conecte-se conosco


Economia

Cursos gratuitos oferecem capacitação em direitos do consumidor e educação financeira

Publicado

Os cursos são a oportunidade de agregar conhecimento sobre Direitos do Consumidor e participar ativamente na proteção e defesa desses direitos

Beatriz Passos | Procon-MT

Ao todo são 12 capacitações, sendo que parte é aberta ao público e outra parte é destinada a servidores, empresas e gestores públicos da área – Foto por: ENDC

Ao todo são 12 capacitações, sendo que parte é aberta ao público e outra parte é destinada a servidores, empresas e gestores públicos da área

Já ficou com dúvidas sobre informações relacionadas ao Direito do Consumidor? Ou se sentiu lesado e não sabia qual atitude tomar? Para ajudar nessas situações, a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) disponibiliza cursos online voltados para a Política Nacional das Relações de Consumo. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas aqui até março.

Ao todo são 12 capacitações, sendo que parte é aberta ao público e outra parte é destinada a servidores, empresas e gestores públicos da área. Independentemente disso, é a oportunidade de agregar conhecimento sobre Direitos do Consumidor e, assim, participar ativamente na proteção e defesa desses direitos, além de melhorar a atuação enquanto profissional.

Cada curso possui carga horária, público alvo e período de realização diferentes, por isso é preciso ficar atento aos pré requisitos que constam nos editais. Entre as exigências mínimas estão: ter a partir de 16 anos; computador com acesso à internet; e compromisso com a carga horária, devendo cumprir ao menos 75% das horas para ter direito à certificação.

Veja Também:  Padaria Moinho fecha após 20 anos

Pelo site www.defesadoconsumidor.gov.br é possível conferir as informações sobre todos os cursos.

Confira as opções

– Introdução à defesa do consumidor 

– Planos de saúde e relações de consumo

– Oferta e publicidade

– Educação Financeira para Consumidores 1: Planejar para realizar sonhos

– Educação Financeira para Consumidores 2: Dominando emoções e criando novos hábitos

– Educação Financeira para Consumidores 3: Inteligência financeira – saia do sufoco 

– Princípios e direitos básicos do CDC

– Vigilância Sanitária e Defesa do Consumidor

– Consumo, seguro e saúde

– Consumidor.gov.br – Módulos voltados para os órgãos gestoresempresas e órgãos de monitoramento.

Inscrições 

– Não serão consideradas as solicitações de inscrição realizadas: fora do período determinado ou por candidatos com menos de 16 anos;

– O simples preenchimento da ficha de inscrição não garante a inscrição no curso;

– Uma vez selecionado para a realização do curso, será facultada ao aluno a possibilidade de solicitar desistência até o 7º dia após o início do curso, sob pena de ser considerado evadido.

Veja Também:  União pagará US$ 9 bilhões à Petrobras por revisão de contrato do pré-sal

Certificação

– Ao final do curso, uma declaração de conclusão será disponibilizada no Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) somente aos alunos que tiverem respondido a todos os questionários disponibilizados no curso e  obtiverem, no mínimo, 50% dos pontos disponíveis.

– O certificado, em versão digital, será emitido e encaminhado para o cursista que obtiver aprovação no curso.

Fonte: Beatriz Passos | Procon-MT

 

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT.

Comentários Facebook
publicidade

Economia

Indústria da construção mostra sinais de recuperação, diz CNI

Publicado

A indústria de construção civil está em recuperação, com melhora nos índices de atividade e do número de empregados. É que mostra a Sondagem Indústria da Construção, divulgada hoje (23) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Segundo a CNI, os índices estão crescendo desde maio, “mostrando desempenho cada vez mais favorável”.

O índice de evolução do nível de atividade registrou 51,4 pontos em agosto, alta de 3,3 pontos frente a julho. É o maior índice desde junho de 2011. O indicador varia de 0 a 100. Ao se situar acima da linha divisória de 50 pontos, aponta para aumento da atividade no mês.

O índice de evolução do número de empregados aumentou 2,7 pontos, para 49,5 pontos, e está praticamente sobre a linha divisória.

A Utilização da Capacidade Operacional (UCO) apresentou nova alta em agosto, aumentando 2 pontos percentuais e alcançando 60%. O percentual de agosto de 2020 superou em 2 pontos o índice de agosto de 2019.

Confiança

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI-Construção) apresentou alta de 2,7 pontos no mês, atingindo 56,7 pontos. É a quinta alta consecutiva do índice, que acumula crescimento de 21,9 pontos no período. Com a alta, o ICEI-Construção se distancia de sua média histórica (53,5 pontos) e da linha divisória de 50 pontos, que separa confiança de falta de confiança.

Veja Também:  Padaria Moinho fecha após 20 anos

Entre os componentes do ICEI-Construção, o Indicador de Expectativa aumentou 1,7 ponto e o de Condições Atuais, 4,6 pontos. O índice de Condições Atuais foi a 46,1 pontos, ou seja, mostra que o empresário ainda percebe o impacto da crise em suas condições de negócios. Por outro lado, o índice de Expectativas alcançou 62 pontos, mostrando otimismo disseminado pela indústria da construção.

Os indicadores de expectativas do nível de atividade e de novos empreendimentos e serviços registraram 56,1 e 55,5 pontos, após crescimento de 1,8 e 2,3 pontos, respectivamente.

Os indicadores de expectativas de compras de insumos e matérias-primas e números de empregados, por sua vez, alcançaram 55,6 e 54,1 pontos, após altas de 2,8 pontos e 1,8 ponto, respectivamente.

A intenção de investimento alcançou 44,4 pontos em agosto, após aumento de 4,9 pontos. É a quarta alta consecutiva do indicador, que agora se situa no mesmo nível registrado para fevereiro, na pré-pandemia.

Edição: Maria Claudia

Fonte: EBC Economia

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT

Veja Também:  Caixa amplia prazo da pausa na prestação habitacional para até 180 dias desde ontem (27)

Comentários Facebook
Continue lendo

Economia

Investimentos do FCO Empresarial atingem 98% dos municípios de MT

Publicado

Reunião do CEDEM aprovou mais 16 cartas consultas e financiamentos de R$ 75 milhões no Estado

Thielli Bairros | Sedec MT

– Foto por: Sedec MT

O Conselho Estadual de Desenvolvimento Empresarial (Cedem) aprovou nesta segunda-feira (21.09) dezesseis cartas consultas de empresas em Mato Grosso, financiando mais de R$ 75,2 milhões por meio de crédito do Fundo de Financiamento do Centro Oeste (FCO) Empresarial.

De janeiro a julho de 2020, os empresários do Estado já contrataram mais de R$ 2,5 bilhões. De acordo com o superintendente regional do Banco do Brasil, Oberti Finger, 97,6% dos municípios foram atendidos com os financiamentos e há 0,1% de inadimplência. Até o momento, há disponível para contratação cerca de R$ 250 milhões.

A pandemia da Covid-19 impactou também a busca por crédito nas instituições financeiras. Segundo o relatório do Banco do Brasil, foram 972 operações contratadas no primeiro semestre deste ano, abaixo das 1.328 operações de 2019 no mesmo período. Foram 54 operações para a linha emergencial do FCO Empresarial liberada em julho, específica para o momento da pandemia, financiando R$ 4,4 milhões.

Veja Também:  Caixa amplia prazo da pausa na prestação habitacional para até 180 dias desde ontem (27)

Mais de 80% das operações do FCO Empresarial em Mato Grosso estão em torno de R$ 100 mil a R$ 500 mil. É uma linha de crédito com prazos, limites e encargos financeiros diferenciados, destinada a empresas que se dedicam a atividade produtiva nos setores industrial, agroindustrial, mineral, de turismo, de infraestrutura econômica e de comércio e serviços.

FCO Digital

O Cedem aprovou ainda a Resolução 651/2020 que trata de Acordo de Cooperação Técnica entre a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec MT) e a Superintendência de Desenvolvimento do Centro Oeste (Sudeco) para que a secretaria mato-grossense transfira o Sistema de Gestão de Cartas Consultas para outros estados do Centro Oeste.

O secretário de Desenvolvimento Econômico e presidente do Cedem, César Miranda, ressaltou mais uma vez a vanguarda do Estado de Mato Grosso. “Somos o primeiro Estado brasileiro a digitalizar as cartas consultas do FCO Empresarial, mostrando que estamos atentos às necessidades dos empresários e sempre em busca da celeridade e transparência dos processos. E com econômica, pois o sistema foi totalmente desenvolvido pelos técnicos da secretaria”, afirmou.

Veja Também:  BPC poderia subir para R$ 520 na proposta de Previdência sem alterar gastos

 

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

COM OS NOMES QUE SURGEM COMO PRÉ-CANDIDATOS A PREFEITO EM BARRA DO BUGRES VEJO QUE...

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Esportes

Mais Lidas da Semana