conecte-se conosco


Geral

Ex-prefeito é acionado pela quinta vez por improbidade administrativa

Publicados

em

O ex-prefeito de São José do Rio Claro (a 315km de Cuiabá) Valdomiro Lachovicz foi acionado pela quinta vez na Justiça por ato de improbidade administrativa, que resultou em dano ao erário e atentou contra os princípios da Administração Pública. Na nova Ação Civil Pública (ACP) proposta, o Ministério Público de Mato Grosso requereu medida liminar de indisponibilidade de bens em valor mínimo de R$ 137.090,00, solidariamente entre os quatro acionados.

O promotor de Justiça Luiz Eduardo Martins Jacob Filho pediu, no julgamento de mérito, a condenação de Valdomiro Lachovicz, da servidora Joseneia Medeiros, da empresa Carlos Alexandre Paiva & Cia Ltda. e do proprietário da mesma, Carlos Alexandre Paiva.

Conforme a ação, a Unidade Central de Controle Interno do Município constatou irregularidades na execução de contratos entre o Poder Público e a empresa requerida, durante os anos de 2019 e 2020, relativos ao serviço de limpeza de fossa nas secretarias do Município. Dois processos licitatórios teriam sido direcionados à pessoa jurídica requerida, que, no intuito de receber um suposto débito anterior, acabou por sagrar-se vencedora dos certames manipulados.

Veja Também:   Como criar metas poderosas

“A pessoa jurídica Carlos Alexandre Paiva & Cia Ltda. possuía, em tese, um ‘crédito’ com o município porque anteriormente havia prestado serviços que não foram quitados pelo ente, o qual, para saldar a citada dívida anterior, através do seu então gestor, optou por simular as tais licitações a fim de adimplir os valores supostamente devidos, decorrentes de serviços em que jamais foram observados os regramentos legais para contratação. Aliás, serviços cuja realização não foi provada”, narrou o MPMT.

Entre as irregularidades apontadas pela auditoria da controladora municipal estão a ausência de publicização das licitações, falta de fiscalização dos contratos, direcionamento dos procedimentos licitatórios e inexecução contratual. De acordo com o levantamento da Unidade Central de Controle Interno os valores empenhados, liquidados e pagos à empresa foram de R$ 61.650,00 no ano de 2019 e R$ 75.440,00 durante o exercício de 2020. Para o MPMT, toda a remuneração percebida pela empresa Carlos Alexandre Paiva & Cia Ltda. e seu proprietário deve ser considerada ilícita, pela ilegalidade na origem, mesmo que alguns serviços tenham sido eventualmente prestados.

Veja Também:  7 dicas para manter o cabelo saudável no verão

“Assim, resta patente a conduta ímproba adotada em conchavo pelos acionados, já que, enquanto o ex-prefeito e a servidora pública nomeada como fiscal dos contratos simplesmente passaram a conferir indevida e direta vantagem econômica ao proprietário da pessoa jurídica demandada, circunstância que é consequência lógica do contexto suso narrado, este passou a se enriquecer ilicitamente, de forma livre e sem obstáculos, conjuntura que ensejou em grave prejuízo ao erário, inclusive mediante a maculação dos princípios da administração pública”, argumentou o promotor de Justiça.

Outras ações – O ex-prefeito Valdomiro Lachovicz responde na Justiça ainda pela omissão dolosa no tocante à criação e ao provimento do cargo de procurador jurídico municipal; pela contratação irregular de uma empresa de comunicação visual, beneficiária de várias dispensas de licitação e de pregões presenciais realizados pela prefeitura; pela fraude na execução de contratos que visavam à aquisição de peças automotivas pelo Município; e pela fraude na contratação de empresa que supostamente forneceria toners ao Executivo.

MP – Assessoria de Imprensa

Comentários Facebook
Propaganda

Geral

Traição é resultado de um relacionamento infeliz?

Publicados

em

As traições geralmente acontecem nos locais em que é mais propício porém em outros lugares também

É um grande mito este que as traições só acontecem em relacionamentos infelizes, embora aconteça com uma frequência maior nesses casos, visto que muitas vezes as pessoas estão entediadas dos seus parceiros e muitas vezes até com raiva ou cansadas deles.

Todavia as traições também acontecem nos melhores relacionamentos e nos mais felizes também, pois para existir uma traição basta que exista um infiel e está tudo perdido.

Por conta desse mito muitas pessoas esforçam-se ao máximo para ter uma relação feliz com o seu parceiro ou parceira realizando todas as suas vontades e desejos, o famoso “fazer em casa para que ele(a) não procure na rua”. Porém nem sempre isso vale para segurar alguém em um relacionamento e garantir que a pessoa seja fiel.

O outro cônjuge pode fazer de tudo para o parceiro, inclusive possuir todos os atributos desejáveis por aquela pessoa, se ela sentir vontade de trair e for da natureza dela, ela irá sim trair a pessoa com quem ela se relaciona.

Veja Também:  3 dicas de como evitar lesões ao retornar às atividades nas academias

É bastante comum encontrar casais que mesmo casados por anos em um relacionamento feliz e saudável o marido costuma trair a esposa e vice versa. Muitas vezes essas traições acontecem até com pessoas mais novas em troca de dinheiro, presentes ou mimos, caracterizando essas pessoas como sugar daddy ou sugar mommy.

A questão é que as traições podem acontecer em qualquer relacionamento, seja ele feliz ou não, pois depende muito mais do caráter, do respeito, do amor e do sentimento que as pessoas desses relacionamentos nutrem uma pela outra do que por fatores como a felicidade.

Óbvio que em um relacionamento feliz e realmente saudável é mais difícil que ocorram as traições visto que as pessoas estão satisfeitas umas com as outras, porém todo cuidado é necessário ao lidar com pessoas pois muitas vezes nunca as conhecemos de verdade. 

Comentários Facebook
Continue lendo

Geral

Programa Empregar’ em Tangará da Serra já conta com mais de 200 jovens inscritos

Publicados

em

O Sistema Fecomércio/Sesc/Senac/IPF-MT, por meio do ‘Programa Empregar’, que tem qualificado jovens entre 16 e 20 anos de idade para o mercado de trabalho, realizará, desta vez, a ação em Tangará da Serra, nos próximos dias 10 e 11 de agosto. As inscrições continuam abertas e podem ser feitas de forma gratuita pelo link na BIO da Fecomércio-MT no Instagram.

 

O programa, que é realizado em parceria com o Sindicato do Comércio Varejista de Tangará da Serra (Sincovatan), já conta com mais de 200 inscritos e ocorrerá na Associação Comercial e Empresarial de Tangará da Serra (Acits).

 

Serão abordados temas sobre varejo e empreendedorismo, além da realização de testes de comportamento para melhor inserir os jovens no mundo do trabalho.

 

O superintendente da Fecomércio-MT, Igor Cunha, destaca a parceria dos sindicatos filiados localizados no interior como forma de ampliar a ação do Sistema. “A ajuda dos sindicatos filiados à Fecomércio tem contribuído com a nossa missão frente ao programa, que é o de colaborar com o desenvolvimento econômico em todo o estado, por meio da inserção de mais pessoas qualificadas no mercado de trabalho”.

Veja Também:  3 dicas de como evitar lesões ao retornar às atividades nas academias

 

Ao término do evento, os jovens vão receber certificados e, os selecionados para as vagas já disponíveis, que totalização mais de 120, receberão uma carta de encaminhamento às empresas parceiras do programa.

 

O presidente do Sistema no estado, José Wenceslau de Souza Júnior, confirmou a necessidade de mão de obra qualificada para atender aos anseios das empresas. “Não somente o comércio, mas diversos outros setores demandam profissionais preparados para atender às necessidades do mercado, por isso, queremos dar as mesmas ou até mais condições para que os jovens consigam corresponder às expectativas das empresas parceiras do programa”.

 

A ação desenvolvida pelo Sistema já atendeu jovens da capital e Várzea Grande e Rondonópolis, capacitando dezenas de jovens para preencher as vagas de trabalho disponíveis.

 

Os interessados em participar poderão obter mais informações sobre o programa por AQUI. Já o local para a realização do evento, será no auditório da Acits, localizado na avenida Presidente Tancredo de Almeida Neves, 96-S, no centro da cidade.

Veja Também:  Trabalhadores rurais buscam qualificação para atuarem em lavouras de MT

 

O Sistema S do Comércio, composto pela Fecomércio, Sesc, Senac e IPF em Mato Grosso, é presidido por José Wenceslau de Souza Júnior. A entidade é filiada à Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), que está sob o comando de José Roberto Tadros.

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA A GESTÃO AZENILDA PEREIRA SERÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana