conecte-se conosco


Policial

Duas vítimas de golpe pela internet tem valores restituídos em ações distintas da Polícia Civil

Publicados

em

Duas vítimas de golpes cometidos pela internet tiveram os valores recuperados pela Polícia Civil, nesta segunda-feira (20.06), em trabalhos distintos realizados pela Delegacia Especializada de Repressão a Crimes Informáticos (DRCI), um deles em parceria com a Delegacia de Paranatinga.

Nas ações foram recuperados aproximadamente R$ 2,4 mil que foram subtraídos das vítimas por meio dos golpes.

No primeiro caso, as investigações iniciaram após a vítima procurar a Delegacia de Paranatinga relatando que havia caído no golpe do falso perfil do whatsapp. Para aplicar o golpe, o suspeito se passou por filho da vítima e disse que estava na estrada e precisa de dinheiro para pagar o conserto do seu celular.

Cerca de 20 minutos após a transferência, o golpista pediu mais dinheiro, momento em que a vítima desconfiou da conduta e ligou para o filho, descobrindo que havia caído em um golpe.

Após a comunicação, os policiais da Delegacia de Paranatinga entraram em contato com a equipe da DRCI, que com apoio do setor antifraudes do banco conseguiu o bloquei de R$ 1 mil transferidos.

Veja Também:  Homem é preso pela PM com arma de fogo e munições na cidade de Vera

O segundo caso também foi realatado nesta segunda-feira (20) em Cuiabá quando a vítima procurou a DRCI comunicando que viu o anúncio de uma motocicleta em uma rede social da internet e se interessou pela compra do veículo.

A vítima fez a negociação com o suspeito que se apresentou como funcionário da proprietária do veículo. Com base no acordado, a vítima fez a transferência do valor para a conta indicada pelo suspeito, descobrindo posteriormente que havia caído em um golpe.

Diante do informado, a DRCI agiu rapidamente conseguindo o bloqueio de R$1.375,90 do valor subtraído da vítima.

Após algumas providências de praxe, os valores serão restituídos para as vítimas. As investigações seguem em andamento para identificar os autores do crime.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Propaganda

Policial

Homem é preso em flagrante pela Polícia Civil após invadir residência de ex-companheira e tentar enforcá-la

Publicados

em

Por

A Polícia Civil prendeu em flagrante, na madrugada deste domingo (26.06), em Água Boa, um homem de 35 anos por crimes de violência doméstica contra a sua ex-companheira.

A vítima procurou a Delegacia de Água Boa e afirmou que foi agredida durante a madrugada, quando o ex-companheiro invadiu a residência, pela janela, por volta das 03h15, e tentou enfoca-la.

Ela conseguiu escapar da agressão porque seu irmão chegou no momento e o agressor fugiu. Antes, ele quebrou o celular da vítima e fez ameaças contra ela.

Após diligências, o suspeito foi preso pela equipe de investigadores em sua residência, quando tentava fugir.

O investigado possui diversos registros criminais. Ele, inclusive, é alvo de medidas cautelares que o proíbem de manter contato com a vítima e da obrigação de recolhimento domiciliar no período noturno.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Veja Também:  Operação cumpre 16 ordens judiciais em investigação sobre crimes violentos ocorridos em Barra do Bugres
Continue lendo

Policial

Projeto social da PM em Tangará da Serra leva inclusão e cidadania através do esporte

Publicados

em

Por

Há mais de quatro anos, o 19º Batalhão da Polícia Militar, sediado em Tangará da Serra, tem se aproximado da comunidade e colocado crianças e jovens no caminho do esporte por meio do projeto social “Judô Tatame”, que ensina as práticas do judô e jiu-jitsu. As aulas são ministradas pelos próprios policiais militares da unidade e se destacam em incluir pessoas com diversas necessidades especiais.

O projeto iniciou de maneira simples, com poucos equipamentos e uniformes. Quando foi transferido para o batalhão, recebeu doações de kimonos e logo a quantidade de estudantes foi crescendo. Atualmente, atende aproximadamente 308 alunos, sendo crianças de 4 a 11 anos, adolescentes de 12 a 16 anos e adultos.  

Alguns dos destaques do projeto são os estudantes Alex Gonzaga Santos de 13 anos, medalha de prata do estadual de jiu – jitsu de 2022 e Carolina Vitória da Silva, 13 anos, medalhista de Ouro na Copa Tangará de Jiu Jitsu.

Conforme um dos coordenadores, sargento Da Silva, um dos motivos do resultado satisfatório é a didática que agrega pessoas com necessidades diferentes.

Veja Também:  Polícia Militar recaptura dois foragidos da Cadeia Pública de Nobres

“A iniciativa foi trazida para o batalhão para atender a todos, sem distinção econômica. Os pais viram uma oportunidade de intensificar e melhorar a disciplina das crianças com a participação nas aulas. Para elas, nós reforçamos o respeito e o trabalho em equipe. Para o adolescente e o adulto nós trabalhamos o comprometimento e a responsabilidade, e vemos que o resultado é satisfatório”, afirma o sargento.

Segundo o tenente-coronel Vanilson da Silva Moraes, comandante do 19º Batalhão da PM, a iniciativa é muito importante e só tende a crescer, visto os bons resultados.

“Logo teremos um novo polo na Vila Operária, onde há uma base comunitária da PM. Já temos a emenda e entregamos todo o projeto necessário para a construção do local. Estamos confiantes que esse projeto só vai crescer e continuar mudando a vida das pessoas”, pontua o comandante.

As aulas do projeto acontecem às segundas, quartas e sexta-feiras em horários diversificados, na sede do 19º Batalhão. Em todo o momento, novos alunos podem se inscrever e começarem a praticar as lutas.

(Sob supervisão de Hallef Oliveira)

Fonte: PM MT

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA A GESTÃO AZENILDA PEREIRA SERÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana