conecte-se conosco


Carros e Motos

Fiat Argo Drive S-Design 1.3: em time que está ganhando (quase) não se mexe

Publicados

em


source
Fiat Argo Drive 1.3: pacote com detalhes pintados na cor bronze  para aumentar o apelo do atual líder de vendas no Brasil
Carlos Guimarães/iG

Fiat Argo Drive 1.3: pacote com detalhes pintados na cor bronze para aumentar o apelo do atual líder de vendas no Brasil

Agora líder de vendas, o Fiat Argo tem na versão Drive S-Design 1.3 com câmbio manual a mais interessante da linha 2022, que recebe poucas mudanças. A principal delas fica por conta do pacote que vem com detalhes externos na cor bronze , como os logotipos e a moldura inferior do para-choque.

Os novos enfeites da versão intermediária do Fiat Argo 2022 também incluem volante revestido de couro, bancos com tecido exclusivo e acabamento bronze no painel e console. Não há como negar que deixou o carro mais estiloso.

Mas é bom lembrar que o preço sugerido dessa versão parte de R$ 80.451. É R$ 5.764 a mais do que  Chevrolet Onix LTZ 1.0 Turbo da linha 2022 (R$ 74.690) e quase R$ 2 mil a mais que o novo Hyundai HB20 Platinum 1.0 Turbo com câmbio manual (R$ 78.290). Porém, os dois fortes rivais não são tão fáceis de serem encontrados nas lojas por uma questão de oferta e demanda.

Enquanto isso não se resolve, o Argo segue como o carro mais vendido do Brasil, com 60.507 unidades entre janeiro e agosto, conforme os dados da Fenebrave (Federação dos Distribuidores de Veículos), ante 59.999 do HB20 e 43.304 do Onix , que caiu para sexto lugar com os problemas na produção.

Veja Também:  Stellantis revela o novo C3 que será lançado no Brasil em 2022

Com visual mais caprichado na linha 2022, o Fiat Argo 1.3 com câmbio manual mostra no dia a dia certa eficiência, com destaque pelo motor 1.3 Fire Fly , com variador de fase no comando de vávulas tanto na admissão quanto no escape e boa dose de fôlego para a cilindrada. São 109 cv e 14,2 kgfm a 3.500 rpm.

No interior também aparecem partes bronzeadas e o ar-condicionado é digital com regulagem de meio em meio grau
Divulgação

No interior também aparecem partes bronzeadas e o ar-condicionado é digital com regulagem de meio em meio grau

São números suficientes para garantir agilidade razoável com alguma economia de combustível , mas faltou uma marcha a mais no câmbio manual de cinco velocidades que também poderia ter engates um pouco mais precisos. De qualquer forma, o Argo 1.3 fica um pouco atrás dos rivais na relação entre peso e potência , com 10,5 kg/cv, ante 9,3 kg/cv do GM e 9,1 kg/cv do Hyundai, o que influi no desempenho e consumo.

O bom do Fiat é que com os 300 cc a mais de cilindrada, apenas duas válvulas por cilindro e aspirado(e não turbo como o Onix e o HB20), é possível manter o motor sempre em níveis bem baixos de rotação sem precisar fazer reduções de marcha, ou seja, há mais elasticidade .

Conforme o Inmetro, o Argo 1.3 manual é capaz de fazer bons 8,9 km/l de etanol na cidade e 10,4 km/l na estrada, o que é compatível os dados da Hyundai, mas pior que o Onix 1.0 Turbo , campeão de eficiência no segmento.

Veja Também:  Nova marca de scooter elétrico lança modelo com 135 km de autonomia

Apesar do estilo arrojado, também faltou ao Argo 1.3 S-Design um interior com porta-objetos mais espaçosos e uma central multimídia que siga o mesmo novo padrão adotado em outros modelos da Stellantis , com tela de melhor resolução e internet nativa a bordo.

O porta-malas tem consideráveis 300 litros e a distância entre-eixos de 2,52 m é compatível com a dos dois principais concorrentes (2,55 m do Onix e 2,53 m do HB20).

Embora tenha um bom pacote de itens de série, senti falta no Argo Drive 1.3 S-Design alguns itens coo regulagem de profundidade o volante, acendimento automático dos faróis, banco traseiro com encostro bipartido e airbags laterais. Na lista de equipamentos, entre os destaques, há ar-condicionado com regulagem digital, de meio em meio grau e monitorador de pressão dos pneus.

Conclusão

Na linha 2022, o Fiat Argo Drive 1.3 S-Design ficou mais estiloso, mas precisaria mudar mais para enfrentar os fortes rivais e se sustentar na liderança de vendas no ranking geral. Tem o motor como destaque do conjunto mecânico, com boa elasticidade no dia a dia.

Com a chegada do SUV Pulse , até o início de outubro próximo, o Argo deverá perder apelo, já que o novo modeo chegará com novidades interessantes, entre as quais uma central multimídia mais moderna e o novo motor 1.0 turboflex.

Ficha Técnica – Fiat Argo Drive 1.3 S-Design

Leia Também

Preço: a partir de R$ 80.451

Motor:  1.3, quatro cilindros, flex

Potência:  109 cv (E) / 101 cv (G) a 6.250 rpm

Torque:  14,2 kgfm (E) / 13,7 kgfm (G) a 3.500 rpm

Transmissão:  manual, cinco marchas , tração dianteira

Suspensão: Independente, McPherson (dianteira) / Eixo de torção (traseira)

Freios: Discos ventilados (dianteiros) / tambores (traseiros)

Pneus: 175/65 R14

Dimensões: 3,99 m (comprimento) / 1,72 m (largura) / 1,50 m (altura), 2,52 m (entre-eixos)

Tanque: 48 litros

Porta-malas: 300 litros 

Consumo etanol: 8,9 km/l (cidade) / 10,4 km/l (estrada)

Consumo gasolina: 12,5 km/l (cidade) / 14,7 km/l (estrada)

0 a 100 km/h: 10,8 segundos 

Velocidade máxima: 184 km/h

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Propaganda

Carros e Motos

Mercedes lança edição especial do Classe G 63 AMG por R$ 2 milhões

Publicados

em


source


Mercedes G63 AMG vem com motor V8 biturbo, capaz de render 585 cv, potência transmitida para as quatro rodas
Divulgação

Mercedes G63 AMG vem com motor V8 biturbo, capaz de render 585 cv, potência transmitida para as quatro rodas

A Mercedes-Benz está lançando a versão limitada Magno Edition do Mercedes-AMG G 63 criada especialmente para o mercado brasileiro e que chega ao país com toda produção adicional já vendida, de acordo com a fabricante.

O SUV conta com motor V8 biturbo de 4.0 litros de 585 cv, tração nas quatro rodas (40:60), três bloqueios de diferencial, transmissão automática de 9 marchas, suspensão dianteira independente com duplo braço triangular e amortecimento ajustável adaptável.

O visual fica por conta a grade do radiador específica AMG pintada em preto fosco, arcos das rodas alargados, escapamento com saída lateral, rodas AMG forjadas de 22 polegadas, faróis, lanternas traseiras e indicadores de direção escurecidos , além de retrovisores, frisos, capa do estepe e adereços dos para-choques pintados em preto Magno.

Na parte interna, o destaque é o acabamento ‘G Manufaktur Plus’ que consiste em revestimento em c ouro nappa com função massagem e layout de costura em padrão diamante, além de Volante em fibra de carbono com DINAMICA.

O Mercedes-AMG G 63 Magno Edition tem preço público sugerido de R$ 1.999.900 válido para todo o Brasil. E vale relembrar que todas as unidades disponíveis no país já foram vendidas.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

Citroën confirma que terá dois modelos nacionais inéditos até 2024

Publicados

em


source
Citroën C3 se transformou em um 'crossover' na versão 2022; novos modelos serão baseados nele
Divulgação

Citroën C3 se transformou em um ‘crossover’ na versão 2022; novos modelos serão baseados nele

O Grupo Stellantis confirma a produção de outros dois modelos da Citroën na fábrica de Porto Real (RJ). Eles serão lançados em 2023 e 2024, após a chegada da nova geração do C3 que está marcada para o ano que vem.

A marca francesa falou pouco sobre o modelo. Segundo Vanessa Castanho, responsável pela Citroën na América do Sul, os novos produtos serão adaptados às necessidades da região, com grande foco na exportação. “Não podemos falar mais, mas garanto que são produtos que as pessoas vão amar”, disse a executiva em entrevista ao Argentina Autoblog. 

A Citroën não confirma, mas os modelos marcados para estrear nos próximos anos serão produzidos sob a mesma plataforma CMP dos novos 208 e C3 . Rumores apontam que a fabricante terá um hatchback inédito na mesma categoria do Renault Kwid e um sedã compacto para disputar com o Chevrolet Onix Plus. 

Assim como a nova geração do C3, os novos modelos também serão produzidos na Índia, com foco na exportação para mercados emergentes da Ásia. No caso do novo sedã, a principal aposta fica por conta do C3L , que já foi registrado no Brasil no site do Inmetro , em novembro do ano passado.

Leia Também

O renascimento da Citroën

Citroën C3L deverá ser o sedã que será feito em Porto Real (RJ) até 2024, com a mesma base CMP do C3 SUV
Divulgação

Citroën C3L deverá ser o sedã que será feito em Porto Real (RJ) até 2024, com a mesma base CMP do C3 SUV

Até o começo deste ano, a Citroën era uma fabricante com veículos de pouco apelo. Isso ficou muito claro em abril, quando a marca tirou os modelos C3, C3 Aircross e C4 Lounge de linha , mantendo apenas o SUV C4 Cactus e os veículos comerciais.

Veja Também:  Citroën confirma que terá dois modelos nacionais inéditos até 2024

O Grupo Stellantis terá a difícil tarefa de utilizar a ‘moral’ de marcas consolidadas como Fiat e Jeep para alavancar as vendas de Peugeot e Citroën em toda a América Latina.

Neste processo, a empresa terá foco na exportação. Sendo assim, o Citroën C3 europeu pode sair de linha no Chile, Paraguai, Colômbia, Equador e Uruguai para dar lugar ao modelo produzido no Rio de Janeiro.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA ATÉ O MOMENTO A GESTÃO DR. DIVINO PREFEITO DE BARRA DO BUGRES ESTÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana