conecte-se conosco


Carros e Motos

Honda New HR-V começa a ser vendido com preço a partir de R$ 142,5 mil

Publicados

em

Honda HR-V passa a ter nova plataforma e uma série de mudanças a partir da linha 2023
Divulgação

Honda HR-V passa a ter nova plataforma e uma série de mudanças a partir da linha 2023

Após o lançamento virtual do New HR-V, a Honda aproveita para anunciar o início da pré-venda do modelo, disponível nas versões EX Honda SENSING e EXL Honda SENSING. Já para as opções Advance e Touring, as vendas vão começar em outubro.

De acordo com a fabricante, para os 1.000 compradores aprovados na pré-venda, haverá a opção de três kits de acessórios que o cliente poderá escolher para ser instalado no seu novo carro.

O HR-V nas versões EX Honda SENSING e EXL Honda SENSING tem motor de quatro cilindros, de 1,5 litro 16V, de 126 cv (etanol ou gasolina) e torque máximo é de 15,8 kgfm a 4.600 rpm (etanol) e 15,5 kgfm a 4.600 rpm (gasolina). De acordo com o Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE), o consumo urbano é de 8,8/12,7 km/l (etanol/gasolina) e rodoviário de 9,8/13,9 km/l.

Veja Também:  Fiat mostra teaser do furgão Scudo, que será lançado no fim do mês

Já o HR-V nas opções Advance e Touring o motor é o inédito 1.5 DI VTEC turboflex  de 177 cv (etanol como gasolina), e o torque máximo de 24,5 kgfm de 1.750 a 4.500 rpm (etanol ou gasolina). O consumo na cidade de 7,9/11,3 km/l (etanol/gasolina) e, na estrada, de 8,8/12,6 km/l.

Na parte estética, a principal diferença é que nos modelos Advance e Touring, a grade é composta por múltiplos elementos conferindo a proposta mais esportiva do modelo enquanto que nas versões EX Honda SENSING e EXL Honda SENSING a grade tem filetes horizontais.

Ainda no conjunto frontal, os faróis full LED (de série em todas as versões), na Touring conta com acabamento cromado na moldura interna do bloco do facho alto, enquanto na EX Honda SENSING, EXL Honda SENSING e Advance, a moldura é preta.

Já na traseira, nada muda entre as opções, ou seja, todas têm lanternas fumê com LED nas luzes de posição e freio. Elas são unidas por uma barra horizontal de LED que também cumpre a função de luz de posição e, exclusivamente na Touring, tem acabamento fumê.

Veja Também:  Segunda geração da picape VW Amarok tem novas imagens reveladas

Quanto ao jogo de rodas , a Honda oferece  três desenhos , todas de alumínio e aro 17. As versões EX Honda SENSING e Touring têm, cada qual, rodas exclusivas, enquanto a EXL Honda SENSING e a Advance compartilham o terceiro modelo.

Internamente, o modelo ficou mais espaçoso, principalmente para quem viaja atrás, graças ao espaço longitudinal para as pernas que cresceu 35 mm. O sistema de bancos ULT que permite a acomodação de objetos e volumes também está presente na nova geração do HR-V.

Nos equipamentos, todas contam com tela da central multimídia de 8 polegadas e câmbio CVT – com aletas de trocas manuais atrás do volante) EXL Honda SENSING, Advance e Touring) – e abertura do porta-malas sem as mãos também disponível para a Touring.

Falando no porta-malas , outra curiosidade é o sistema que pode ser operado sem as mãos também na hora de retirar objetos grandes ou pesados. Antes de pegar a carga, o usuário aperta um botão na moldura inferior da tampa. Após ele retirar o objeto e se afastar do veículo, a tampa do porta-malas se fecha automaticamente.

Confira o preço de todas as versões do Honda New HR-V .

– EX Honda SENSING: R$ 142.500

– EXL Honda SENSING: R$ 149.900

– Advance: R$ 176.800

– Touring: R$ 184.500

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Propaganda

Carros e Motos

Nico Rosberg recebe seu carro elétrico de quase 2000 cv

Publicados

em

Rosberg ao lado do seu Rimac Nevera, capaz  de acelerar de 0 a 100 km/h em 2 s e atingir 412 km/h
Reprodução/Instagram

Rosberg ao lado do seu Rimac Nevera, capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em 2 s e atingir 412 km/h

Após sair da Fórmula 1 com o título da temporada 2016, Nico Rosberg se tornou defensor da mobilidade elétrica e investidor no setor, principalmente em competições.

Agora, o ex-campeão de F1 foi até a Croácia onde pôde receber o primeiro Rimac Nevera já produzido, e aproveitou para fazer um test-drive ao lado do fundador da fabricante, Mate Rimac.

O Nevera terá a produção limitada a 150 unidades, e com o preço na casa dos US$ 2.5 milhões (US$ 12,8 milhões), o de Rosberg conta com a assinatura do ex-piloto.

O novo hipercarro de Rosberg é equipado com um pacote de baterias de 120 kWh que entrega energia para quatro motores elétricos, posicionados em cada roda.

Veja Também:  Audi do Brasil anuncia Daniel Rojas como novo CEO

Somados, os motores entregam 1913 cv de potência e 240,65 kgfm de torque entregues de forma instantânea. O hipercarro croata é capaz atingir os 100 km/h em cerca de 2 segundos e a velocidade máxima é de 412 km/h.

O primeiro contato de Rosberg com sua nova aquisição foi com Mate Rimac no banco do passageiro, e não exploraram apenas a aceleração do modelo, e foram até estradas sinuosas da Croácia testar as capacidades de direção do carro.

Embora seja um carro pesado, de 2.150 kg, o Nevera impressiona Rosberg com o alto nível de aderência que o modelo apresenta ao fazer curvas.

O ex-campeão ainda aproveitou para brincar com o fundador da empresa, ao acionar o querer fazer drift em uma curva, e o executivo respondeu de forma assustada: “Claro, contanto que eu não esteja no carro. Você tem que se acostumar primeiro”.

Rosberg filmou seu contato com seu novo carro e o vídeo está disponível em inglês no canal do ex-piloto alemão no Youtube.

Veja Também:  Peugeot volta com o motor 1.0. Veja primeiras impressões do novo 208

Durante o vídeo, Rimac explica um artifício interessante do sistema de freio do Nevera. Quando o modelo é conduzido no “Modo Pista”, os sistemas do carro monitoram a temperatura dos freios regenerativos e dos freios mecânicos.

Dependendo da temperatura das baterias, o nível de regeneração é ajustado para priorizar o freio mecânico, ou caso os discos e pastilhas de freio esquentem, o freio regenerativo será usado com maior frequência.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

Carros e Motos

Harley-Davidson lança pintura Apex inspirada em versões de corrida

Publicados

em


Modelos da marca norte-americana podem vir com pintura preta com detalhes laranjas
Divulgação

Modelos da marca norte-americana podem vir com pintura preta com detalhes laranjas

A Harley-Davidson anunciou recentemente uma nova opção de cor para modelos Harley-Davidson Grand American Touring, inspirada na história de corrida da marca, em especial a lendária motocicleta de corrida Harley-Davidson XR750.

Chamada de ‘pintura personalizada Apex’, a opção mescla preto e laranja com um gráfico de tanque de combustível que imita a forma do tanque do XR750.

“A pintura personalizada de fábrica da Apex oferece aos pilotos a oportunidade de expressar a emoção da velocidade e da competição na carroceria de seu bagger”, disse Brad Richards, vice-presidente de design e diretor criativo.

Ainda segundo Richards o esquema de pintura comunica velocidade e impulso com linhas e cores inspiradas nas motocicletas de competição Harley-Davidson .

O trabalho para a nova edição especial será realizado nas unidades Harley-Davidson York Vehicle Assembly e Tomahawk Operations e dispoinibilizado globalmente em tiragem limitada, e algumas serão vendidas no mercado brasileiro.

Veja Também:  BMW M5 Touring pode voltar ao mercado um com motor plug-in Hybrid V8

No Brasil, a série Harley-Davidson Apex será oferecida para os modelos Road King Special , Street Glide Special, Road Glide Special, Road Glide Limited e Ultra Limited, com preços que variam entre R$ 145 mil e R$ 170 mil.

A pintura Apex está disponível nos seguintes modelos:

Modelo especial Road King

Modelo Street Glide Special (versões cromadas e pretas)

Modelo Ultra Limited (versões de acabamento cromado e preto)

Modelo Road Glide Limited (versões cromadas e pretas)

Modelo Road Glide Special (versões cromadas e pretas)

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA A GESTÃO AZENILDA PEREIRA SERÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana