conecte-se conosco


Tecnologia

Diversos dispositivos com Wi-Fi têm falha que permite invasão; veja quais

Publicados

em


source
Dispositivos Wi-Fi têm falha
Unsplash/Sara Kurfeß

Dispositivos Wi-Fi têm falha

A Realtek está trazendo um alerta sobre a existência de falha de código em três SDKs (kits de desenvolvimento de software) que acompanham seus módulos Wi-Fi, permitindo a invasão de dispositivos. O problema pode comprometer centenas de dispositivos de IoT, que vão desde modems a lâmpadas inteligentes, de múltiplas marcas diferentes.

As vulnerabilidades de segurança permaneceram intocadas na base de código da Realtek por mais de uma década, segundo a plataforma IoT Inspector, que publicou o relatório na segunda-feira (16), três meses após divulgá-lo à Realtek em maio de 2021.

Por volta de 200 tipos de dispositivos IoT feitos por pelo menos 65 fornecedores podem ser impactados pela falha de código da Realtek. Entre eles há gateways residenciais, roteadores de viagem, repetidores Wi-Fi, câmeras IP para gateways de iluminação inteligentes. Além desses, a falha compromete aparelhos conectados produzidos por uma ampla gama de fabricantes, como AIgital, ASUSTek, Beeline, Belkin, Buffalo, D- Link, Edimax, Huawei, LG, Logitec, MT-Link, Netis, Netgear, Occtel, PATECH, TCL, Sitecom, TCL, ZTE, Zyxel, e a própria linha de roteadores da Realtek.

Veja Também:  7 jogos casuais divertidos e simples de jogar

“Nós obtivemos 198 impressões digitais exclusivas para dispositivos que responderam por UPnP [Universal Plug and Play, protocolo para conexão fácil de dispositivos]. Se estimarmos que cada dispositivo pode ter vendido 5 mil cópias (em média), a contagem total de dispositivos afetados seria perto de um milhão”, disseram os pesquisadores.

Você viu?

Invasão de dispositivos não é certeza

Foram detectadas vulnerabilidades de segurança que afetam o Realtek SDK v2.x, o Realtek Jungle SDK (v3.0, v3.1. v3.2, v3.4, v3.4T e v3.T-CT) e o Realtek Luna SDK até a versão 1.3.2. De acordo com os pesquisadores que detectaram as falhas, as ocorrências alcançam altos níveis de gravidade no padrão Common Vulnerability Scoring System (CVSS), em pontuações que vão de 8,1/10 a 9,8/10.

Ainda segundo eles, do lado do fornecedor do produto, os fabricantes com acesso ao código-fonte Realtek deixaram de validar suficientemente sua cadeia de suprimentos. Assim, deixaram os problemas intocados e distribuíram as vulnerabilidades para centenas de milhares de clientes finais, deixando-os vulneráveis ​​a ataques.

Veja Também:  Jeff Bezos vai ao espaço nesta terça-feira; assista ao vivo

A falha nos módulos pode ser usada por invasores para comprometer totalmente dispositivos de destino e executar um código arbitrário com o mais alto nível de privilégio. Isto é: invadir seus aparelhos e ter controle total.

Não necessariamente isso significa que você vai passar por invasão de dispositivos: são vulnerabilidades que um hacker poderia, em tese, usar, se não forem corrigidas por patches. A Realtek criou esses patches já, com manuais aos desenvolvedores para resolver os problemas. As atualizações agora dependem deles.

Comentários Facebook
Propaganda

Tecnologia

Blue Origin, de Jeff Bezos, anuncia que dois empresários irão ao espaço

Publicados

em


source
Chris Boshuizen e Glen de Vries
Divulgação/Blue Origin

Chris Boshuizen e Glen de Vries

A Blue Origin, empresa do bilionário Jeff Bezos, anunciou dois dos quatro tripulantes que estarão em sua próxima viagem ao espaço, marcada para o dia 12 de outubro. O voo acontecerá cerca de  três meses depois do próprio Bezos ir ao espaço.

Os turistas espaciais da vez são Chris Boshuizen e Glen de Vries. O primeiro é ex-engenheiro da Nasa e co-fundador da empresa de satélites Planet Labs, enquanto o segundo é vice-presidente de Dassault Systèmes e co-fundador da Medidata, empresas de software. A Blue Origin deve anunciar os dois outros integrantes nos próximos dias.

“Esta é a realização do meu maior sonho de infância. Mais importante, porém, vejo este voo como uma oportunidade para inspirar estudantes a seguirem carreiras em ciência, tecnologia, engenharia e matemática, e catalisar a próxima geração de exploradores espaciais”, disse Boshuizen.

“Participar do avanço da indústria espacial e, um dia, disponibilizar esses recursos e essa compreensão para todos, é uma oportunidade incrível. Eu sou apaixonado por aviação e espaço desde que me lembro, então este voo é realmente um sonho que se tornou realidade”, declarou de Vries.

Comentários Facebook
Continue lendo

Tecnologia

Amazon lança Echo Show 15, quadro inteligente com Alexa integrada

Publicados

em


source
Amazon Echo Show 15
Divulgação/Amazon

Amazon Echo Show 15

A Amazon lançou nesta terça-feira (28) o Echo Show 15, uma tela inteligente de 15,6 polegadas que pode ser pendurada na parede. Assim como os demais modelos da linha Echo, o dispositivo tem suporte à assistente de voz Alexa.

À primeira vista, a novidade se parece bastante com um quadro, com direito até à moldura. O Echo Show 15, porém, pode executar diversas funções, como controlar dispositivos da casa inteligente, tocar músicas, agendar compromissos e fazer videochamadas.

A tela tem resolução Full HD, o que permite a realização de funções como assistir vídeos por streaming. Apesar da telona, a novidade não foca em um som muito potente, como é o caso do  Amazon Echo Show 10.

O Echo Show 15 ainda possui uma câmera de 5MP que, além de permitir videochamadas, também serve para o reconhecimento facial. Com ele, cada morador da casa pode ter uma interface diferente, acessada apenas por essa pessoa.

Veja Também:  Apple tem receita recorde no 3º tri puxada por iPhone; serviços crescem 33%

A novidade chega aos Estados Unidos até o final deste ano pelo preço oficial de US$ 249,99, cerca de R$ 1,3 mil em conversão direta. Apesar de não ter data para chegar ao Brasil, o modelo já está registrado no site da Amazon no país por R$ 1.899.

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA ATÉ O MOMENTO A GESTÃO DR. DIVINO PREFEITO DE BARRA DO BUGRES ESTÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana