conecte-se conosco


Carros e Motos

Corvette: quarta geração trouxe tecnologia e estilo

Publicados

em


source


Chevrolet Corvette C4 conta com motor 350 V8 de 230 cv.
Renato Bellote

Chevrolet Corvette C4 conta com motor 350 V8 de 230 cv.

A década de 50 mostrava um panorama muito interessante para os automóveis nos Estados Unidos. Com final da Segunda Guerra Mundial cinco anos antes o país mergulhava em um momento de total prosperidade e riqueza. Muitos empregos foram gerados e a economia crescia de maneira excepcional.

Esse novo estilo de vida seguido do baby boom pedia também um novo tipo de carro. O departamento de design e engenharia da Chevrolet não demorou para pensar em algo que concretizasse essa ideia em um desejado rodaster. Dois lugares, como os melhores modelos europeus, mas um estilo bastante próprio com linhas rebuscadas e personalidade.

Dessa forma, em 1953, nascia o Corvette. A inspiração veio também da água, como sugere o nome. Logo que chegou ao mercado ele chamou atenção pelo desenho e também pela leveza, um composto de fibra de vidro e plástico. Na propaganda de época a carroceria aparecia sendo carregada facilmente separada do chassi, demonstrando assim a já citada leveza e praticidade.

Veja Também:  Mercedes lança caminhão que leva 58 toneladas e custa mais de R$ 1 milhão

Inicialmente a marca optou por utilizar o motor seis cilindros em linha, chamado de blue flame. A ideia em tese era muito boa mas o público consumidor não gostou da configuração. Em 1954 a Ford lançaria o Thunderbird , um concorrente extremamente forte e com motor V8 , que acabou rechaçando o Vette nas vendas.

A questão do motor V8 seria resolvida no ano seguinte e, a partir daí, ele escreveria sua história de maneira extremamente bem-sucedida no mercado. Se tornou com o passar dos anos o supercarro do norte-americano médio, ou seja, um modelo com estilo e desempenho que podia ser comprado facilmente por um trabalhador comum.

O exemplar da matéria é um representante da quarta geração que foi lançada em 1983. Esta geração marca uma mudança importante na história do modelo com adoção de alumínio na suspensão e novas tecnologias. O motor 350 V8 e 5,7 litros entregava 230 cv e o estilo ficou imortalizado através de séries de TV e também no cinema.

Vale ressaltar nesse carro a transmissão manual Doug Nash 4+3 , com a opção de overdrive em três das quatro marchas. A dirigibilidade somada ao ronco do V8 em funcionamento faz com que qualquer passeio de fim de semana se torne extremamente agradável. Até a próxima semana!

Veja Também:  Harley-Davidson Iron 1200 tem o essencial
Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Propaganda

Carros e Motos

Toyota pretende vender apenas híbridos e elétricos no Brasil em 6 anos

Publicados

em


source
Toyota Corolla Cross: lançado no início do ano, modelo já se destaca nas concessionárias
Divulgação

Toyota Corolla Cross: lançado no início do ano, modelo já se destaca nas concessionárias

A Toyota pretende vender apenas veículos híbridos e elétricos no Brasil em até seis anos. A informação foi confirmada por Masahiro Inoue, presidente da fabricante na América do Sul e Caribe, em entrevista ao site AutoIndústria.

Sendo assim, todos os modelos futuros da Toyota terão versões com algum nível de eletrificação no Brasil. Atualmente, os únicos modelos da fabricante japonesa que não contam com versões híbridas são os modelos Yaris , Yaris Sedan e Hilux .

O executivo diz que o Brasil sai na frente por contar com a tecnologia híbrida flex nos modelos Corolla e Corolla Cross. “Precisamos utilizar todo esse conhecimento e estrutura de distribuição, que foram acumulados ao longo de tantos anos”, diz Inoue. 

A declaração também dá a entender que a fabricante considera lançar uma versão híbrida da Hilux. Até o momento, não há nenhum modelo híbrido na categoria das picapes médias. 

Leia Também

Fim do Yaris

A eletrificação completa do catálogo da Toyota pode passar pelo encerramento da produção de alguns modelos. Conforme apurado pelo site Auto+, o Yaris sairá de linha em suas versões hatch e sedã, sem receber uma reestilização de meia-vida.

Veja Também:  O exagero da Triumph Rocket 3R

Isso porque a Toyota pretende focar em modelos mais lucrativos, como Corolla e Corolla Cross. Segundo as fontes consultadas pela Auto+, a fabricante japonesa não pretende ‘abrir a carteira’ para reestilizar o modelo considerado pouco lucrativo, enquanto os outros produtos estão performando bem. 

Sem o Yaris, o modelo mais barato do catálogo da Toyota voltará a ser o Corolla, que já custa R$ 128 mil em sua versão mais em conta.

Fontes:  AutoIndústriaAuto+

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

Em crise, SsangYong pode ser vendida a startup de carros elétricos

Publicados

em


source
SsangYong está em 'stand-by' no Brasil, aguardando melhores condições cambiais para retomar importações
Divulgação

SsangYong está em ‘stand-by’ no Brasil, aguardando melhores condições cambiais para retomar importações

A SsangYong enfrenta graves problemas financeiros e pode ser vendida para uma startup e veículos elétricos para não falir. Segundo o site Nikkei Asia, a fabricante sul-coreana pode ser negociada com a Edison Motors em uma venda na faixa de US$ 260 milhões.

Fundada em 2015, a Edison Motors tem interesse na linha de produção da SsangYong, em Pyeongtaek (Coreia do Sul). O objetivo é produzir carros elétricos de passeio com foco na exportação para todo o continente.

A SsangYong foi fundada em 1954 como uma das maiores fabricantes de automóveis da Coreia do Sul. Durante sua trajetória, passou pelas mãos da Daewoo Motors, SAIC e o grupo indiano Mahindra. 

Veja Também:  Mercedes lança caminhão que leva 58 toneladas e custa mais de R$ 1 milhão

SsangYong no Brasil

A SsangYong chegou ao Brasil em 2005, apostando em crossovers e picapes – mas teve uma passagem discreta. Em 2015, o Grupo Districar, representante oficial da fabricante coreana, anunciou falência e o fim das importações.

Leia Também

A marca coreana voltou em 2017, dessa vez pelas mãos da Venko Motors. A mesma empresa era encarregada das importações da Chery, antes do grupo chinês entrar oficialmente no Brasil sem um representante intermediário.

Neste momento, a marca se encontra em ‘stand-by’, aguardando melhores condições de câmbio para decidir se importará novos veículos ao Brasil. O site se encontra fora do ar e as redes sociais não são atualizadas desde junho de 2020.

Durante sua última passagem, a SsangYong vendeu os SUVs Tivoli, XLV e Korando, além da picape Actyon Sports. 

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA ATÉ O MOMENTO A GESTÃO DR. DIVINO PREFEITO DE BARRA DO BUGRES ESTÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana