conecte-se conosco


Carros e Motos

GM da América do Sul terá como presidente Carlos Zarlenga

Publicados

em


Carlos Zarlenga é o novo presidente da GM na América do Sul, passando a chefiar as operações da marca em 9 países
Divulgação

Carlos Zarlenga é o novo presidente da GM na América do Sul, passando a chefiar as operações da marca em 9 países

O atual presidente da GM Mercosull, Carlos Zarlenga, é promovido a presidente da GM América do Sul, passando a atuar não apenas no Brasil e Argentina, mas também no Chile, Colômbia, Equador, Peru, Bolívia, Paraguai e Uruguai, a partir de 1° de abril de 2019.

LEIA MAIS: Carlos Zarlenga, presidente da GM Mercosul, em entrevista exclusiva para o iG

Com isso, Zarlenga vai se reportar ao atual vice-presidente executivo e presidente da GMI (General Motors International), que será responsável pela nova região GM
Americas, que congrega todas as operações da América do Norte, Central e do Sul. Engle continuará a reportar-se a Mary Barra, Chairman e CEO global da General Motors.

Outra mudança é que o atual presidente da GM GM South America West (Chile, Colômbia, Equador, Peru, Bolívia, Paraguai e Uruguai), continua a exercer o cargo e passa a reportar para Zarlenga, de 45 anos, que assumiu o cargo de presidente da General Motors (GM) Mercosul em janeiro de 2017.

Veja Também:  Hyundai Creta Ultimate e Nissan Kicks XPlay: compactos, mas especiais

Conforme Barry Engle
, “Carlos tem uma trajetória de sucesso na liderança das operações da Argentina e Brasil e foi o responsável pela unificação das operações dos dois países na GM Mercosul em 2017, explorando sinergias, acelerando o processo de decisão e otimizando resultados na região”.

LEIA MAIS: Assim como a GM, outras marcas têm grandes desafios no mercado automotivo

Ainda de acordo com Engle, a experiência de Zarlenga, além do seu conhecimento técnico e capacidade de liderar o time em momentos cruciais da história recente da empresa na região o credenciam como o executivo certo para assumir esta importante responsabilidade, no momento em que a nossa empresa continua simplificando sua estrutura, buscando eficiências e reorganizando o modelo de negócio”.

Zarlenga e a GM da América do Sul


Fábrica da GM em Joinvile, onde são montados os motores de modelos como Onix, Prisma e Cobalt
Divulgação

Fábrica da GM em Joinvile, onde são montados os motores de modelos como Onix, Prisma e Cobalt


 “É uma honra assumir este novo desafio. Conto com a experiência e profundo conhecimento de mercado de Ernesto Ortiz na missão de conduzir o negócio na região, continuando a encantar nossos clientes e mantendo a liderança da nossa marca Chevrolet há mais de 17 anos na América do Sul. A nova organização vai dar mais agilidade e eficiência à operação”, diz Carlos Zarlenga.

Veja Também:  Proprietários de Fiat Tipo incendiados serão indenizados após 23 anos

Carlos Zalenga
também atuou como vice-presidente e diretor financeiro da GM Coreia (2012-2013), incluindo o papel de diretor no conselho de administração da GM Uzbequistão, uma joint venture da GM com o governo de Uzbequistão.

LEIA MAIS: GM terá 11 lançamentos no Brasil em 2019 e aposta nos elétricos

Antes de se juntar à GM,
 o executivo serviu por mais de 15 anos na General Electric na Europa, Ásia e Estados Unidos. Entre outros papéis de liderança, foi CFO da General Electric Consumer & Industrial, Europa, Oriente Médio e África. Zarlenga é cidadão argentino/espanhol, graduado em economia pela Universidade de Belgrano em Buenos Aires, Argentina.

Comentários Facebook
Propaganda

Carros e Motos

Empresa argentina vai fabricar veículos elétricos em Minas Gerais

Publicados

em

Por

SUV A!PA é um dos  modelos conceituais que aparecem no site da Bravo Motor
Divulgação

SUV A!PA é um dos modelos conceituais que aparecem no site da Bravo Motor

A Bravo Motor Company, empresa Argentina que fábrica veículos elétricos, fecha parceria com a Rockwell Automation para a instalação de uma fábrica de carros elétricos e baterias em Nova Lima, em Minas Gerais.

O investimento total será de US$ 4 bilhões (R$ 25 bilhões) e já era anunciado desde o ano passado. Agora, a novidade é a participação da Rockwell Automation, que é especializada em automação e na produção de veículos elétricos .

A BMC operava na Argentina entre 2008 e 2012, quando se mudou para os Estados Unidos, por encontrar dificuldades de operação no país natal, e desde o ano passado possui um acordo com o governo de Minas Gerais para a criação de um parque industrial.

A Rockwell irá trazer ao projeto sua experiência em processos industriais e na implantação de linha de produções ao redor do mundo.

Veja Também:  Proprietários de Fiat Tipo incendiados serão indenizados após 23 anos

“Em 20 anos na indústria já vemos como a atividade industrial transforma a realidade dos países e cidades. Essa é uma oportunidade única para transformar o mundo em uma sociedade mais sustentável.” Declarou Leandro Kruger Diretor Regional da Rockwell Automation.

“Estamos contentes de agregar a nosso projeto uma multinacional como a Rockwell, que tem vasta experiência na produção de baterias em grande escala.” Completou Eduardo Muñoz, CEO da Bravo Motor Company.

A fábrica terá o nome de Colossus Cluster e a Bravo Motors está buscando mais parceiros antes do começo das obras, que tem previsão para início ainda neste ano.

A estrutura em Nova Lima, Região Metropolitana de Belo Horizonte, terá capacidade para fabricar 22.790 veículos 100% elétricos e 43.750 baterias por ano a partir de 2024, e espera criar cerca de 14 mil empregos diretos e indiretos.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

Conversões para GNV mais do que dobram em São Paulo

Publicados

em

Por

Pedidos para conversão para GNV em São Paulo aumentaram 121,8% entre janeiro e maio deste ano
Divulgação

Pedidos para conversão para GNV em São Paulo aumentaram 121,8% entre janeiro e maio deste ano

Com a alta constante no preço dos combustíveis, a instalação do Gás Natural Veicular (GNV) tem sido um refúgio para muitos motoristas, cansados de ter de fazer milagres para fechar a conta no orçamento familiar no fim do mês, além de trabalhar sem que isso prejudique na renda mensal.

Nos primeiros meses deste ano, segundo estudo do Detran.SP ,  as solicitações para o serviço de alteração de combustível GNV cresceram 121,8% no estado de São Paulo entre janeiro e maio deste ano.

Foram 3.600 pedidos nos cinco primeiros meses de 2022 contra 1.625 adaptações no mesmo período do ano passado. Na capital, o aumento foi ainda maior. O Detran.SP registrou 136,6% de crescimento. Foram 1.609 solicitações entre janeiro e maio deste ano contra 701 no ano passado. Atualmente, a frota com kit GNV no estado de São Paulo é de 256.201 veículos.

Veja Também:  Proprietários de Fiat Tipo incendiados serão indenizados após 23 anos

Em todo o país, o preço médio do litro da gasolina fechou o mês de junho  a R$ 7,56, alta de 10% no comparativo com janeiro. Os dados são do Índice de Preços Ticket Log (IPTL). Já o preço médio do GNV no Brasil em junho chegou a R$5,20 , segundo levantamento da Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (ABEGÁS).

De acordo com a ABEGÁS, o metro cúbico do GNV no estado de São Paulo é, em média, 18% mais barato que o litro da gasolina e abastecendo R$ 100 o motorista percorre, em média, 234 km. Com o mesmo valor, o condutor roda apenas 155 km com a gasolina ou 163 km com o etanol.

O motorista que optar pelo uso do combustível GNV deve solicitar autorização prévia junto ao Detran.SP, que resulta na emissão de um novo Certificado de Registro de Veículo (CRV).

O passo a passo está disponível em:  https://tinyurl.com/3s55ww95 e o serviço é solicitado por meio do e-mail [email protected] que solicitará os devidos documentos digitalizados:

Veja Também:  Como o Mustang foi parar no topo do prédio mais alto dos EUA?

Os documentos exigidos são: 

–     Documento de identificação pessoal do proprietário do veículo

–     Certificado de Registro de Veículo (CRV) ou Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) – Atenção! Se o registro do veículo ocorrer a partir de 04/01/2021, o documento que deve ser apresentado é o CRLV-e.

–     Requerimento de autorização prévia para modificação do veículo preenchido conforme modelo disponível no portal do Detran.SP

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA A GESTÃO AZENILDA PEREIRA SERÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana