conecte-se conosco


Tecnologia

Google processa Match e pode remover Tinder da Play Store

Publicados

em

Tinder pode ser removido da Google Play Store
Unsplash/Kon Karampelas

Tinder pode ser removido da Google Play Store

A partir de uma acusação baseada em “negócios e má fé e quebra de contrato”, o Google decidiu dar início a um processo contra a Match Group, dona da rede social Tinder. Essas farpas começaram em maio, quando  uma ação judicial surgiu da dona de apps contra a gigante de tecnologia sobre políticas de faturamento monopolistas. Ou seja, parece que agora é o momento da vingança.

Na segunda-feira (11), o Google deu entrada no processo, afirmando que a Match Group não quer pagar nada ao usar a Play Store. Lembrando que a dona da loja cobra uma taxa de 15% no primeiro US$ 1 milhão em receita anual de aplicativos por desenvolvedores dos EUA.

Segundo a ação, essa recusa “coloca o grupo em uma posição vantajosa em relação a outros desenvolvedores de aplicativos que honram seus acordos e compensam o Google de boa fé pelos benefícios que recebem”. O pedido busca danos monetários não especificados.

Mas não é só isso, há uma requisição que daria a permissão da companhia de remover permanentemente o aplicativo do Tinder da Play Store. Essa mudança afetaria mais de 75 milhões de pessoas, número de usuários ativos na plataforma no começo de 2022, segundo o Businessofapps.

Veja Também:  Twitter vence '1º round' contra Musk e julgamento fica para outubro

Problemas entre empresas não é novidade

Essa não é a primeira vez que problemas de relacionamentos entre companhias de apps e detentoras digitais vêm à tona. Em 2021, por exemplo, ambos os donos da App Store e da Play Store se esforçaram para barrar um projeto que combatia taxas em lojas de aplicativos.

A própria Match Group, ao lado da Epic Games, criticou as taxas da App Store em 2020, o que acabou afetando outras marcas.

Falando em taxas, o Google foi processado por 36 estados americanos em 2021. A ação judicial questionava a taxa de 30% aplicada nas transações digitais. Na época, a empresa afirmou que “a reclamação imita um processo igualmente sem mérito movido pela grande desenvolvedora de apps Epic Games, que se beneficiou da abertura do Android ao distribuir seu app Fortnite fora do Google Play”.

Veja Também:  Jam.gg chega ao Brasil com mais de 100 jogos retrô de graça

Por último, o pleito iniciado em maio pela Match acredita que há muito controle nas mãos dos donos das lojas online. Por esse motivo, a causa afirma que há táticas anticompetitivas que servem apenas para manter a segurança de seu próprio ecossistema. Ainda não há nenhuma definição nos dois processos atuais.

Fonte: IG TECNOLOGIA

Comentários Facebook
Propaganda

Tecnologia

RJ é uma das próximas cidades a receber o 5G; 15 capitais vão atrasar

Publicados

em

Problemas de infraestrutura vão atrasar 5G
Unsplash/Jakub Pabis

Problemas de infraestrutura vão atrasar 5G

Na próxima terça-feira (16), as cidades de Curitiba (PR), Goiânia (GO) e Salvador (BA) vão receber o 5G . Depois delas, as próximas capitais a terem a liberação da faixa referente à quinta geração de internet são Florianópolis (SC), Palmas (TO), Rio de Janeiro (RJ) e Vitória (ES). Já o prazo para as demais capitais foi prorrogado em 60 dias.

A decisão foi tomada nesta sexta feira (12) pelo Gaispi, grupo da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) responsável pela implantação do 5G no Brasil.

Florianópolis, Palmas, Rio de Janeiro e Vitória devem receber o 5G até o dia 29 de agosto. As demais capitais, porém, poderão receber a rede até o dia 28 de outubro.

O prazo foi prorrogado pelo Gaispi nesta sexta por motivos técnicos. Antes, todas as capitais brasileiras deveriam ter a faixa do 5G liberada até o final de agosto, ou seja, a prorrogação foi de 60 dias. O prazo para implementação comercial, que era no fim de setembro, saltou para 27 de novembro.

Veja Também:  Twitter vence '1º round' contra Musk e julgamento fica para outubro

Segundo a Anatel, a prorrogação aconteceu para permitir a conclusão das ações de desocupação da faixa e mitigação de eventuais interferências na recepção das estações do Serviço Fixo por Satélite. Se as questões de infraestrutura forem resolvidas antes do prazo, as cidades podem ter o 5G liberado antes.

Fonte: IG TECNOLOGIA

Comentários Facebook
Continue lendo

Tecnologia

Facebook e Instagram rastreiam usuários quando eles clicam em links

Publicados

em

Meta rastreia usuários
Unsplash/Dima Solomin

Meta rastreia usuários

O navegador próprio do Instagram e do Facebook consegue rastrear dados completos dos usuários, de acordo com uma análise do pesquisador Felix Krause.

Quando um usuário clica em qualquer link no aplicativo do Instagram ou do Facebook, ele não é redirecionado para outros navegadores, como o Safari ou o Google Chrome, mas permanece em um navegador interno à rede social em questão. É justamente nessa página que a Meta consegue rastrear dados dos usuários.

“O aplicativo do Instagram injeta seu código de rastreamento em todos os sites exibidos, inclusive ao clicar em anúncios, permitindo que eles monitorem todas as interações do usuário, como todos os botões e links tocados, seleções de texto, capturas de tela, bem como quaisquer entradas de formulário, como senhas , endereços e números de cartão de crédito”, afirma Krause. Sua análise foi feita nos aplicativos para iOS.

Ao The Guardian, a Meta admitiu que usa o código para rastrear usuários, mas disse que não viola as regras da App Store de segurança dos usuários e que dados como senhas e números de cartão só são salvos se o usuário optar pelo preenchimento automático.

Krause defende que a Meta não conseguiria ter esse nível de rastreamento dos usuários se os sites fossem acessados em outros navegadores. Segundo ele, em outros navegadores, a empresa não conseguiria adicionar o rastreador em qualquer site seguro. Já na própria plataforma, a ferramenta “funciona para qualquer site, independentemente de estar criptografado ou não”.

O pesquisador sugere que Instagram e Facebook ofereçam aos usuários a opção de abrir links nos navegadores de sua preferência.

Fonte: IG TECNOLOGIA

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA A GESTÃO AZENILDA PEREIRA SERÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana