conecte-se conosco


Barra do Bugres

Em Mato Grosso, 25 municípios estão com risco muito alto de contaminação pela Covid-19 Barra é uma delas 

Publicados

em

 A Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) divulgou, na semana passada, o Boletim Informativo n° 450 com o panorama da situação epidemiológica da Covid-19 em Mato Grosso.

O documento mostra, a partir da página 11, que 25 municípios registram classificação de risco muito alto para o coronavírus. São eles: Água Boa, Araguainha, Barra do Bugres, Barra do Garças, Cáceres, Campo Novo do Parecis, Campo Verde, Canarana, Cláudia, Confresa, Figueirópolis D’Oeste, Guiratinga, Itanhangá, Jangada, Juína, Lucas do Rio Verde, Marcelândia, Nova Mutum, Novo São Joaquim, Rondolândia, Santo Afonso, Santo Antônio do Leste, São José do Povo, Tangará da Serra e Vila Rica.

Outras 116 cidades estão classificadas na categoria alta para a contaminação do coronavírus. Nenhum município foi classificado com risco moderado ou baixo para a Covid-19.

Novo método para classificação

O método para definir a classificação de risco dos municípios foi aprimorado. A mudança foi publicada no Diário Oficial do dia 25 de março de 2021. Desde então, não é levado em consideração apenas o número absoluto dos casos dos últimos quatorzes dias, mas sim a média móvel dos últimos quatorze dias.

Assim, o município não sofrerá uma mudança brusca de um boletim para o outro; a cidade ficará na mesma categoria por pelo menos duas semanas, conforme sua média móvel de casos.

Também foi aperfeiçoado o cálculo dos casos acumulados. Antes eram considerados os casos acumulados a partir do dia 1º de dezembro de 2020. Com a nova metodologia, a análise será realizada sempre com base nos casos acumulados dos últimos 90 dias.

Confira as medidas de acordo com a classificação de risco:

  • Nível de Risco ALTO

  1. a) implementação e/ou manutenção de todas as medidas previstas para os Níveis de Risco BAIXO e MODERADO;

  1. b) proibição de qualquer atividade de lazer ou evento que cause aglomeração;

  1. c) proibição de atendimento presencial em órgãos públicos e concessionárias de serviços públicos, devendo ser disponibilizado canais de atendimento ao público não presencial;

  1. d) adoção de medidas preparatórias para a quarentena obrigatória, iniciando com incentivo à quarentena voluntária e outras medidas julgadas adequadas pela autoridade municipal para evitar a circulação e aglomeração de pessoas.

  • Nível de Risco MUITO ALTO

  1. a) implementação e/ou manutenção de todas as medidas previstas para os Níveis de Risco BAIXO, MODERADO e ALTO;

  1. b) quarentena coletiva obrigatória no território do Município, por períodos de 10 (dez) dias, prorrogáveis, mediante reavaliação da autoridade competente, podendo, inclusive, haver antecipação de feriados para referido período;

  1. c) suspensão de aulas presenciais em creches, escolas e universidades;

  1. d) controle do perímetro da área de contenção, por barreiras sanitárias, para triagem da entrada e saída de pessoas, ficando autorizada apenas a circulação de pessoas com o objetivo de acessar e exercer atividades essenciais;

  1. e) manutenção do funcionamento apenas dos serviços públicos e atividades essenciais;

  • 1º Atingida determinada classificação de risco, as medidas de restrição correspondentes devem ser aplicadas por, no mínimo, 10 (dez) dias, ainda que, neste período, ocorra o rebaixamento da classificação do Município.

  • 2º Os municípios contíguos devem adotar as medidas restritivas idênticas, correspondentes às aplicáveis aquele que tiver classificação de risco mais grave.

  • 3º Os Municípios poderão adotar medidas mais restritivas do que as contidas neste Decreto, desde que justificadas em dados concretos locais que demonstrem a necessidade de maior rigor para o controle da disseminação do novo coronavírus.

Art. 6º O funcionamento de parques públicos estaduais seguirá as restrições estabelecidas pelos Municípios em que se encontrem e, na ausência de normas a este respeito, poderão ser utilizados, desde que observado o distanciamento mínimo de 1,5m entre as pessoas, ficando vedado o acesso sem o uso de máscara de proteção facial.

Fonte: GOV MT

Veja Também:  Homem agride esposa e ameaça matar filhas e pais da vítima em Barra do Bugres 

Comentários Facebook
Propaganda

Barra do Bugres

O adeus a Márcia Araújo de Campos

Publicados

em

Vídeos do cortejo no final da matéria:

Após o trágico anuncio da prematura partida de Márcia Araújo de Campos, pelas redes sociais, ainda na noite de ontem, já sinalizava o carinho que muitos amigos e familiares sentiam com a triste noticia. 

Hoje por volta das 11h, na Praça Felipe Mendes, muitas pessoas aguardavam a chegada do carro fúnebre, trazendo o corpo da funcionária pública municipal, para o seu último adeus por amigos e familiares.

Viatura da Policia Militar, ambulâncias, vários veículos, motos e muitas pessoas seguiram pelas ruas e avenidas de Barra do Bugres, para prestarem a última homenagem a esta guerreira que tanto lutou para salvar inúmeras vidas durante os trinta anos que ela dedicou à saúde de nossa cidade.

Uma grande amiga, companheira de luta, uma profissional exemplar na visão da Secretária Municipal de Saúde, Claudia Alves Souza de Lima. Uma guerreira pronta para ajudar quem dela precisava, resumiu o vereador e amigo Júnior Chaveiro. Para o coordenador de trafego, Ednilton Magalhães de França, quem a conhecia já o tinha como uma grande amiga, resumiu ele falando em nome dos profissionais da saúde.

Márcia faleceu na noite de ontem, em uma UTI em Tangará da Serra, aos 56 anos, perdendo a luta para o COVID-19, deixando a filha Thaysa a neta Izabel, familiares e uma infinidade de amigos.

Márcia foi sepultada por volta das 12h30, no cemitério municipal de Barra do Bugres, situado no Bairro Maracanã.

Confira algumas imagens: Vídeos Abaixos:

Por: Celso Dornellas

Comentários Facebook
Veja Também:  Atacadão inaugura na próxima quinta-feira em tangará
Continue lendo

Barra do Bugres

Nota de pesar de Márcia Araújo de Campos

Publicados

em

Foi com profunda tristeza que recebemos atriste notícia do falecimento prematuro de Márcia Araújo de Campos, “Márcia da Saúde” como era carinhosamente chamada por uma infinidade de amigos e familiares.

Nascida em Barra do Bugres, Márcia nos últimos 30 anos, dedicou sua vida ao nosso município, sendo boa parte destes como coordenadora de regulação no hospital regional, depois na prefeitura municipal, e novamente na coordenação da regulação. Também atuou muitos anos no Conselho Municipal de Saúde.

Muito carismática, tratava a todos sempre com carinho e atenção, dedicada, nunca media esforços para realizar seu trabalho da melhor maneira possível, com certeza será eternamente lembrada pela profissional brilhante e amiga especial que era.

Márcia estava internada na UTI em Tangará da Serra e perdeu a luta para o CIVID-19. Deixa a filha Thaiza e uma neta que era o seu xodó.

O cortejo com seu corpo sairá às 11h do Parque de Exposição Rene Barbour e seguirá para o cemitério municipal.

Aos seus familiares os nossos sentimentos de pesar pela perda de nossa amiga querida. Que Deus em sua infinita bondade a receba de braços abertos.

Fonte: Assessoria Câmara Municipal de Vereadores de Barra do Bugres MT.  

Comentários Facebook
Veja Também:  Mulher é presa e caderno com anotações do tráfico de drogas é apreendido em Nova Olímpia
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA ATÉ O MOMENTO A GESTÃO DR. DIVINO PREFEITO DE BARRA DO BUGRES ESTÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana