conecte-se conosco


Mato Grosso

Em Mato Grosso, 12 municípios estão com risco moderado de contaminação pela Covid-19

Publicados

em


A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) divulgou, nesta quarta-feira (29.09), o Boletim Informativo nº 570 com o panorama da situação epidemiológica da Covid-19 em Mato Grosso.

O documento mostra, a partir da página 11, que 12 municípios registram classificação de risco moderado para o coronavírus. São eles: Colniza, Indiavaí, Itaúba, Jangada, Marcelândia, Nova Santa Helena, Novo Horizonte do Norte, Novo Santo Antonio, Novo São Joaquim, Porto dos Gaúchos, Reserva do Cabaçal e Rondolândia.

Outras 129 cidades estão classificadas na categoria de risco baixo para a contaminação do coronavírus. Nenhum município foi classificado com risco alto ou muito alto para a Covid-19.

Novo método para classificação

O método para definir a classificação de risco dos municípios foi aprimorado. A mudança foi publicada no Diário Oficial do dia 25 de março de 2021. Desde então, não é levado em consideração apenas o número absoluto dos casos dos últimos quatorzes dias, mas sim a média móvel dos últimos quatorzes dias.

Assim, o município não sofrerá uma mudança brusca de um boletim para o outro; a cidade ficará na mesma categoria por pelo menos duas semanas, conforme sua média móvel de casos.

Veja Também:  Pandemia: pais precisam ficar atentos à saúde mental de crianças e adolescentes

Também foi aperfeiçoado o cálculo dos casos acumulados. Antes eram considerados os casos acumulados a partir do dia 1º de dezembro de 2020. Com a nova metodologia, a análise será realizada sempre com base nos casos acumulados dos últimos 90 dias.

Confira as medidas de acordo com a classificação de risco

• Nível de Risco MODERADO

a) implementação e/ou manutenção de todas as medidas previstas para o Nível de Risco BAIXO;

b) quarentena domiciliar para pessoas acima de 60 anos e grupos de risco definidos pelas autoridades sanitárias.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Propaganda

Mato Grosso

Nota MT beneficia 146 entidades filantrópicas de 53 municípios

Publicados

em


O Programa Nota MT, coordenado pela Secretaria de Estado de Fazenda, beneficiou no sorteio mensal de setembro mais 146 entidades filantrópicas de 53 municípios. Elas foram indicadas pelos 1.005 consumidores sorteados e, juntas, vão receber R$ 110 mil. O valor corresponde a 20% dos prêmios de R$ 10 mil e R$ 550 distribuídos nesta quinta-feira (14.10).

Os sorteados com os cinco prêmios de R$ 10 mil indicaram as seguintes instituições sociais: Associação de Amigos da Criança com Câncer de Mato Grosso, de Cuiabá, que foi escolhida por duas pessoas; Rede Feminina de Combate ao Câncer de Mato Grosso, de Cuiabá; Associação de Paes e Amigos dos Excepcionais de Cuiabá – APAE; e Associação Protetora dos Animais do Município de Sinop.

Dos 1.005 consumidores contemplados, 182 indicaram a Associação de Amigos da Criança com Câncer de Mato Grosso (AACC) e 90 escolheram o Hospital de Câncer de Mato Grosso. Com isso, essas entidades vão receber R$ 22 mil e R$ 9 mil, respectivamente.

Veja Também:  Aeronave cai no meio de lavoura e pega fogo em Tangará da Serra; não há sobrevivente

Além dessas instituições filantrópicas, a Associação Protetora dos Animais do Município de Sinop foi outra entidade escolhida pelos sorteados, com 21 indicações, e será beneficiada com R$ 4 mil. A APAE de Sorriso e a Rede Feminina de Combate ao Câncer também se destacam pela quantidade de indicações e vão receber valores de R$ 3.100 e R$ 3.600.

É importante ressaltar que o os recursos oriundos das indicações dos contribuintes sorteados no Nota MT têm ajudado essas entidades a custearem despesas importantes para a manutenção das suas atividades. Isso porque essas instituições não possuem fins lucrativos e se mantém por meio de doações e arrecadações provenientes de eventos, que foram reduzidos devido a pandemia do novo coronavírus – Covid-19.

Desde o lançamento do Nota MT, em 2019, já foram repassados às entidades sociais o montante de R$ 3.108.000,00. Para participar do Programa e ser indicada pelo consumidor a instituição deve estar cadastrada junto à Secretaria de Assistência Social e Cidadania (Setasc). Esse cadastro também permite acesso a outros projetos, programas do governo, doação de produtos, entre outros.

Veja Também:  "Será importante para nós LGBTQIA+ e vai encorajar outras pessoas", afirma casal que escolheu formalizar união no Casamento Abençoado

Doe Sua Nota

Além dos 20% referentes aos prêmios sorteados, as entidades sociais contam com uma nova forma de receber recursos provenientes do Nota MT. Com o Doe Sua Nota, o cidadão pode doar as notas fiscais (NFC-e) das suas compras para aquelas instituições cadastradas no Programa Nota MT, desde que o documento fiscal não tenha a informação do CPF do consumidor e seja de valor inferior a R$ 1.000.

O Doe Sua Nota foi disponibilizado no início do mês de outubro e cada nota fiscal doada vai gerar pontos para as entidades que serão convertidos em valores em dinheiro. Ao todo, serão distribuídos R$ 2 milhões por ano.

As notas fiscais poderão ser doadas de duas formas: eletronicamente no aplicativo ou site do Nota MT, ou pessoalmente em urnas que serão disponibilizadas nos estabelecimentos comerciais. Cada entidade será responsável pelos pontos de coleta, assim como por computar os documentos fiscais doados.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Rapper mato-grossense Pacha Ana lança EP com músicas sobre resgate, ancestralidade e amor

Publicados

em


Rapper, cantora, poeta e compositora, Pacha Ana dá mais um importante passo em sua carreira. O talento da artista mato-grossense pode ser conferido em seu novo projeto, o EP Suor e Melanina, que está disponível no YouTube e em todos os principais serviços de streaming de música.

Contemplado no edital MT Nascentes da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT), o álbum conta com sete faixas de músicas que abordam o amor e o afeto sob perspectiva da comunidade negra, lgbtqi+ e periférica. 

A criação do projeto veio da inspiração da artista para se renovar, para sair da zona de denúncia e afrontamento e partir para novas formas de discutir sobre a comunidade negra e suas subjetividades. Com a ideia de que amor também é uma forma de luta, Pacha Ana acredita que é um tema de suma importância à discussão racial e criação de identidade e comunidade para o povo preto.

“Suor e Melanina é dar continuidade sobre o que a gente já fazia, que eu acho que a gente perdeu no meio do caminho. Quando falo isso, também falo pra mim, não me tiro dessa, eu me coloco nessa também da perda. Falo pra mim, pros meus, pros nossos, para aqueles que ainda não sabem que são dos nossos, e pra quem se permite ouvir, é sobre afeto, resgate, ancestralidade e amor também”.

Veja Também:  Desmatamento em MT ameaça maior águia do mundo e grupo de proteção à espécie oferece R$ 500 para quem encontrar ninho

O disco teve sua produção assinada pelo beatmaker e produtor Vibox, de São Paulo, que tem conquistado grande espaço e reconhecimento na cena do rap nacional. A mixagem foi executada pelo produtor Eazy CDA e a masterização por DJ Spider, do studio ProBeats, ambos de Belo Horizonte. O lançamento e distribuição do álbum ficou a cargo da Colmeia 22 – produtora de música afrofuturista e etnopop.

Pacha Ana ainda contou com a parceria dos profissionais de Mato Grosso, Ahgave e Maria Reis, na produção da identidade visual, que inclui a capa do álbum e produção de figurinos e stylist da cantora. Ligado diretamente à intenção de reformulação da artista, o conceito visual do EP traz elementos que remetem ao renascimento.

O EP, que foi lançado nacionalmente no dia 07 de outubro, está disponível nas plataformas digitais Spotify, Deezer e Google Play. O videoclipe de uma das faixas do álbum, o single ‘Orgulho’, pode ser visto no YouTube (link aqui).

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA ATÉ O MOMENTO A GESTÃO DR. DIVINO PREFEITO DE BARRA DO BUGRES ESTÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana