conecte-se conosco


Carros e Motos

Golf R 20 Years Edition torna-se hatch mais potente da história da VW

Publicados

em

source


VW Golf R 20 Years Edition: edição comemorativa da versão passa a ter 333 cv, para ir de 0 a 100 km/h em 4,6 s
Reprodução

VW Golf R 20 Years Edition: edição comemorativa da versão passa a ter 333 cv, para ir de 0 a 100 km/h em 4,6 s

Tendo como base o Golf R, a Volkswagen resolve apimentar ainda mais o  hot hatch com motor 2.0 turbo para produzir 333 cv, ou 13 cv a mais que o R padrão . Assim nasceu o Golf R 20 Years Edition , edição comemorativa de 20 anos da divisão esportiva.

Junto com o motor 2.0 mais potente funciona a o sistema de transmissão de dupla embreagem e sete marchas. Como em todos os modelos R desde o primeiro Golf R de 2002, a tração é integral. Além disso, a caixa DSG foi remapeada para fornecer ‘feedback perceptível ao mudar de marcha’.

Isso significa que a VW projetou mudanças de marcha mais abruptas para aumentar a emoção, o que seria até irônico, considerando que o esportivo alemão conta com uma caixa de mudanças do tipo DSG que suaviza as trocas de marchas através de paddle-shift .

Veja Também:  GM mostra vídeo da nova picape Montana, que será lançada em 2023

De qualquer modo, a esportividade foi levada a sério, nos mínimos detalhes. Isso explica o escapamento esportivo de titânio Akrapovic , que deve liberar algum impulso extra do motor e fazer barulho, no melhor sentido literário da palavra.

A Volkswagen criou um opcional chamado ‘ Emotion Start’, um modo que pode ser ativado pelo motorista fazendo com que o motor gire até 2.500 rpm quando o carro é ligado, emitindo um som mais agressivo.

Além disso, o Golf R 20 Years Edition virá com o pacote R-Performance de série – que no Golf R normal é vendido como opcional – que adiciona aerofólio especial, sistema de vetorização de torque e os modo de condução Special e Drift.

A edição especial Golf R está disponível nas cores azul ( Lapiz Blue) (com rodas de liga leve Estoril de 19 polegadas com acabamento em preto brilhante ou em branco) ou branca (com rodas de liga leve Estoril de 19 polegadas com acabamento azul), sempre com pneus Michelin Pilot Sport Cup 2.

Veja Também:  BMW utilizará 100% de energia verde em rodas de alumínio

Outros detalhes incluem a carcaça dos retrovisores externos (azul nos carros brancos, preto nos azuis), emblemas ’20’ na porta e projetor de luz de porta qye mostra um logotipo ‘ 20 R’ . Por dentro, adereços em fibra de carbono no painel e logotipo ‘R’ azul no volante são os destaques.

A edição R 20 Years está prevista para venda no Reino Unido, Europa e Austrália e EUA, mas no Brasil não há chances de o modelo vir. Se a marca trouxesse, seria uma disputa acirrada contra o Toyota Corolla GR  e Honda Civic Type R , já confirmados para o ano que vem.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Propaganda

Carros e Motos

ABB investe mais de R$ 150 milhões em fábrica de carregadores

Publicados

em

Por

Primeiro carregador rápido ABB instalado no posto Graal 67, na Rodovia Anhanguera, em São Paulo
Divulgação

Primeiro carregador rápido ABB instalado no posto Graal 67, na Rodovia Anhanguera, em São Paulo

Buscando se manter na liderança no segmento de soluções de carregamentos de veículos elétricos, a ABB E-mobility inaugura sua maior fábrica de carregadores, o “Centro de Excelência em E-Mobility”, localizado em Valdarno, na Itália.

A nova fábrica irá ter a produção focada em soluções de carregamento de Corrente contínua (DC) e segundo a ABB, seus carregadores irão contemplar todos os setores de transporte que utilizem de energia elétrica.

A ABB informa que já vendeu mais de 680 mil carregadores veiculares em mais de 85 países, e esse novo investimento de US$ 30 milhões serviu para dobrar a capacidade de produção e ampliar a fábrica, que agora pode construir mais de 10 mil carregadores do tipo DC anuais.

Veja Também:  VW terá Amarok com 400 cv para rivalizar com a linha Raptor da Ford

“A abertura de nossa nova instalação em Valdarno demonstra o compromisso da ABB em construir um futuro de emissão zero . Além do aumento da capacidade de produção, o investimento ajuda a consolidar nossa reputação como líder mundial em soluções de carregamento de veículos elétricos , fornecendo soluções para os veículos de hoje e amanhã.” Declarou Frank Mühlon, CEO da ABB E-mobility.

A nova fábrica conta com sete linhas de produção, e quinze instalações de testes que conseguem realizar até mais de 400 seções de recarga por dia consegue produzir um carregador do tipo DC a cada 20 minutos

Nova estrutura conta com carregadores para funcionários e usuários de carros elétricos
Divulgação

Nova estrutura conta com carregadores para funcionários e usuários de carros elétricos

A tecnologia está presente em todos os lugares da fábrica, até o chão da estrutura é automatizado e é conectado ao armazém, e controla o estoque, que é totalmente rastreado e apoiado com veículos guiados automaticamente .

A ABB investiu cerca de 14% das suas receitas de 2021 em Pesquisa e Desenvolvimento, e a nova estrutura terá um espaço de 3.200 m² para a prototipagem de novos produtos.

Veja Também:  GM mostra vídeo da nova picape Montana, que será lançada em 2023

Além disso, mais de 10% dos funcionários da estrutura serão responsáveis para soluções inovadoras como softwares e novas ferramentas de gerenciamento de vida de baterias de veículos elétricos.

Além disso, a fábrica de Valdarno (Itália) busca ser o mais eficiente possível e coleta água da chuva e utiliza na irrigação, os resíduos de produção são reciclados e a energia utilizada na fabricação é oriunda da energia solar , e todos esses recursos evitam a emissão de 338 toneladas de CO2 por ano.

Segundo a ABB toda a sua rede de transporte corresponde a 29% da emissão de gases poluentes da empresa, e a busca por desenvolvimento de tecnologias de baterias elétricas e carregamentos de ônibus e veículos pesados, podem auxiliar neste sentido.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

Veja as histórias conjuntas de Harrison Ford e o Ka feito na Bahia

Publicados

em

Por

Ford Ka na capital da Bahia, em Salvador, na época do lançamento da versão com apelo aventureiro FreeStyle
Divulgação

Ford Ka na capital da Bahia, em Salvador, na época do lançamento da versão com apelo aventureiro FreeStyle

Em 23 anos, o Ford Ka foi um dos veículos brasileiros mais marcantes. Em 2013, foi lançada a terceira geração do compacto na turística Praia do Forte.

Em seguida, também na Bahia, teve um evento paralelo na bela Ilha de Comandatuba, com ator Harrison Ford para anunciar um projeto de preservação no Arquipélago de Abrolhos no litoral baiano que teve apoio da montadora.

Jornalistas automotivos e ambientais foram convidados para os dois eventos. Ator famoso pelo personagem Indiana Jones, Harrison esteve com a família exclusivamente em Comandatuba e foi recepcionado por Bill Ford , atual CEO da empresa.

Apesar do sobrenome Ford , eles não são parentes, mas ambos apoiam ao seu modo ações ambientais. O objetivo desse encontro foi estabelecer uma divulgação global dos projetos da ONG Conservation International no Brasil.

Veja Também:  Mitsubishi expõe réplica de L200 com miniaturas de carros em feira

A sede brasileira da ONG existe desde 1990. No ano passado, por exemplo, ela investiu R$ 14,5 milhões no fortalecimento das Terras Indígenas em regiões de desmatamento no Pará e Mato Grosso, além de outras iniciativas comunitárias.

Harrison Ford, César Borges, então governador da Bahia ao centro, e o autor deste texto
Divulgação

Harrison Ford, César Borges, então governador da Bahia ao centro, e o autor deste texto

O que vale destacar neste texto é que um dia antes do evento com Harrison Ford , a fabricante reuniu os mesmos jornalistas na Praia do Forte e na sua então fábrica de Camaçari para apresentar a terceira geração do compacto Ka.

Falando desse automóvel, ele chamou a atenção pela sua estética agradável, robusta, e que se mantém atual até os dias de hoje. A mecânica surpreendeu com motor flex 1.0 , de três cilindros com boa média de economia de combustível.

Essa terceira geração conquistou o público e parou de ser produzida. Entretanto, até hoje pode ser visto circulando nas ruas especialmente no transporte pessoal por aplicativos.

Uma pena! Quem sabe, o compacto Ka poderá ser num futuro breve uma opção de veículo elétrico urbano.

Veja Também:  BMW utilizará 100% de energia verde em rodas de alumínio

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA A GESTÃO AZENILDA PEREIRA SERÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana