conecte-se conosco


Policial

Delegacia da Mulher realiza 64 visitas domiciliares em checagens de denúncias de violência

Publicados

em

Assessoria | PJC-MT

Em checagens de denúncias de violência doméstica e familiar contra mulheres, a Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cuiabá, no mês de março, realizou 64 visitas domiciliares para constatação de maus tratos, cárcere privado e lesões graves, recebidas na unidade policial. Quatro mulheres foram encaminhadas para casa de amparo.

“Não esperamos que a vítima chegue na Delegacia, mas através das denúncias que recebemos, do disque 180 que é numero nacional de denúncia, fazemos essas operações visando ir ao encontro dessas vítimas, e, assim, a visita domiciliar vem sendo uma operação que está no calendário da Delegacia durante o ano”, afirmou a delegada titular da Dedm Cuiabá, Jozirlethe Magalhães Criveletto.

A delegada explicou que quando é constatada a violência, a vítima é escoltada até a Delegacia da Mulher para que receba o pronto atendimento, de acordo com a Lei Maria da Penha. “Em havendo casos de evidenciarmos flagrante de violência doméstica também é feito a condução desse autor para lavratura do auto de prisão. E não havendo o flagrante, o autor é intimado para interrogatório e instaurado o inquérito policial”, disse.

Veja Também:  Em Arenápolis bandidos rendem jovem na porta de casa e roubam sua moto

Em março,  31 vítimas foram escoltadas até a Delegacia atendidas pelos profissionais, visando garantir sua integridade física, por meio da assistência social e psicológica, com foco em reduzir os riscos de novas violências. Quatro vítimas foram colocadas em casas de amparo. 

Durante o mês foram instaurados 55 inquéritos policiais, 55 autos de verificação preliminar de eventuais crimes, confeccionados 72 medidas protetivas de urgências que foram no mesmo dia encaminhadas ao Poder Judiciário, via a plataforma do Processo Judicial Eletrônico (PJe), pela internet.

Também foram colhidos 105 termos de declarações e 24 interrogatórios de suspeitos, para instruir os procedimentos policiais; confeccionados 73 boletins de ocorrências e 19 termos circunstanciados de ocorrências (TCO).

O trabalho contou com seis policiais da Dedm de Cuiabá, 2 do Núcleo de Atendimento ao Idoso (NAI), 4 das Delegacia Especializadas de Roubos e Furtos (Derf) e da Delegacia Especializada de Defesa da Criança e do Adolescente (Deddica), 4 assistentes sociais /psicólogos sob a presidência da delegada titular.  

 “Quando falamos de violência doméstica, lembramos que o enfrentamento seria denúncia e a procura pela Delegacia da Mulher, que é uma política pública. Mas também precisamos lembrar que existem mulheres que não têm condições de procurar pelo atendimento do Estado, porque são mulheres que estão fragilizadas dentro da casa, vivendo condições de cárcere privado, mulheres que sofrem maus tratos, que são vitimas de idosas, maiores de 60 anos, e que muitas vezes estão lesionadas dentro de seus lares, ou que não tem condições de um transporte para poder ir até uma delegacia”, finalizou a delegada Jozirlethe.

Veja Também:  Idoso acusado de arrombar apartamento para comercializar drogas é preso em Várzea Grande

 

Comentários Facebook
Propaganda

Policial

Polícia Civil prende dois suspeitos por ameaça e extorsão por dívida de drogas

Publicados

em


Assessoria | Polícia Civil-MT

Dois homens que ameaçavam uma família por dívida de drogas foram presos pela Polícia Civil, na sexta-feira (23.07), no município de Jauru (425 km a oeste de Cuiabá), durante diligências para averiguar uma denúncia anônima. 

Os suspeitos de 35 e 30 anos, ambos com passagens e condenações por vários crimes, foram autuados em flagrante pelos crimes de extorsão e desobediência. 

A Delegacia de Polícia de Jauru recebeu uma denúncia anônima sobre uma pessoa que estava sendo ameaçada gravemente por traficantes cobradores, em razão de uma dívida de drogas. 

De imediato os policiais civis foram até o local no bairro Cohab Branca, onde ao chegarem visualizaram os dois suspeitos na casa da vítima. Na ocasião, os dois homens começaram a se alterar e na frente da equipe disseram que iriam matar a vítima por ter chamado a polícia.

Eles também assumiram que estavam no endereço para cobrar a dívida de drogas, e ainda desferiram socos e chutes contra uma das vítimas. 

Veja Também:  Polícia Civil cumpre mandado de prisão em Pontes e Lacerda

A vítima mostrou vários áudios enviados pelos suspeitos por meio de aplicativo de celular. Nas mensagens os autores afirmavam que se a dívida não fosse paga até certo horário, ela morreria. Diante dos fatos os dois suspeitos foram detidos, momento em que tentaram reagir e resistir a ação policial. 

Depois de contidos, eles foram conduzidos para a Delegacia de Polícia de Jauru, interrogados pela delegada Bruna Caroline Fernandes de Laet, e presos em flagrante pelos crimes de extorsão e desobediência. Após a confecção dos autos os conduzidos foram apresentados e colocados à disposição da Justiça.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Com 92 testes de alcoolemia realizados, Lei Seca prende 13 pessoas por embriaguez ao volante

Publicados

em


Durante a 28ª edição da Operação Lei Seca, realizada na madrugada deste sábado (24.07), 13 pessoas foram presas por dirigirem veículo sob efeito de álcool, conforme Art. 306 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). A blitz ocorreu na Av. Isaac Póvoas, no centro, em Cuiabá, e foi concluída com 92 testes de alcoolemia.

Foram lavrados 58 Autos de Infração de Trânsito (AITs). Deste total, 23 foram por conduzir veículo sob efeito de álcool; 13 por recusar-se a realizar o teste de alcoolemia; cinco por conduzir veículo sem possuir CNH; nove por conduzir veículo sem registro ou não licenciado; e oito por outros motivos.

A operação resultou ainda em três Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCOs) de motoristas dirigindo sem habilitação. Foram removidos 38 veículos, sendo 35 carros e três motocicletas, além de 39 veículos autuados.

Os agentes de trânsito e de segurança também recolheram 23 documentos, sendo 21 Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs) e dois Certificados de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLVs).

Veja Também:  Polícia Civil cumpre mandado de prisão em Pontes e Lacerda

Sob coordenação do Gabinete de Gestão Integrada (GGI) da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), esta edição da Lei Seca contou com a participação da Polícia Militar (PM-MT), por meio do Batalhão de Trânsito (BPMTRAN); Polícia Judiciária Civil (PJC-MT), por meio da Delegacia Especializada de Trânsito (Deletran); Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT); Polícia Rodoviária Federal (PRF); Secretaria de Mobilidade Urbana de Cuiabá (Semob); e Sistema Penitenciário.

Fonte: PM MT

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

"2021" QUAIS SÃO AS SUAS EXPECTATIVAS PARA ESTE ANO QUE SE INICIA

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana