conecte-se conosco


Policial

Dois jovens são presos por repassar dinheiro falso em estabelecimentos comerciais de Campo Verde

Publicados

em


Assessoria | Polícia Civil-MT

A Polícia Civil autuou em flagrante dois jovens que repassaram nota falta no comércio de Campo Verde (131 km ao sul de Cuiabá), na quarta-feira (21.07). A ação para prender os suspeitos contou com o apoio da Polícia Militar. Os presos, de 20 e 18 anos, responderão por crime contra a fé pública de moeda falsa.

As diligências iniciaram após informações que indivíduos vinham circulando na região com dinheiro falso, e realizando pagamentos em estabelecimentos comerciais na cidade.

Na noite de quarta-feira, a Delegacia de Polícia de Campo Verde foi acionada por funcionários de um posto de combustível que haviam acabado de receber um repasse suspeito.

Conforme relato, os envolvidos efetuaram os abastecimentos de duas motocicletas e pagaram com uma nota em papel de R$ 100. Porém após o teste com a caneta foi constatado a falsidade do dinheiro.

Os policiais civis em conjunto com os militares passaram a diligenciar na zona rural do município, onde localizaram o primeiro rapaz. Na abordagem ele assumiu ter passado várias notas falsas. Em sua casa foi encontra porção de entorpecente.

Veja Também:  Ação conjunta fiscaliza academias em Cuiabá

Na sequência as equipes conseguiram abordar o segundo envolvido, responsável por fornecer as notas falsas. Ambos informaram todos os locais que haviam feito as compras e realizado o pagamento com as cédulas falsas.

Ato contínuo os policiais se deslocaram em todos os comércios e recolheram as notas falsas. Os dois investigados foram conduzidos para Delegacia de Polícia de Campo Verde, interrogados e presos em flagrante. Após a confecção dos autos os presos foram colocados à disposição da Justiça.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Propaganda

Policial

Polícia Civil prende dois suspeitos por ameaça e extorsão por dívida de drogas

Publicados

em


Assessoria | Polícia Civil-MT

Dois homens que ameaçavam uma família por dívida de drogas foram presos pela Polícia Civil, na sexta-feira (23.07), no município de Jauru (425 km a oeste de Cuiabá), durante diligências para averiguar uma denúncia anônima. 

Os suspeitos de 35 e 30 anos, ambos com passagens e condenações por vários crimes, foram autuados em flagrante pelos crimes de extorsão e desobediência. 

A Delegacia de Polícia de Jauru recebeu uma denúncia anônima sobre uma pessoa que estava sendo ameaçada gravemente por traficantes cobradores, em razão de uma dívida de drogas. 

De imediato os policiais civis foram até o local no bairro Cohab Branca, onde ao chegarem visualizaram os dois suspeitos na casa da vítima. Na ocasião, os dois homens começaram a se alterar e na frente da equipe disseram que iriam matar a vítima por ter chamado a polícia.

Eles também assumiram que estavam no endereço para cobrar a dívida de drogas, e ainda desferiram socos e chutes contra uma das vítimas. 

Veja Também:  PM ‘fecha’ festa com álcool, drogas, som alto e menores na zona rural de Tangará da Serra

A vítima mostrou vários áudios enviados pelos suspeitos por meio de aplicativo de celular. Nas mensagens os autores afirmavam que se a dívida não fosse paga até certo horário, ela morreria. Diante dos fatos os dois suspeitos foram detidos, momento em que tentaram reagir e resistir a ação policial. 

Depois de contidos, eles foram conduzidos para a Delegacia de Polícia de Jauru, interrogados pela delegada Bruna Caroline Fernandes de Laet, e presos em flagrante pelos crimes de extorsão e desobediência. Após a confecção dos autos os conduzidos foram apresentados e colocados à disposição da Justiça.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Com 92 testes de alcoolemia realizados, Lei Seca prende 13 pessoas por embriaguez ao volante

Publicados

em


Durante a 28ª edição da Operação Lei Seca, realizada na madrugada deste sábado (24.07), 13 pessoas foram presas por dirigirem veículo sob efeito de álcool, conforme Art. 306 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). A blitz ocorreu na Av. Isaac Póvoas, no centro, em Cuiabá, e foi concluída com 92 testes de alcoolemia.

Foram lavrados 58 Autos de Infração de Trânsito (AITs). Deste total, 23 foram por conduzir veículo sob efeito de álcool; 13 por recusar-se a realizar o teste de alcoolemia; cinco por conduzir veículo sem possuir CNH; nove por conduzir veículo sem registro ou não licenciado; e oito por outros motivos.

A operação resultou ainda em três Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCOs) de motoristas dirigindo sem habilitação. Foram removidos 38 veículos, sendo 35 carros e três motocicletas, além de 39 veículos autuados.

Os agentes de trânsito e de segurança também recolheram 23 documentos, sendo 21 Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs) e dois Certificados de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLVs).

Veja Também:  Travesti tenta roubar idoso em nova Marilândia

Sob coordenação do Gabinete de Gestão Integrada (GGI) da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), esta edição da Lei Seca contou com a participação da Polícia Militar (PM-MT), por meio do Batalhão de Trânsito (BPMTRAN); Polícia Judiciária Civil (PJC-MT), por meio da Delegacia Especializada de Trânsito (Deletran); Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT); Polícia Rodoviária Federal (PRF); Secretaria de Mobilidade Urbana de Cuiabá (Semob); e Sistema Penitenciário.

Fonte: PM MT

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

"2021" QUAIS SÃO AS SUAS EXPECTATIVAS PARA ESTE ANO QUE SE INICIA

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana