conecte-se conosco


Mato Grosso

Deputado Dr. Leonardo abre workshop de capacitação para pré-candidatos do Solidariedade de Mato Grosso

Publicados

em

O evento, ministrado por especialistas em marketing digital e legislação eleitoral, contou com a participação de lideranças do partido no estado, além de 98 pré-candidatos; entre os temas, o uso correto das redes sociais e legislação eleitoral

 

Mais do que nunca a comunicação se dá pelas redes sociais, e em tempo de pandemia, isso só se intensificou.  A declaração foi dada pelo deputado federal Dr Leonardo na abertura do workshop online para capacitação em redes sociais visando as eleições municipais de 2020, que reuniu filiados do Solidariedade na noite desta sexta-feira (28). O evento faz parte de uma série de ações organizadas para preparar os pré-candidatos ao novo cenário eleitoral, no qual o ambiente virtual terá muito mais importância em relação aos anos anteriores em decorrência da pandemia de Covid-19, além do crescimento natural das comunidades online.

 

capacitação foi organizada a pedido do presidente estadual da sigla, prefeito Zé do Pátio, e do vice-presidente, deputado federal Dr. Leonardo, com apoio da Executiva Nacional e da Fundação 1º Maio. Também estiveram presentes na reunião o vice-presidente nacional do Solidariedade, Jefferson Coriteac, o Secretário Nacional da Pessoa com Deficiência do Solidariedade, Paulo Pequeno, e o vice-presidente da Fundação 1º de Maio, Sandoval Fernandes, além de cerca de 100 pre-candidatos, todos da região Oeste.

 

As palestras deram destaque ao uso do WhatsApp, Facebook, Instagran e outras redes sociais, dentro da legalidade no período pré-eleitoral e eleitoral foram, e foram comandadas pelos consultores da Fundação 1º de Maio, Eduardo Conde e Thiago Moura. “O Solidariedade é um partido jovem e por isso mesmo já estava atento a importância das redes sociais, desde a eleição passada, quando ainda não tinha a pandemia. A pandemia nos tirou da zona de conforto  e acelerou o online, trouxe o ‘fazer política’ a outro patamar”, afirmou Dr. Leonardo.

 

O evento teve três horas de duração e contou com momentos para interação, troca de ideias e para os filiados tirarem dúvidas. “O Solidariedade é um partido diferenciado, que trata seus filiados com respeito e quer o crescimento deles independente estarem em cargo eletivo ou não. Por isso valorizamos e investimos forte na capacitação,  e na troca de experiência como esta, onde todos tem chance de tirarem dúvidas e saírem daqui mais preparados para o pleito eleitoral”, concluiu Dr. Leonardo.

 

O vice-presidente estadual da sigla, Zé do Pátio também destacou a importância da capacitação dos pré-candidatos “Os candidatos  do  Solidariedade vão chegar muito bem preparados na eleição. O partido está organizado, dando o suporte necessário e isso vai fazer a diferença. A nossa filosofia, nosso companheirismo, nossa capacitaçãé diferenciada”, ressaltou 

Fanpage – Facebook:Dr Leonardo
Instagram: @Drleonardomt

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT

Veja Também:  PM encerra ciclo de palestras com objetivo de interiorizar ações de prevenção

Comentários Facebook
Propaganda

Mato Grosso

Direito da Administração Pública: Escola de Governo oferta 600 vagas para curso online

Publicados

em

Interessados devem se inscrever até dia 23 de maio no site da instituição

Éverton Anunciação | Seplag-MT

O público-alvo são os servidores públicos de órgãos e entidades do Executivo estadual – Foto por: Tchélo Figueiredo | Secom-MT

Estão abertas as inscrições para a segunda turma do curso Direito da Administração Pública. A capacitação é ofertada pela Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag-MT), por meio da Superintendência da Escola de Governo, e será realizada na modalidade de Ensino a Distância (EaD). Ao todo, 600 vagas foram disponibilizadas.

As aulas iniciam em 31 de maio. Inscrições vão até dia 23 de maio e podem ser realizadas  AQUI.

A qualificação possui carga horária total de 40 horas e tem como público-alvo os servidores públicos de órgãos e entidades do Executivo estadual.

O conteúdo a ser abordado no curso destaca noções de direito constitucional aplicado à administração pública cível, responsabilidade funcional, processo disciplinar, vínculo profissional, aposentadoria e improbidade no serviço público.

(Supervisão de texto de Nayara Takahara)

Fonte: Assessoria

 

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT

Veja Também:  Jovem que aparece em vídeo sendo executado no Paraná era da região de Tangará da Serra

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Polícia Civil instaura investigação preliminar para apurar irregularidades na vacinação contra a covid-19 em Cuiabá

Publicados

em

A investigação instaurada pela Decon tem o objetivo de apurar possíveis situações de “fura-fila”, assim como outras circunstâncias ilegais que possam ocorrer durante o período de vacinação

Camila Molina | Polícia Civil-MT

A Polícia Civil, através da Delegacia Especializada do Consumidor (Decon), instaurou nesta segunda-feira (12.04) Auto de Investigação Preliminar (AIP) para apurar possíveis irregularidades denunciadas em relação ao cumprimento da ordem de vacinação contra a covid-19 dentro dos critérios estabelecidos pela Prefeitura Municipal de Cuiabá. 

A investigação preliminar instaurada pela Decon tem o objetivo de apurar possíveis situações de “fura-fila”, assim como outras circunstâncias ilegais que possam ocorrer durante o período de vacinação. 

A decisão de abertura de investigação preliminar levou em consideração a publicação de diversas matérias em veículos de comunicação sobre possíveis falhas e irregularidades na execução dos serviços de vacinação. 

A Delegacia do Consumidor oficiará o Tribunal de Contas do Estado (TCE), o Ministério Público Estadual (MPE) e a Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá solicitando que qualquer irregularidade ou ilegalidade de natureza criminal que seja detectada em relação a vacinação contra o covid-19 ou outros problemas do mesmo teor, sejam informadas à Decon para as providências cabíveis. 

O delegado da Decon, Rogério Ferreira, ressaltou que condutas reprováveis nos critérios de prioridade na imunização estabelecidos pelos governos e entidades médicas podem acarretar a responsabilização criminal de agentes públicos e das pessoas indevidamente vacinadas, 

“As pessoas identificadas nesse tipo de conduta podem ser enquadradas em crimes como o previsto no artigo 268 do Código Penal, por infringir determinação do poder público destinada a impedir a propagação de doença contagiosa, ou ainda outros tipos penais penais como corrupção ativa, corrupção passiva e prevaricação”, disse o delegado.

Fonte: Assesoria

 

Veja Também:  Emenda de Lúdio Cabral impede que invasão de fazendeiros a terras indígenas seja legitimada

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

"2021" QUAIS SÃO AS SUAS EXPECTATIVAS PARA ESTE ANO QUE SE INICIA

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana