conecte-se conosco


Agronegócio

Grupo Origem Premium investe na pecuária de precisão para elevar a produtividade

Publicados

em


Com um produto competitivo à disposição, você pode elevar a produtividade e assegurar bons resultados! Ter informações precisas para tomar decisões, vender e comprar animais de forma eficiente e ainda, aumentar a lucratividade do negócio, esse é o propósito do Grupo Origem Premium que investe na pecuária de precisão para elevar a produtividade.

Os animais de Raça Araguaia possuem genética exclusiva, desenvolvida por meio da tecnologia de reprodução, melhoramento genético e rigorosa seleção a campo.

Diminuir os custos operacionais é possível adotando práticas capazes de otimizar toda a linha produtiva de sua propriedade. Ao estabelecer um controle maior sobre o que produz a Origem Premium o ajuda a identificar gargalos operacionais para prospectar novos negócios no mercado pecuário, sendo o ganho de produtividade um dos benefícios notáveis para os criadores da Raça Araguaia.

A Raça Araguaia possui características específicas de precocidade, produtividade, qualidade, adaptação e rusticidade.

Na Fazenda Santa Rita, em Torixoréu, no Mato Grosso, o criador e um dos fundadores da Origem Premium, Raul Almeida Moraes Neto, aposta na tecnologia e em técnicas de gestão empresarial, por meio de um protocolo que determina o uso de pastagens de qualidade, o bem-estar animal e o controle sanitário, eficiência na produção pecuária que contribui para a sustentabilidade e torna o processo mais eficiente, ao produzir mais alimento em harmonia com o meio ambiente.

“Na nova configuração produtiva, produzir e conservar são ações correlatas e sinérgicas. Para produzir mais eu tenho que investir em aumento da oferta de alimento, principalmente pastagens, o crescimento das pastagens retira o CO2 da atmosfera para compor os seus tecidos, protege o solo contra a insolação direta, cria um micro ambiente favorável as bactérias do solo, que por sua vez, também, contribuem para a melhoria atmosférica e do meio ambiente. A produtividade na pecuária está muito correlacionada ao encurtamento do ciclo produtivo do animal, esse encurtamento mitiga (diminui) as emissões dos gases do efeito estufa. Os gases produzidos são capturados pelo ambiente produtivo, através do crescimento vegetativo das pastagens e das reservas florestais que compõem a fazenda”.

Com informações precisas à disposição, o Grupo Origem Premium viabiliza a tomada de decisão fundamentada em análise de dados e estudos freqüentes, que resultam no desenvolvimento da pecuária bovina de corte e contribuem para fortalecimento da economia nacional, permitindo à atividade, se consolidar no mercado internacional pela competitividade, a partir dos índices crescentes de produtividade e qualidade.

A precocidade reprodutiva e produtiva dá mais peso na desmama, torna os animais férteis em bem menos tempo e também encurta o ciclo de recria e engorda do gado.

A pecuária de precisão tem se apresentado como um avanço no campo. O grupo adota um modelo de gestão com metas de produtividade e redução de custos, para garantir bons negócios ao setor e ao gestor. Com o mercado interno enfrentando o aumento nos preços de insumos, associada à redução do preço de comercialização, somado, ao cenário do mercado externo, que apresenta recordes quanto à exportação de carne bovina, é necessário investir em modernas técnicas de manejo, mensuração de desempenho e redução dos custos de produção. Desse modo, o Grupo Origem Premium pode melhorar o processo de gestão e auxiliar na maximização dos recursos e na continuidade de seu negócio, destaca o médico veterinário e sócio-diretor da empresa, Alexander Estermann.

“O grande papel da Origem Premium está na revisão dos processos de produção, no encurtamento dos elos da cadeia produtiva, e no aumento da eficiência, através da eliminação do desperdícios ao longo dessa cadeia. Buscamos este encurtamento em seus diversos aspectos, enxugando esse modelo de produção para reduzir custos, e assim, mantermos a competitividade, inclusive, em momentos adversos como esse que enfrentamos agora. Esse é um momento complexo do mercado, vivenciamos uma crise provocada pela incerteza da economia, pelas questões climáticas, pela alta da matéria prima, passamos por uma inflexão da curva na oferta de animais, sendo um momento muito delicado, e uma perda do poder aquisitivo muito grande por parte do consumidor, tanto do mercado interno, quanto externo. Nesse processo, a Origem Premium, faz uma participação ativa em melhorar a eficiência, trazendo segurança para quem produz, considerando as fases de produção, que envolve o produtor rural, o processo de industrialização relacionado a o abate e a desossa, além do posicionamento e o processo de distribuição do produto até o ponto de venda, para chegar ao nível de atendimento do consumidor final”.

Macia & Saborosa, Saudável & Sustentável. Essa é a nossa carne!!!

Em plena ascensão, devido aos investimentos na genética do rebanho, melhores pastos, novas tecnologias, técnicas de manejo e sanidade animal, a pecuária brasileira cresceu e se estabeleceu entre os maiores produtores e exportadores de carne bovina do mundo. Dentre as conseqüências, houve o aumento da concorrência e expectativa do mercado consumidor por carne de melhor qualidade e menor preço. Neste cenário, cada vez mais competitivo e dinâmico, aposte no conceito da pecuária de precisão e garanta a gestão ambiental de seu empreendimento rural. O protocolo Origem Premium pode se tornar um guia vantajoso para a eficácia de seu negócio. Invista em genética, busque o Programa Origem Premium. Para saber mais, entre em contato pelo e-mail: [email protected]

Veja Também:  TOMATE/CEPEA: Preços têm ligeira queda, mas seguem em patamar elevado

Comentários Facebook
Propaganda

Agronegócio

ETANOL/CEPEA: Quantidade de hidratado vendida em nov/21 é a menor para o mês desde 2003

Publicados

em


Cepea, 7/12/2021 – O volume de etanol hidratado negociado por usinas do estado de São Paulo em novembro foi o menor para o período desde 2003, segundo dados do Cepea. Isso é resultado da sequência de poucos negócios ao longo do mês e que envolveram quase sempre pequenas quantidades. De acordo com colaboradores do Cepea, as menores vendas de etanol hidratado na ponta varejista estão atreladas à baixa competitividade do preço do biocombustível em relação à gasolina. Na parcial da atual safra 2021/22 (de abril a novembro/21), o Indicador CEPEA/ESALQ mensal do hidratado registra média de R$ 3,1582/litro, bem acima dos R$ 2,2170/litro em igual período de 2020 – alta real de 42,5%. No caso do anidro, a média do Indicador CEPEA/ESALQ está em R$ 3,5588/litro na parcial desta safra, 46,3% superior à do mesmo período da temporada anterior, em termos reais (os valores foram deflacionados pelo IGP-M de nov/21). Especificamente na média das semanas cheias de novembro, o Indicador CEPEA/ESALQ do hidratado fechou a R$ 3,7233/litro, avanço de 5,27% na comparação com a média das semanas de outubro. No mesmo comparativo, o Indicador CEPEA/ESALQ do anidro, considerando-se somente o mercado spot, teve média de R$ 4,3570/litro em novembro, elevação de 7,69% sobre a do mês anterior. Fonte: Cepea (www.cepea.esalq.usp.br)

Veja Também:  Sistema Diamantino: produtores já testam a novidade
Fonte: CEPEA

Comentários Facebook
Continue lendo

Agronegócio

TRIGO/CEPEA: Com queda externa e fim do ano se aproximando, liquidez é baixa no BR

Publicados

em


Cepea, 7/12/2021 – As negociações envolvendo trigo já começam a se enfraquecer no mercado interno, principalmente devido à proximidade das festas de fim de ano, quando geralmente muitas indústrias nacionais entram em recesso ou diminuem o ritmo das atividades. Além disso, de acordo com colaboradores do Cepea, as fortes desvalorizações internacionais do cereal também afastaram parte dos agentes do mercado. No geral, a disponibilidade de trigo é satisfatória no Brasil, tendo em vista a finalização da colheita e os bons volumes importados. Quanto aos preços do cereal, ainda têm suporte da paridade de importação e do dólar. Fonte: Cepea (www.cepea.esalq.usp.br)

Fonte: CEPEA

Comentários Facebook
Veja Também:  LEITE: Fugindo da tendência sazonal, preços ficam firmes no fim do ano
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA ATÉ O MOMENTO A GESTÃO DR. DIVINO PREFEITO DE BARRA DO BUGRES ESTÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana