conecte-se conosco


Mato Grosso

Gisela diz que “as ruas mostram rejeição à atual  gestão”, ao colocar em xeque 4º lugar em pesquisa

Publicados

em

Marisa Batalha/O Bom da Notícia  –  (Foto: Reprodução)

A pré-candidata do Pros, na disputa pela Prefeitura de Cuiabá, a advogada e suplente de deputada federal, Gisela Simona, deixou de lado as meias palavras, colocando em xeque a veracidade dos números do Analisando Instituto de Pesquisa, que colocou o prefeito emedebista em primeiro lugar com 38,1% nas intenções de votos e a apontou em quarto lugar com com 6,3%.

Para Gisela, a pesquisa aparentemente não reflete o que ela e seu grupo estariam sentindo nas ruas de Cuiabá. Garantindo que tem conversado com várias pessoas ‘in loco’, e por meio das redes sociais, onde muitos têm apontado ‘um profundo descontentamento e uma rejeição muito grande a atual gestão municipal de Cuiabá’.

O sentimento das ruas hoje é muito claro, as pessoas querem renovação. E temos visto crescer este desejo de forma vetiginosa. Sobretudo, que Cuiabá, tenha um gestor de mãos limpas e não ver mais, de forma rotineira, situações de corrupção na Prefeitura de Cuiabá.

“O sentimento das ruas hoje é muito claro, as pessoas querem renovação. E temos visto crescer este desejo de forma vetiginosa. Sobretudo, que Cuiabá, tenha um gestor de mãos limpas e não ver mais, de forma rotineira, situações de corrupção na Prefeitura de Cuiabá. E é por isso que acredito na mudança, como a grande maioria da população acredita. E vejo que só quando iniciar o período de campanha é que se poderá ter uma real pesquisa sobre a vontade do povo’.

As declarações da pré-candidata ao site O Bom da Notícia foram dadas após a veiculação nesta última quarta-feira(26), dos números do Analisando Instituto de Pesquisa e Opinião Pública, pelo site RDNews.

Pontuando que, contudo, observou a pesquisa com bastante tranquilidade, ao levar em consideração que no trabalho de campo, na ‘hora de perguntar para o cidadão em quem ele vota, ele ainda não teria uma real noção de quem são, verdadeiramente, os candidatos a prefeito de Cuiabá. Sobretudo, porque, os nomes que estão sendo colocados nesta disputa estão ainda fase de pré-campanha, sem homologação nas convenções partidárias’.

Veja Também:  São seis casos confirmados de Covid-19 em Nova Olímpia

“Também tem a questão da atual gestão estar na mídia o tempo todo. De estar fazendo grande publicidade a todo momento, seja nas redes oficiais da prefeitura ou em suas redes sociais, em particular. E, e isso, faz com que, de fato, saia na frente. Mas vemos com naturalidade e, na verdade, agradecemos a população que lembrou do nosso nome e nos colocou na posição de 4º lugar. O grupo vê com muita naturalidade porque é importante começarmos a aparecer e é muito melhor começar menor e ganhar corpo quando as pessoas conhecerem a nossa proposta, do que começar bem e depois ir caindo”, asseverou.

Lembrando que prefere que esta disputa inicie desta forma, pois sabe que ainda, de fato, não foi dado o pontapé inicial à campanha e que de, antemão, sabe que a luta vai ser pesada.

“Mas vamos encarar essa estrutura, seja do município ou estado. E estamos bem preparados para isso, até observamos este desafio com bons olhos. A recepção da população de Cuiabá ao nosso nome é um ponto inicial de largada, para podermos, quando começarmos, de fato, a campanha, conseguirmos mostrar nossa proposta às pessoas. Para que conheçam, mais de perto, o que propomos. E, assim, apoiem um projeto que, verdadeiramente, pensa no povo de Cuiabá”.

(Foto: Reprodução/Câmara de Cuiabá)

ABILIO CASSADO 3.jpg

Outro candidato citado na pesquisa

Já o vereador Abílio Junior(Podemos) – que aparece em terceiro lugar na pesquisa com 9,2% -, em uma ‘simulação com 12 possíveis concorrentes ao Palácio Alencastro’, recorreu ao que sabe fazer de melhor, criticar, por meio de brincadeiras.

Em suas redes sociais, Abilinho, como é mais conhecido, postou nesta última quarta, um vídeo ironizando o ‘favoritismo’ do prefeito emedebista. (Veja vídeo abaixo)

Veja Também:  Em 75 dias de piracema, 2,6 toneladas de pescado são apreendidas

“Saiu uma pesquisa que o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, está com 38% de intenções de votos. E quem fez foi uma funcionária dele, na prefeitura, que ganha R$ 11 mil na administração”, diz ele no post.

Outro lado

Ao site O Bom da Notícia, Christiany Regina Fonseca, informou que não era proprietária do Analisando Instituto de Pesquisa e Opinião Pública. E ainda que é professora do Instituto Federal de Mato Grosso[IFMT] e, atualmente, estaria ocupando o cargo de secretária-adjunta de Direitos Humanos, da Prefeitura de Cuiabá.

“Não sou responsável pela pesquisa, assim, não tenho qualquer responsabilidade pela pesquisa”, disse de forma sucinta a secretária-adjunta, ao site.

Repercussão

A matéria que ganhou discussão longa em grupo de jornalista, pelo aplicativo Whatsapp, acabou apontando que a razão social do instituto seria Studio 4 Comunicações. E ainda que estaria em nome de Heriberto da Fonseca. Com participantes apontando que o Analisando Instituto de Pesquisa e Opinião Pública, estaria no nome do pai de Christiany Regina. E que teria assinado a pesquisa, nos documentos do Tribunal Regional Eleitoral, o estatístico Jonathis Marcos da Silva.

Pesquisa

A pesquisa ainda aponta o empresário Dorileo Leal (PSDB) com 2,1% na corrida eleioral em Cuiabá. Ainda aparecem nos dados o presidente do DEM em Mato Grosso e 1º suplente de senador, Fábio Garcia, com 1,1%. Com o mesmo percentual estaria também o empresário Geraldo Macedo (PSD). Os demais não teriam alcançado um ponto percentual, sendo eles: Julier Sebastião (PT), Ulysses Moraes (PSL), Paulo Grando (Novo), Fabrício Carvalho (PDT) e Felipe Wellaton (Cidadania).

De acordo com a matéria, os pesquisadores entrevistaram 1.199 eleitores de 98 bairros. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. A pesquisa está registrada no TRE-MT, sob número MT-06212/2020.

Veja video de Abílio Junior

VÍDEO

Comentários Facebook
Propaganda

Mato Grosso

Direito da Administração Pública: Escola de Governo oferta 600 vagas para curso online

Publicados

em

Interessados devem se inscrever até dia 23 de maio no site da instituição

Éverton Anunciação | Seplag-MT

O público-alvo são os servidores públicos de órgãos e entidades do Executivo estadual – Foto por: Tchélo Figueiredo | Secom-MT

Estão abertas as inscrições para a segunda turma do curso Direito da Administração Pública. A capacitação é ofertada pela Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag-MT), por meio da Superintendência da Escola de Governo, e será realizada na modalidade de Ensino a Distância (EaD). Ao todo, 600 vagas foram disponibilizadas.

As aulas iniciam em 31 de maio. Inscrições vão até dia 23 de maio e podem ser realizadas  AQUI.

A qualificação possui carga horária total de 40 horas e tem como público-alvo os servidores públicos de órgãos e entidades do Executivo estadual.

O conteúdo a ser abordado no curso destaca noções de direito constitucional aplicado à administração pública cível, responsabilidade funcional, processo disciplinar, vínculo profissional, aposentadoria e improbidade no serviço público.

(Supervisão de texto de Nayara Takahara)

Fonte: Assessoria

 

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT

Veja Também:  Complexos de saúde e rodoviária recebem desinfecção em prevenção ao Coronavírus

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Polícia Civil instaura investigação preliminar para apurar irregularidades na vacinação contra a covid-19 em Cuiabá

Publicados

em

A investigação instaurada pela Decon tem o objetivo de apurar possíveis situações de “fura-fila”, assim como outras circunstâncias ilegais que possam ocorrer durante o período de vacinação

Camila Molina | Polícia Civil-MT

A Polícia Civil, através da Delegacia Especializada do Consumidor (Decon), instaurou nesta segunda-feira (12.04) Auto de Investigação Preliminar (AIP) para apurar possíveis irregularidades denunciadas em relação ao cumprimento da ordem de vacinação contra a covid-19 dentro dos critérios estabelecidos pela Prefeitura Municipal de Cuiabá. 

A investigação preliminar instaurada pela Decon tem o objetivo de apurar possíveis situações de “fura-fila”, assim como outras circunstâncias ilegais que possam ocorrer durante o período de vacinação. 

A decisão de abertura de investigação preliminar levou em consideração a publicação de diversas matérias em veículos de comunicação sobre possíveis falhas e irregularidades na execução dos serviços de vacinação. 

A Delegacia do Consumidor oficiará o Tribunal de Contas do Estado (TCE), o Ministério Público Estadual (MPE) e a Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá solicitando que qualquer irregularidade ou ilegalidade de natureza criminal que seja detectada em relação a vacinação contra o covid-19 ou outros problemas do mesmo teor, sejam informadas à Decon para as providências cabíveis. 

O delegado da Decon, Rogério Ferreira, ressaltou que condutas reprováveis nos critérios de prioridade na imunização estabelecidos pelos governos e entidades médicas podem acarretar a responsabilização criminal de agentes públicos e das pessoas indevidamente vacinadas, 

“As pessoas identificadas nesse tipo de conduta podem ser enquadradas em crimes como o previsto no artigo 268 do Código Penal, por infringir determinação do poder público destinada a impedir a propagação de doença contagiosa, ou ainda outros tipos penais penais como corrupção ativa, corrupção passiva e prevaricação”, disse o delegado.

Fonte: Assesoria

 

Veja Também:  Em 75 dias de piracema, 2,6 toneladas de pescado são apreendidas

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

"2021" QUAIS SÃO AS SUAS EXPECTATIVAS PARA ESTE ANO QUE SE INICIA

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana