conecte-se conosco


Política MT

Emenda de João Batista garante valorização salarial da polícia penal

Publicados

em


Foto: Marcos Lopes

Presidente da Comissão de Segurança Pública e Comunitária da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, o deputado João Batista do Sindspen (Pros), que é policial penal de carreira, defendeu a aprovação da Emenda nº 44 que trata da valorização salarial da Polícia Penal de Mato Grosso. A emenda em questão foi debatida durante a sessão plenária desta quarta-feira (18), e dispõe sobre a elaboração da Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO) de 2022.

Durante a sua fala na tribuna, João Batista disse estar em constante diálogo com o líder do governo no Parlamento, deputado Dilmar Dal Bosco (DEM), para que o Poder Executivo tenha o compromisso de receber os policiais penais e negociar com a categoria, que possui um dos salários mais defasados do da administração pública. A Emenda nº 44, destacada pelo deputado, recebeu o parecer contrário da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) e deve entrar em pauta na próxima semana, após o fim do pedido de vistas do deputado Lúdio Cabral (PT).

Veja Também:  Dr. Gimenez indica limpeza de canteiro central e ciclovia na MT-251

“A Emenda nº 44, de minha autoria, trata da valorização salarial da Polícia Penal. Ela  recebeu o pedido de vista por parte do deputado Lúdio Cabral que agora tem o prazo de cinco dias para a entrega no Parlamento. A previsão é que a proposição seja apreciada na sessão plenária da próxima quarta-feira (25). Na Assembleia Legislativa, estamos articulando apoio dos demais parlamentares para aprovação da emenda, além do diálogo constante com o líder do governo para a manutenção do texto da proposta”, explicou João Batista.

O deputado não descarta a hipótese de apresentar um trabalho assinado em conjunto com os outros deputados, garantindo que os “moldes” da emenda nº 44 sejam aprovados e encaminhados ao Poder Executivo.

“Conhecemos outras ferramentas que podem ser usadas no futuro, como a criação de uma emenda assinada por lideranças, mas meu objetivo é que possamos negociar, garantindo assim os votos suficientes para que possa ser aprovada. Logo em seguida, assim que entrarmos na pauta da LOA, vamos garantir o mesmo trabalho e valorização”, finalizou João Batista.

Veja Também:  Assembleia promove palestra sobre direitos das mulheres em escola em Várzea Grande
Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Propaganda

Política MT

Deputado cobra obra com 3 mil dias de atraso

Publicados

em


Foto: Fernanda Trindade

O deputado Ulysses Moraes (PSL) realizou uma fiscalização, na última sexta-feira (24), nas obras paralisadas da Escola Técnica de Sorriso. Na ocasião, o parlamentar acompanhado pelo vereador de Sorriso, Diogo Kriguer, colocou no local uma placa chamando a atenção para os 3.382 dias de atraso nessa construção. Moraes pede por uma solução urgente dessa situação.

“Esse é mais um elefante branco no estado de Mato Grosso. Infelizmente, uma obra que beneficiaria a educação no município de Sorriso está com obras paradas há mais de 10 anos. Isso é triste. A população precisa de uma resposta e de uma solução. Por isso, colocamos a placa como uma forma de cobrar o governo de Mato Grosso e mostrar para o cidadão a verdadeira situação dessa construção”, disse Moraes. 

De acordo com o Geo Obras, do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE), o início da obra ocorreu em outubro de 2010, com um prazo inicial de 360 dias para conclusão. Porém, em junho de 2013, a obra foi paralisada por rescisão contratual e dessa forma permanece até os dias de hoje. E vale ainda ressaltar que o valor total dessa construção em Sorriso é de R$ 5.914.035,57. 

Veja Também:  Dr. Gimenez indica limpeza de canteiro central e ciclovia na MT-251

O projeto original prevê a construção de 12 salas de aula, 11 laboratórios, um laboratório especial, um auditório com capacidade para 150 pessoas, quadra poliesportiva, biblioteca, centro de convivência com refeitório, além de salas para os setores administrativos e pedagógicos, totalizando 5.537 m² e com capacidade para atender 2,5 mil estudantes.

“Essa obra tem que ter uma solução. Eu e o vereador Diogo Kriguer fiscalizamos e vamos deixar a placa lá e iremos pedir esclarecimentos ao governo de MT. O cidadão do município de Sorriso precisa ter mais detalhes sobre a construção, saber se tem nova data para retomada da obra e data para entrega. São milhões em investimento que precisa de uma conclusão. Vamos continuar fazendo firmes cobranças por uma conclusão”, finalizou o deputado.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

Política MT

Dal Molin indica aquisição de carreta tanque para combate a incêndios florestais

Publicados

em


Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

Vegetação abundante, longo período de estiagem e altas temperaturas. Esses fatores associados à ação humana são responsáveis pela devastação anual de milhares de hectares de florestas, além da morte de um número imensurável de animais. 

Os danos ambientais só não são maiores graças à intervenção do Corpo de Bombeiros e de brigadistas, esses últimos contratados de forma emergencial para atuar nos municípios de maior incidência de queimadas.

Para fortalecer o trabalho desses profissionais, o deputado Estadual Xuxu Dal Molin (PSC) oficializou, por meio da Indicação 6582/2021, a necessidade da aquisição de uma carreta tanque com capacidade de 30 mil litros de água.

 Protocolado no dia  22, o documento foi encaminhado ao governo do estado, com cópia ao comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso, Alessandro Borges Ferreira.

Na indicação constam, ainda, a necessidade da aquisição de bombas modernas, Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), entre outros, equipamentos utilizados por equipes terrestres e também do Batalhão de Emergências Ambientais (BEA).

Veja Também:  Deputado Dr. João lamenta não poder visitar Hospital em Tangará da Serra

“Graças ao esforço conjunto do poder público, entidades do setor produtivo e a sociedade como num todo, conseguimos reduzir o número de focos de queimadas em Mato Grosso. No entanto, isso não significa que podemos descansar. O trabalho preventivo precisa ser feito de forma contínua, assim como os investimentos em modernização”, avalia Xuxu Dal Molin.

Redução – Entre o período que compreende 1º de janeiro a 23 de agosto de 2021, Mato Grosso havia registrado 344 focos de calor. O número representa uma redução de 92,63% se comparado com igual período do ano anterior, quando foram identificados 3.773 focos.

Os dados são referentes a um levantamento feito pela plataforma BDQueimadas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) e imagens do satélite Sentinel-2.

Fonte: ALMT

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA ATÉ O MOMENTO A GESTÃO DR. DIVINO PREFEITO DE BARRA DO BUGRES ESTÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana