conecte-se conosco


Entretenimento

Ex-jogador Roberto Carlos processa Fontenelle: “Fui acusado de algo que não fiz”

Publicados

em


source
Roberto Carlos e Antônia Fontenelle
Instagram

Roberto Carlos e Antônia Fontenelle

Em meio à investigação por xenofobia , Antônia Fontenelle já se envolveu em outra polêmica. Na tarde da última quarta-feira (21), o ex-jogador Roberto Carlos entrou com uma ação de indenização por danos morais contra Fontenelle. O pentacampeão brasileiro pede R$ 20 mil de indenização por danos morais e a retirada de uma entrevista com sua ex-mulher, Bárbara Thunder, no canal da youtuber. O processo corre na 19ª Vara Civil de São Paulo.

O craque diz que considera que “não é aceitável que seja acusado de um crime que nunca cometeu” e ainda “maculando a sua honra e imagem”. O ex-jogador nega a acusação da ex-mulher, de que teria sugerido que Bárbara fizesse um aborto. “Não é aceitável que o autor seja acusado de um crime que nunca cometeu”, explica o advogado de Roberto Carlos na inicial do processo ao qual a coluna teve acesso.

Roberto também não gostou quando Antônia falou de sua nova família. “Mariana tá usando uma sandália Bottega Veneta. Eu fui olhar o valor: R$ 12 mil. Não tem o menor problema, ela é sua esposa… desde que seus outros filhos não passem dificuldade! Porque não é justo você dar para uns e para os outros, não”.

Em outro trecho, a influencer diz: “Quando a gente é homem tem ombridade, né? E um profissional do seu gabarito tem que honrar com isso! Filho é herança de Deus, Roberto. Tenho certeza de que muita gente vai ficar decepcionada com você”. Roberto Carlos alega pagar R$ 5 mil de pensão para cada filho que tem com Bárbara, totalizando um valor de R$ 10 mil mensais para suprir as necessidades das crianças. As informações iniciais foram divulgadas pelo site Hora Top TV & Novela.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Propaganda

Entretenimento

Juliette é vacinada contra Covid-19: “Viver é um ato político”

Publicados

em


source
Juliette é vacinada contra Covid-19
Reprodução/Instagram

Juliette é vacinada contra Covid-19

A ex-BBB Juliette Freire recebeu a primeira dose da vacina contra a covid-19 nesta terça-feira e comemorou nas redes sociais. “Apesar de você, amanhã há de ser outro dia… Viver é um ato político. Viver no Brasil é resistir ao negacionismo que mata. Gratidão e respeito aos que lutam pelo futuro e respeitam a ciência”, inciou a campeã do reality show.

“Obrigada, meu Deus! De tudo que vivi no BBB, ler o anúncio da chegada da vacina foi um dos sentidos mais fortes. No dia que saí, soube que mainha estava vacinada e meu coração aliviou. Hoje chegou o meu momento e eu só consigo agradecer pela vida dos meus e lembrar de todos que não conseguiram sobreviver. Eu vim da escola pública, da Universidade Pública, e honro a saúde pública e o SUS. Obrigadaaa aos profissionais da linha de frente que, nesse momento, vejo em Jaqueline, profissional de saúde que aplicou a vacina em mim. Vacinem-se e continuem se cuidando”.


Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Veja Também:  Conceitualmente sofisticado, “Nós” usa o terror para fazer o público pensar
Continue lendo

Entretenimento

Dinei perde processo contra editora de livros

Publicados

em


source
Dinei perde perde processo para editora
Reprodução/Instagram

Dinei perde perde processo para editora

Em ação contra uma empresa que teria publicado um livro de figurinhas com sua imagem, o ex-jogador Dinei pediu uma indenização de R$ 25 mil, mas teve sua solicitação julgada como improcedente em duas instâncias. O atual participante do ‘Ilha Record’ alega ter constatado, em meados de 2019, que sua imagem havia sido utilizada sem autorização no ‘Livro Ilustrado Oficial – O Campeão Dos Campeões’.

O ex-atleta afirma ainda que jamais concedeu qualquer autorização à Panini, empresa responsável pela publicação, para utilizar suas características pessoais em imagens de figurinhas, nem mesmo autorizou por intermédio dos clubes em que atuou ao longo de sua carreira. Para Dinei, sua imagem teria sido usada no livro ilustrado da edição comemorativa de 100 anos da fundação do Corinthians, time do qual se tornou ídolo. Mas para os desembargadores, Dinei “não demonstrou minimamente que ocorreram publicações realizadas pela ré em período posterior ao estabelecido no contrato”.

Segundo o relator Luís Mário Galbetti, da 7ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo, “A demonstração de produção de novos produtos e/ou a comercialização pela ré seria de fácil comprovação e trata-se de ônus que caberia ao autor. Inexistindo, assim, demonstração pelo autor de que o réu utilizou a sua imagem por período superior ao autorizado, não há como acolher a sua pretensão indenizatória. Impõe-se, portanto, a manutenção da sentença”, concluiu o magistrado.

Emsua defesa, a empresa Panini Brasil sustentou que tinha um contrato de 2016 com expressa autorização outorgada para a utilização da imagem de Dinei para a coleção de figurinhas auto-adesivas do álbum ‘Corinthians o Campeão dos Campeões’ pelo período de um ano, a contar de 07 de outubro de 2016. O ex-atleta ainda terá que pagar 10% de honorários advocatícios aos advogados da outra parte. As informações são do site ‘Hora Top TV’.

Veja Também:  Entenda como funciona a indústria de ticketing para shows e eventos culturais
Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

"2021" QUAIS SÃO AS SUAS EXPECTATIVAS PARA ESTE ANO QUE SE INICIA

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana