conecte-se conosco


Agronegócio

Fórum Agro MT recebe proposta de unificação do Fethab e pede prazo para análise

Publicados

em

Fórum Agro MT recebe proposta de unificação do Fethab e pede prazo para análise


Créditos: Ascom Famato

09 de Janeiro de 2019

Lideranças do Fórum Agro MT reuniram-se nesta terça-feira (08/01) com o governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, e sua equipe econômica para conhecer a proposta de unificação das duas versões do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab e Fethab 2), que será encaminhada para a Assembleia Legislativa.

Os dados foram apresentados pelo secretário de Fazenda, Rogério Gallo, aos representantes das entidades que fazem parte do Fórum Agro MT: Famato, Aprosoja, Ampa, Acrimat, Acrismat e Aprosmat. Também participaram o vice-governador, Otaviano Pivetta, e o secretário da Casa Civil, Mauro Carvalho.

No dia 31 de dezembro de 2018 o prazo de cobrança do Fethab 2 foi extinto. A contribuição incide sobre a comercialização de soja, algodão e gado somando uma arrecadação anual de aproximadamente R$ 500 milhões. Já o Fethab 1, incidente sobre a soja, algodão, gado, madeira e óleo diesel, está em vigor desde março de 2000 e gera cerca de R$ 900 milhões por ano.

Veja Também:  BOI/CEPEA: Com maior investimento de pecuaristas, abate tem recuperação

As entidades que compõem o Fórum foram unânimes ao discordar da proposta apresentada e do curto prazo para que entre em tramitação na Assembleia. De acordo com os representantes do Executivo, o projeto deverá ser levado à Casa já na próxima quinta-feira.

No entanto, líderes das entidades afirmam que é necessário avaliar as informações com cautela, para então apresentarem uma contraposta ao Governo do Estado pelo menos até sexta-feira.

“Vamos avaliar a proposta sugerida e contribuir com números e argumentos, até porque a atividade agropecuária de Mato Grosso já é taxada e não há o retorno como deveria ocorrer. É preciso que haja uma discussão maior sobre o tema, sob pena de arcarmos com a criação de um imposto que será permanente e com apenas 35% previstos para investimento em infraestrutura, o que deveria ser a maior finalidade do Fethab”, afirmou o presidente do Sistema Famato e do Fórum Agro, Normando Corral.

 

Fonte: Ascom Famato


Ascom Famato

Contatos: (65) 3928.4435

Comentários Facebook
Propaganda

Agronegócio

Estados Unidos vão comprar grãos ucranianos para programa da ONU

Publicados

em

A Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (Usaid) está gastando mais de U$ 68 milhões na compra e envio de grãos ucranianos. A agência está fornecendo os recursos para o Programa Alimentar Mundial, das Nações Unidas, que historicamente obtém a maior parte de seus grãos da Ucrânia. Esse é o maior acordo de exportação desde a invasão russa e o estabelecimento do acordo para novos embarques a partir de portos ucranianos do Mar Negro. 

Com o acordo de exportação de grãos, intermediado pela ONU e pela Turquia, nos últimos dias, cada vez mais, navios estão entrando e saindo dos portos ucranianos. Nesta terça-feira (16), por exemplo, mais cinco navios deixaram a Ucrânia no maior comboio desde que o acordo foi assinado,

Diante desse aumento de embarques, a Onu espera que o corredor de grãos do Mar Negro possa cumprir a meta de aliviar uma possível crise alimentar global e reduzir os preços mundiais dos alimentos.

Fonte: AgroPlus

Comentários Facebook
Veja Também:  Recursos do Pronaf no Plano Safra irão aumentar em 12%
Continue lendo

Agronegócio

Problemas de logística atrapalham escoamento de carne em Mato Grosso

Publicados

em

A infraestrutura das rodovias de MT, ainda trazem problemas para o escoamento da produção agropecuária, principalmente, para a carne bovina. Essa situação atrapalha a chegada do produto ao porto de Barcarena (PA), através do chamado Arco Norte. 

O volume exportado pelo referido porto, é responsável por apenas 0,72% do volume total, isso representa 2,29 mil toneladas em equivalente carcaça (TEC) no período de janeiro a julho de 2022.

Já o porto de Santos (SP) embarcou um total de 228,53 mil TEC no mesmo período, respondendo por 99,28% das exportações de carne bovina de MT, segundo o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA).

O grande entrave da região é a falta de pavimentação das importantes rodovias de entroncamento de MT, especialmente as da região norte como as BRs 174 e 158, além é claro, de rodovias estaduais.

Segundo o presidente da Associação dos Criadores de MT, Oswaldo Pereira, essa questão faz com que a carne de MT perca competitividade.

Fonte: AgroPlus

Comentários Facebook
Veja Também:  Soja mato-grossense será reconhecida como sustentável por meio de programa da Aprosoja
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA A GESTÃO AZENILDA PEREIRA SERÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana