conecte-se conosco


Mato Grosso

Governo de MT anuncia novas medidas restritivas para frear Covid-19

Publicados

em

Governador Mauro Mendes assinou decreto após reunião com instituições e prefeitos

Lucas Rodrigues | Secom-MT

O decreto foi assinado pelo governador Mauro Mendes nesta segunda-feira (01.03), após reunião com os Poderes, instituições e prefeitos dos 141 municípios – Foto por: Mayke Toscano

O decreto foi assinado pelo governador Mauro Mendes nesta segunda-feira (01.03), após reunião com os Poderes, instituições e prefeitos dos 141 municípios

O Governo de Mato Grosso anunciou novas medidas restritivas que visam frear o contágio da covid-19 no estado,  a exemplo de restrição de horários para atividades econômicas e toque de recolher após às 21h (veja todas as normas ao final da matéria). 

O decreto foi assinado pelo governador Mauro Mendes nesta segunda-feira (01.03), após reunião com os Poderes, instituições e prefeitos dos 141 municípios, e passa a valer a partir de terça-feira (02.03).

As medidas são impositivas para todo o estado e valem para os próximos 15 dias. As regras podem ser prorrogadas, endurecidas ou flexibilizadas, conforme o resultado obtido. 

“Temos acompanhado o crescimento da pandemia de perto e o estrangulamento das UTIs. Por isso, somente em janeiro e fevereiro deste ano e agora no início de março, já abrimos 90 novos leitos de UTI para reforçar a nossa estrutura. Somos o estado que mais testa no Centro-Oeste por 100 mil habitantes. Distribuímos as vacinas e estamos tentando comprar de forma direta. O Governo está fazendo tudo o que pode, mas precisamos da ajuda da população para diminuir a circulação do vírus e essas internações”, afirmou o governador. 

O presidente do Tribunal de Contas do Estado, Guilherme Maluf, apoiou as novas medidas e ressaltou a importância dos investimentos do Estado no atendimento precoce. 

“O atendimento do Centro de Triagem na Arena Pantanal tem ajudado muito a diagnosticar a doença e evitar o pior. E essas medidas são muito necessárias e concordo plenamente com elas. São medidas justificadas em função da realidade que temos hoje”, ressaltou. 

Neurilan Fraga, presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM), também declarou apoio ao novo decreto. 

“Se não tivermos essas medidas, teremos um caos igual ocorreu no Amazonas. Precisamos muito que essas medidas sejam implementadas. Esperamos que daqui a duas semanas a situação esteja melhor”, opinou. 

Para o chefe do Ministerio Público Estadual (MPE), a aplicação de multas às empresas que desrespeitarem as normas é uma forma pedagógica de efetivar as restrições. 

“Temos acompanhado todos os dias esse casos de aglomerações. Se o estabelecimento estiver fechado no horário restrito, as pessoas não terão como aglomerar no local. Agora, se descumprirem, é importante que sejam responsabilizados”, destacou.

Confira as novas medidas: 

– De segunda à sexta, proibição de todas as atividades econômicas das 19h às 5h. Aos sábados, a proibição será após o meio-dia. Nos domingos, nenhuma atividade será permitida. A exceção fica por conta das farmácias, serviços de saúde, funerárias, postos de gasolina (exceto conveniências) e indústrias. 

– Nos horários permitidos, as atividades econômicas deverão respeitar as medidas de segurança, como o uso de máscara, distanciamento e limitação de 50% da capacidade máxima do local. 

– Os serviços de entrega por delivery seguem autorizados até às 22h. 

– O transporte coletivo e congêneres (Uber, 99, etc) podem funcionar normalmente. 

– Toque de recolher a partir das 21h até às 5h, com proibição de circulação. 

– Projeto de lei que prevê multa a pessoas físicas e às empresas que descumprirem as normas, bem como notificação à Polícia Civil e Ministério Público. 

– Nos órgãos públicos estaduais, fica suspenso o atendimento presencial em todas as secretarias e órgãos do governo, com exceção das unidades finalísticas. Quanto a jornada de trabalho, cada secretaria/autarquia vai disciplinar medidas para redução do fluxo de pessoas.

Mayke Toscano

 

Veja Também:  A partir de hoje, comércio de Campo Novo do Parecis para por 15 dias
Secretaria Adjunta de Comunicação (Secom)

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres – MT 

Comentários Facebook
Propaganda

Mato Grosso

Aulas na modalidade híbrida serão retomadas dia 3 de agosto; veja como funcionará

Publicados

em


As aulas na rede estadual de ensino de Mato Grosso serão retomadas, na modalidade híbrida, no dia 3 de agosto de 2021, após investimentos de mais de R$ 170 milhões em biossegurança e infraestrutura física, na área pedagógica e tecnológica. Todas as unidades possuem plano de contingência contra a Covid-19, receberam as orientações sobre a nova forma de funcionamento e todas as medidas que precisam ser adotadas em casos suspeitos ou confirmados do novo coronavírus.

A primeira semana será de acolhimento aos profissionais e estudantes. Nos dias 2 e 3 de agosto a Seduc realiza lives inaugurais de volta às aulas na modalidade híbrida, voltadas a todos os servidores.

O acolhimento aos estudantes começa na quarta-feira (04.08), em revezamento elaborado por cada unidade escolar. Na primeira semana, os alunos serão recebidos em dias alternados. Eles foram divididos em Grupo A e Grupo B. A divisão foi feita por cada unidade escolar, responsável pela comunicação aos pais.

No dia 04 de agosto vão para as escolas os estudantes do Grupo A. No dia 05 será a vez dos estudantes do Grupo B. Esses dois dias serão fundamentais para que os estudantes conheçam como as escolas vão funcionar.

A partir do dia 10 de agosto começa o revezamento semanal.  Desta forma, do dia 10 ao dia 14 de agosto estarão de forma presencial os integrantes do Grupo A. Na semana seguinte, dos dias 17 a 21, será a vez dos estudantes do Grupo B. E assim consecutivamente.

Veja Também:  Suspeito de envolvimento em roubo a casa de parlamentar é trazido do Acre para MT

Na semana que o estudante não estiver em atividade presencial, terá estudo dirigido. É importante ressaltar que pais e responsáveis poderão visitar as escolas e tirar dúvidas. Para isso, é necessário fazer agendamento com a direção da unidade escolar para evitar aglomerações.

Organização das salas de aula

Dentro da sala de aula é obrigatório manter o distanciamento social de 1,5 metro e usar a máscara de proteção facial. As carteiras e mesas estarão organizadas em uma mesma direção.

Exceções

Caso o responsável pelo estudante decida mantê-lo em atividade 100% remota, deverá assinar um termo de responsabilidade, se comprometendo a retirar e devolver as atividades no período estipulado pela escola; acompanhar a rotina de estudos; apoiar e incentivar o estudante na realização das avaliações; incentivar a participação nos simulados, para estudante matriculado no ensino médio; incentivar a participação no concurso de redação, para estudante matriculado no 3º ano do ensino médio. Em caso de atividades que o estudante não consiga desenvolver, deverá ser registrada por este uma observação para o professor.

Quanto aos estudantes com comorbidades, a orientação é que continuem em atividades 100% remotas neste primeiro momento, mas a participação presencial poderá ocorrer desde que o responsável assine um termo de autorização na unidade escolar.

Veja Também:  Prefeitura de Campo Novo do Parecis convoca aprovados em concurso público

Estudantes atendidos exclusivamente de forma remota terão sua presença computada, considerando: 25% da frequência, ao retirar as atividades e 75% da frequência, ao devolver as atividades.

Áreas comuns

Considerando que os grupos estarão com um número menor de estudantes por sala de aula, também poderão ser utilizados outros espaços, como quadras poliesportivas, pátios e/ou áreas de lazer, de modo que as medidas de biossegurança sejam respeitadas.

As equipes gestoras foram orientadas a planejar momentos de intervalo e lanche diferentes, com áreas de circulação demarcadas, para facilitar a limpeza.

Lives

Na segunda-feira (02/08), será realizada a primeira aula inaugural do retorno das aulas na modalidade híbrida. Será às 9h, na Igreja Batista Nacional (IBN), bairro Cristo Rei.

A live terá palestras com Cláudia Costin – “Recuperação da Aprendizagem Pós-Pandemia” – e Camila Cury – “O acolhimento socioemocional no retorno das atividades presenciais”.

Ela será transmitida ao vivo, pelo canal da Seduc no YouTube.

Na terça-feira (03/08), a live será realizada no Anfiteatro Zulmira Paes de Barros, na Assembleia Legislativa, a partir das 8h30, e poderá ser acompanhada pela internet.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Governo publica licitação para concluir pavimentação entre os distritos de Mimoso e São Lourenço de Fátima

Publicados

em


O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), publicou a licitação para contratação de empresa de engenharia para execução dos serviços de pavimentação e restauração das rodovias MT-270/040/456, nos municípios de Santo Antônio do Leverger e Juscimeira, região sudeste de Mato Grosso.

A obra vai concluir a ligação dos distritos de Mimoso, em Santo Antônio do Leverger, e São Lourenço de Fátima, em Juscimeira, por via pavimentada. Esse trecho, conhecido popularmente como Estrada Verde, se tornará uma nova rota entre Cuiabá e Rondonópolis, passando pelo Pantanal mato-grossense.

De acordo com o edital de licitação, serão pavimentados e restaurados 38,1 quilômetros em dois trechos das rodovias. O primeiro deles vai do entroncamento da MT-040/140 até o Distrito de Fátima de São Lourenço. O segundo trecho vai do Distrito de Mimoso até a ponte do Rio Mutum. Ao todo, estão estimados investimentos da ordem de R$ 23,5 milhões.

Conforme o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, essa pavimentação é um complemento das obras já executadas pelo Governo na Estrada Verde, como a pavimentação de 20,3 quilômetros da MT-270/040, no trecho entre a MT-140 até o entroncamento da MT-456, em Mimoso, além das pontes de concreto sobre o córrego Aguassu e o Riacho Curicacá.

Veja Também:  Médica Tangaraense orienta pacientes a não omitirem sintomas durante triagem em hospitais e postos de saúde

Ainda segundo o secretário, a pavimentação da Estrada Verde vai proporcionar o fortalecimento do turismo e da economia da região, além da melhoria da logística, principalmente, porque vai permitir o tráfego partindo de Cuiabá até as cidades de Rondonópolis e Juscimeira por outra rota que não a rodovia federal BR-364.

Com isso, torna-se uma alternativa para os veículos pequenos que precisam trafegar no caminho entre a Capital e a região Sul do Estado sem a necessidade passar pela Serra de São Vicente, por onde é escoada grande parte da safra agrícola de Mato Grosso. 

“A Estrada Verde se consolidará como uma rota turística, pois esse caminho dá para chegar até Rondonópolis e Juscimeira, passando pelo Pantanal. Essa pavimentação é um pedido muito antigo das comunidades que ali vivem e é um grande ganho para a região, que  terá a economia e o turismo fortalecidos”, afirmou o secretário.

A licitação para a contratação das obras de pavimentação será na modalidade Regime Diferenciado de Contratação (RDC), do tipo menor preço. A sessão pública de abertura das propostas será realizada no dia 12 de agosto, às 9h, na sala de reuniões da própria Sinfra. A licitação também é transmitida em tempo real pelo canal do Youtube da Sinfra.

Veja Também:  Tramitação Processual: Vara da Saúde registra melhor tempo médio do Estado

Tanto o projeto executivo, quanto demais documentações complementares, assim como o edital, encontram-se disponíveis no site da Sinfra para consulta. Eventuais esclarecimentos de dúvidas quanto ao edital poderão ser solicitados, preferencialmente, via e-mail [email protected], até cinco dias anteriores à sessão pública.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

"2021" QUAIS SÃO AS SUAS EXPECTATIVAS PARA ESTE ANO QUE SE INICIA

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana