-19
Propaganda

Mulher

Frases do Padre Fábio de Melo para refletir e se inspirar

Publicados

em


source

João Bidu

Frases do Padre Fábio de Melo para refletir e se inspirar
Redação JOÃOBIDU

Frases do Padre Fábio de Melo para refletir e se inspirar

Conhecido em todo o Brasil por arrastar multidões promovendo a fé em Cristo, o amor e a união , Padre Fábio de Melo é querido por muitos. Suas palavras e reflexões confortam os corações de fiéis, ajudam os desamparados e trazem ensinamentos sagrados de Deus à comunidade. Confira algumas frases do Padre Fábio de Melo para se inspirar e refletir.

Frases do Padre Fábio de Melo

“Alguns acordam pra que outros durmam; realizam para que outros desfrutem. Em proporções que nunca saberemos mensurar, estamos todos sob o movimento da cooperação. Não cabe nenhuma arrogância, não se justifica nenhuma prepotência. Apenas gratidão”.

“Nem tudo precisa ser perguntado. Nem tudo precisa ser dito. O amor compreende: há algumas respostas que ainda não sabemos dizer”.

“Quanto mais eu me cavo, investigo, esquartejo, adentro os labirintos do meu ser, muito mais a Deus eu conheço”.

“Eu também estou no que deixei de viver. Minhas desistências falam de mim tanto quanto o que levei adiante. Sigo misteriosamente atado aos nãos que disse, às renúncias que fiz, aos amores que não vivi. Porque a vida é assim. Até o que escolhemos não viver segue vivo dentro de nós. Mesmo que não percebamos, tudo está se ajeitando para ficar nos estreitos esconderijos da alma”.

“Quantos morrem naquele que morre? Uma infinidade de significados humanos será sepultada num único corpo. Era mãe, irmã, amiga, filha… Todos os papéis que o amor proporciona foram silenciados no derradeiro adeus. A simbiose do amor proporcionará outra forma de continuidade. Saudade já é ressurreição. A fé não nos priva da dor. Apenas empresta o cobertor que por ora colocamos sobre o frio da alma. Para quem fica, o mundo nunca mais será o mesmo. Uma multidão morreu num corpo só. E como dói ficar”.

Veja Também:  Qual é a música da Marília Mendonça de cada signo?

Padre Fábio de Melo Foto: reprodução/Instagram/@pefabiodemelo

“De nada vale tentar explicar ao que não está disposto a entender. Guarde suas energias para os que honestamente buscam a verdade. Construa com eles a comunhão. As vezes ficamos privados do entendimento porque insistimos em ter razão. Trabalhe com a possibilidade de que sua opinião possa estar equivocada. Permita-se o benefício da dúvida. Ela nos deixa mais sábios. No silêncio erramos menos do que na opinião precipitada”.

“Deus cuida de nossas causas impossíveis. As possíveis continuam sob nossa responsabilidade. O fazer de Deus em nós é fazer com que façamos. Ação íntima que nos move e nos encoraja diante dos obstáculos da vida. Crer em Deus não significa descrer em si. Pelo contrário. Quanto mais cremos Nele, muito mais acreditamos no Seu poder em nós”.

“Não se trata de ir além, mas de retroceder. Dar um passo atrás, sondar o antes das coisas, as causas dos fatos, o avesso das pessoas. Nada e nem ninguém é por acaso. O que aos olhos se mostra é muito pouco do que essencialmente se é. A verdade é privilégio dos que se interessam pela essência”.

“Nem sempre as proporções são justas. Se o ser para o outro não permitir o ser para si, o aniquilamento dissipará qualquer possibilidade de amor. Só ama e verdadeiramente se doa quem antes se tem”.

Você viu?

“Alguns cansaços só nos cansam, outros nos alegram. Só o tempo nos ensina a diferença”.

Veja Também:  “Nossa relação não é um fetiche”: casal encara preconceito por diferença no peso

Frases do Padre Fábio de Melo Foto: reprodução/Instagram/@pefabiodemelo

“O discurso religioso perde a sua eficácia toda vez que incute nas pessoas a convicção de que para elas não há lugar no mundo. Não é honesto, em nome de Deus, reforçar a rejeição às fraquezas, semear culpas, autodesprezo, sentimento de inferioridade. Faz mais sentido ensinar que Deus é amor, acolhimento, misericórdia. Somente depois deste aprendizado é que seremos capazes de lidar com nossos limites”.

“Quando, movidos pela imaturidade, sofremos com a debilidade emocional de pensar que a nossa prioridade tem de ser a do outro também”.

“É dizendo que curamos as feridas emocionais. O silêncio, neste caso, infecciona. A palavra, por mais difícil que seja, é o único meio possível de purificação. Portanto, não permita que outro se vá sem antes receber de volta o lixo emocional que lhe deixou”.

“É comum ver alguém escolher a pessoa que não lhe faz bem. E por ela trocar as que verdadeiramente lhe amam, edificam. E que o mau trato também vicia, condiciona, retira o amor próprio. É uma questão simples de entender, mas não fácil de resolver. Ainda não existe quimioterapia que permita arrancar da mente a pessoa que tem o gatilho da destruição. Só mesmo uma firme decisão, seguida de vontade e determinação, poderá abrir os grilhões da prisão emocional que priva o cativo de escolher a leveza como uma regra de vida”.

O que achou das frases do Padre Fábio de Melo? Conte para nós nos comentários!

LEIA TAMBÉM:

noEmbed

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Continue lendo

Mulher

Maria da Penha diz que há muito o que melhorar na lei que leva seu nome

Publicados

em


source
Maria da Penha foi vítima de violência, atua em favor das mulheres e deu nome a lei que prevê penas severas aos agressores
Amana Salles/Fotoarena

Maria da Penha foi vítima de violência, atua em favor das mulheres e deu nome a lei que prevê penas severas aos agressores


Maria da Penha Fernandes, 76, é um ícone da luta das mulheres brasileira em prol de uma vida sem violência. Em 1983, a farmacêutica cearense foi vítima de dupla tentativa de feminicídio pelo marido e acabou ficando paraplégica. Sua luta por justiça resultou na condenação do Estado brasileiro por omissão e tolerância à violência contra a mulher pela Corte Interamericana de Direitos Humanos da Organização dos Estados Americanos (CIDH/OEA), em 2001. Isso resultou na criação da lei de proteção à mulher que leva seu nome.

A Lei Maria da Penha, em vigor desde 7 de agosto de 2006, foi delineada a partir de um debate com grande participação social, especialmente de movimentos de mulheres, e adotou uma perspectiva feminista, ressaltando que garantir a segurança da mulher significa respeitar e reconhecer seus direitos civis, sociais, econômicos e culturais. Porém, mesmo em vigor há 15 anos, a aplicação da lei ainda deixa a desejar, principalmente nos aspectos educativos e preventivos. 


Em entrevista ao Globo, Maria da Penha criticou a falta de investimento do governo federal na área e diz que é “esdrúxula” a ideia de armar mulheres para protegê-las, enfatizando a importância de discutir gênero e violência dentro das escolas. “necessário investir em educação. Só a educação é capaz de desconstruir essa cultura machista, que é a origem da violência contra a mulher”, disse ao Globo. 

Quando perguntada sobre como avalia o período de vigência da lei que leva seu nome, Maria da Penha disse que é uma lei muito completa e importante, mas que muito ainda precisa ser feito, principalmente no que diz respeito à conscientização. “É necessário que as pessoas sejam conscientizadas no nível fundamental, médio e universitário sobre os direitos das mulheres. É muito importante que isso seja implementado na educação, porque as crianças que convivem com a violência doméstica aprendem a ser violentas em casa”, explica.

Veja Também:  Horóscopo do dia: previsões para 16 de julho de 2021
Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

"2021" QUAIS SÃO AS SUAS EXPECTATIVAS PARA ESTE ANO QUE SE INICIA

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana