conecte-se conosco


Entretenimento

Cyndi Lauper aparece com o filho no VMA 2021

Publicados

em


source
Cyndi Lauper aparece com o filho no VMA 2021
Marcelo de Assis

Cyndi Lauper aparece com o filho no VMA 2021

Cyndi Lauper , estrela pop dos anos 1980, esteve presente no Video Music Awards 2021 (VMA) ao lado de seu filho Declan de 23 anos . Com um visual irreverente, mostrando seus cabelos pintados de roxo, a célebre artista de 68 anos entregou o prêmio de melhor canção pop para Justin Bieber , pelo single Peaches.

Lauper aproveitou o momento para realizar um pronunciamento em defesa dos direitos das mulheres no evento.

“Sim, garotas querem se divertir”, disse Lauper , se referindo ao clássico Girls Just Want to Have Fun ( Garotas Só Querem se Divertir ) de 1982. “Mas nós também queremos direitos. Pagamentos igualitários. Controle dos nossos corpos! Vocês sabem, direitos fundamentais”.

Relembre o clipe de Girs Just Want To Have Fun , que se aproxima da marca de 1 bilhão de views:

Veja Também:  Lenda Bruce Lee ganha biografia definitiva

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Propaganda

Entretenimento

Passagem secreta no quarto de ator do SBT chama atenção da polícia

Publicados

em


source
Ator teve morte suspeita
Reprodução/Sergio Santoian

Ator teve morte suspeita

Luiz Carlos Araújo, o Valter na novela Carinha de Anjo (2016), morreu em circunstâncias muito misteriosas . No boletim de ocorrência registrado, a polícia fez uma série de relatos curiosos, entre eles o apontamento de uma passagem secreta no apartamento do ator. O acesso, por sua vez, permite qualquer um entre no imóvel sem passar antes pela portaria. Além disso, o fato de as câmeras de segurança estarem desligadas chamou atenção das autoridades.

De acordo com o B.O, o qual o Notícias da TV conseguiu, o corpo do ator foi encontrado sem sinais aparentes de violência física. O rosto, por sua vez, estava disforme e com a pele bastante escurecida, este fator sendo atribuído ao avançado estado de decomposição em que o artista foi encontrado. A estimativa é que demorou cinco dias para que Luiz Carlos fosse encontrado.

Ao entrar no apartamento, os policiais teriam encontrado o ator na cama, de barriga para cima e com as pernas levemente dobradas, vestindo apenas uma cueca vermelha, meias cinzas e uma camiseta azul. No Apartamento há três câmeras, uma na porta de entrada, outra no corredor e uma terceira no quarto, todas sem funcionamento. Atrás do sofá foi um encontrado um apetrecho de armanezamento de memória, artefato este que pode conter as últimas imagens em vida de Luiz Carlos.

Veja Também:  Lenda Bruce Lee ganha biografia definitiva

No quarto do ator há uma grande área aberta, uma varanda, onde pode-se encontrar uma rede que fazia parede contígua com uma caixa d’água. Não demorou e os policias notaram que o acesso ao apartamento sem passar pela portaria era algo fácil. “Aparente possibilidade de sair do apartamento –apenas, obviamente, por alguém que o conhecesse muito bem, assim como a rotina do prédio e dos vizinhos”, informa o boletim de ocorrência.

Até o momento não há conclusão do caso, a análise inicial chamou a atenção dos policiais, sobretudo a sacada do quarto. “Especialmente porque tudo se encontrava aberto”, relata o grupo policial. As autoridades também investigam um visitante suspeito no apartamento. Um amigo de Luiz Carlos que esteve com ele uma semana antes da morte no apartamento. Além disso, já foi solicitado um exame toxicológico para saber se o artista estava sob efeito de drogas durante sua morte.

Veja Também:  "Ela chora e lembra do que Tarcísio fazia", diz assessor de Glória Menezes
Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

Entretenimento

Netflix é processada em US$ 5 milhões por final sexista de ‘O Gambito da Rainha’

Publicados

em


source
Cena da série 'O Gambito da Rainha
Reprodução/Netflix

Cena da série ‘O Gambito da Rainha”


Ícone do xadrez da era soviética, a georgiana Nona Gaprindashvili, de 80 anos, iniciou uma ação judicial contra a Netflix devido ao final “sexista”, como ela avalia, da série “O Gambito da Rainha”. A enxadrista acusa a plataforma de streaming por difamação e exige, como indenização, o valor de US$ 5 milhões (o equivalente a mais de R$ 26 milhões).

Protagonizada pela atriz Anya Taylor-Joy, a produção premiada com o Globo de Ouro 2021 (nas categorias Melhor Atriz em Minissérie e Melhor Minissérie) apresenta a trajetória da personagem fictícia Beth Harmon, jovem orfã americana que enfrenta enxadristas russos em campeonatos mundiais na década de 1960, no auge da Guerra Fria. A atração concorre a 18 prêmios no Emmy 2021, com cerimônia marcada para o próximo domingo (19/9).

Citação a nome real

O processo movido por Gaprindashvili, mais de um ano após o lançamento de “O Gambito da Rainha”, destaca o episódio final da série, em que há uma menção ao nome da enxadrista.

No tal capítulo derradeiro, o comentarista de uma partida de xadrez solta uma frase sobre a personagem Beth Harmon e diz: “A única coisa incomum sobre ela, realmente, é seu gênero. E mesmo isso não é único na Rússia. Há Nona Gaprindashvili, mas ela é a campeã mundial feminina e nunca enfrentou homens”.

Veja Também:  Cleo aparece com decote generoso e deixa fãs babando

Na sequência, a câmera se detém no rosto de uma mulher na plateia do campeonato que, de acordo com o processo, “obviamente deveria ser Gaprindashvili”.

A alegação de que Gaprindashvili nunca competiu contra homens é “manifestamente falsa”, “grosseiramente sexista” e “depreciativa”, de acordo com a queixa de 25 páginas apresentada no Tribunal Distrital Federal em Los Angeles, nos EUA.

“Em 1968, o ano em que este episódio se passa, ela havia competido contra pelo menos 59 jogadores de xadrez do sexo masculino (28 deles simultaneamente num jogo), incluindo pelo menos dez grandes mestres da época”, acrescentou o documento.

Leia Também

O processo acrescentou que, apesar de ter esses fatos em mãos, a Netflix “descarada e deliberadamente” mentiu, com “maldade real” sobre as conquistas da mulher de 80 anos com o propósito “barato” de “aumentar o drama”. A descrição de Gaprindashvili pela Netflix como russa, e não georgiana, acrescenta mais “insulto à injúria”, como reforça o documento.

Netflix questiona ação

Em declaração à emissora NBC News na última quinta-feira (16/9), um porta-voz da gigante do streaming afirmou: “A Netflix tem apenas o maior respeito por Gaprindashvili e sua ilustre carreira, mas acreditamos que esta afirmação não tem mérito e defenderemos vigorosamente o caso.”

Veja Também:  Antonela Avellaneda vai processar Lucas Selfie por xenofobia

Gaprindashvili disse que confrontou a plataforma streaming por causa dessas supostas mentiras logo depois que a série foi ao ar, mas a Netflix rejeitou suas afirmações e afirmou que a cena final era “inofensiva”. A época, a Netflix também se recusou a oferecer uma retratação ou emitir uma declaração pública, acrescentou ela.

‘Danos irreparáveis’

O processo afirma que houve quatro casos de “malícia real” por parte da Netflix, incluindo a alteração “deliberada” do texto do romance homônimo de Walter Tevis (publicado em 1983), no qual a minissérie se baseia.

Os advogados de Gaprindashvili argumentam que a minissérie, que foi vista por 62 milhões de pessoas ao redor do mundo, causou um dano irreparável à reputação de sua cliente ao sugerir que ela “não tinha as habilidades” para competir contra os homens.

Assim, numa história que deveria inspirar as mulheres ao mostrar uma jovem competindo com homens nos níveis mais altos do xadrez mundial, “a Netflix humilhou a única mulher real que realmente enfrentou e derrotou homens no cenário mundial na mesma época”.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA ATÉ O MOMENTO A GESTÃO DR. DIVINO PREFEITO DE BARRA DO BUGRES ESTÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana