conecte-se conosco


Policial

Dois são presos prevetivamente por homicídio de técnico de segurança em Sorriso

Publicados

em


Raquel Teixeira/Polícia Civil-MT 

A Polícia Civil cumpriu nesta terça-feira, 20 de julho, em Sorriso (420 km ao norte de Cuiabá) as prisões de dois homens investigados pelo homicídio de José Rinaldo Leonel da Silva, 36 anos. As prisões foram efetuadas pela Divisão de Homicídios da Delegacia de Sorriso.

A investigação da Delegacia de Sorriso apurou que homicídio de José Rinaldo ocorreu por motivação homofóbica.

A vítima foi morta por disparos de arma de fogo na noite do dia 11 de julho, depois que sofreu agressões físicas por parte dos investigados, quando estava em um clube da cidade.

Instante em que o investigado saca arma e atira contra a vítima

Um dos suspeitos teve um desentendimento com o namorado de José Leonel, que supostamente teria tentado tocá-lo, minutos antes, no banheiro do clube. Em seguida, o rapaz de 25 anos chamou alguns colegas e foi até a mesa da vítima para tirar satisfação, quando ocorreu uma discussão e na sequência, o suspeito sacou uma arma e atirou contra José Leonel, dentro do salão.

Veja Também:  Polícia registra um roubo ao Laticínio de Arenapolis

Um dos disparos atingiu a perna de um funcionário do clube, que foi socorrido a uma unidade de saúde e liberado posteriormente.

Oitivas de testemunhas e imagens de câmeras de segurança que foram reunidas durante a investigação do crime confirmaram a sequência de ações que terminaram com a morte de José Leonel.

Após o cumprimento dos mandados, os dois investigados foram encaminhados para realização de exame de corpo de delito e em seguida foram enviados à unidade prisional de Sorriso, onde permanecem à disposição do poder Judiciário.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Propaganda

Policial

Companhia Raio detém dupla envolvida em golpes de compra e venda pela internet

Publicados

em


Policiais da Companhia de Motopatrulhamento Raio prenderam na noite esta sexta-feira (23.07), um homem e uma mulher, por estelionato.

A equipe tinha identificado a suspeita envolvida em golpes de compra e venda pela internet. Sua conta bancária foi rastreada o que facilitou sua localização.  Rendida, contou que foi persuadida por um amigo a emprestar sua conta bancária e receberia 5% de qualquer movimentação de valores despistados.

O comparsa foi preso em uma loja de produtos pets e apontou outro homem que seria o responsável pelos golpes. Ele assumiu ter convencido a colega a participar da ação criminosa. O terceiro suspeito não foi localizado. Três celulares foram apreendidos.

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190 ou, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 08000.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.

Veja Também:  Idoso que tentou matar mulher e se matou em Campo Novo era procurado por homicídio registrado há 45 dias
Fonte: PM MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Policial

Polícia Civil prende dois suspeitos por ameaça e extorsão por dívida de drogas

Publicados

em


Assessoria | Polícia Civil-MT

Dois homens que ameaçavam uma família por dívida de drogas foram presos pela Polícia Civil, na sexta-feira (23.07), no município de Jauru (425 km a oeste de Cuiabá), durante diligências para averiguar uma denúncia anônima. 

Os suspeitos de 35 e 30 anos, ambos com passagens e condenações por vários crimes, foram autuados em flagrante pelos crimes de extorsão e desobediência. 

A Delegacia de Polícia de Jauru recebeu uma denúncia anônima sobre uma pessoa que estava sendo ameaçada gravemente por traficantes cobradores, em razão de uma dívida de drogas. 

De imediato os policiais civis foram até o local no bairro Cohab Branca, onde ao chegarem visualizaram os dois suspeitos na casa da vítima. Na ocasião, os dois homens começaram a se alterar e na frente da equipe disseram que iriam matar a vítima por ter chamado a polícia.

Eles também assumiram que estavam no endereço para cobrar a dívida de drogas, e ainda desferiram socos e chutes contra uma das vítimas. 

Veja Também:  Investigadora da Polícia Comunitária recebe Comenda de Mérito Legislativo em Cuiabá

A vítima mostrou vários áudios enviados pelos suspeitos por meio de aplicativo de celular. Nas mensagens os autores afirmavam que se a dívida não fosse paga até certo horário, ela morreria. Diante dos fatos os dois suspeitos foram detidos, momento em que tentaram reagir e resistir a ação policial. 

Depois de contidos, eles foram conduzidos para a Delegacia de Polícia de Jauru, interrogados pela delegada Bruna Caroline Fernandes de Laet, e presos em flagrante pelos crimes de extorsão e desobediência. Após a confecção dos autos os conduzidos foram apresentados e colocados à disposição da Justiça.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

"2021" QUAIS SÃO AS SUAS EXPECTATIVAS PARA ESTE ANO QUE SE INICIA

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana