conecte-se conosco


Mato Grosso

Hotéis venderam mais diárias no ano passado

Publicados

em

Os dados do boletim“Turismo em Números” mostram que o setor começa a se estabilizar depois do impacto do pós-copa e da crise econômica. Um dos exemplos está na taxa de ocupação dos hotéis em Cuiabá, que teve uma suave melhoria, representando um avanço em comparação aos dois anos anteriores quando houve redução. Em 2016, a média anual chegou a 53,99% e no ano seguinte, diminuiu para 52,26%. Já no ano passado, a porcentagem se recuperou e alcançou 55,13%.

Para Jefferson Preza, titular da secretaria-adjunta, em 2016 o cenário econômico não era favorável e os estabelecimento foram atingidos pela redução significativa da procura, o que resultou no fechamento de 6 empreendimentos de hospedagem, dos quais dois eram de grande porte. O fato se refletiu nos números de 2017.

Quem optou por reduzir além do sustentável, acabou amargando a falta de dinheiro para honrar com os custos e fechou as portas. Moreno lembra que apesar da queda da média anual, é bom analisar a diferença entre o segundo semestre de 2017 e 2018. Neste período, percebe-se uma leve recuperação monetária de R$182,14 para R$ 184,27. A expectativa é que esta recomposição dos valores continue no fechamento do primeiro semestre de 2019.

Mesmo com aperto de cintos, a empregabilidade conseguiu se manter, principalmente no segmento de alimentação, que segundo os últimos dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), relativos a 2017, empregava 16.786 pessoas. Um número positivo se for levado em consideração que no ano anterior foram 16.088 postos de trabalho. Em segundo lugar no rol de maiores empregadores está o setor de hospedagem, que tem 6.564 funcionários.

Veja Também:  Férias no Museu oferece oficinas para crianças durante o mês de julho

Mais embarques 

O Aeroporto Marechal Rondon teve um aumento no número de embarques em mais de 49 mil passageiros no ano 2018, o que corresponde a 3,3% positivo em comparação à 2017. Em relação aos desembarques, foram 98.934 passageiros a mais que no ano anterior, aumento de 7%. No fluxo total no aeroporto, houve um aumento de 5,15% entre os dois anos

Turismo em números

O secretário-adjunto de Turismo explica que os números são essenciais para as melhorias no setor, bem como a elaboração de políticas públicas para o fomento das atividades. Ele argumenta que atualmente o trabalho ainda é acanhado porque precisa de investimentos. A proposta é transformar o “Turismo em Números” em um observatório do Turismo, estrutura que é disponível em vários estados.

No observatório, haveria uma equipe para copilar os dados vindos de diversas fontes e a partir daí, elaborar estatística e ofertar conhecimento em forma de indicadores para subsidiar quem atua em atividades relacionadas ao setor. Sendo assim, funcionaria como uma espécie de núcleo de inteligência e pesquisa. “O projeto está incluso no nosso programa de trabalho e por enquanto, ainda aguardamos a liberação de recursos para colocar em prática”.

Atualmente, as estatísticas ficam por conta do analista de Desenvolvimento Econômico e Social Leandro Carvalho de Lima. A base de dados são pesquisas nacionais e informações encaminhadas pela rede hoteleira e órgãos públicos. Lima esclarece que mesmo com todas as limitações, tenta sempre agregar novidades ao trabalho em cada uma das edições, que são semestrais e começaram a ser publicadas em 2015.

Veja Também:  Vereador Bruno Rios é eleito à presidência da UCMMAT

Visita a unidades de conservação

No último semestre, foram incluídos os números de visitantes em Chapada dos Guimarães. O dado é do Instituto de Conservação e Biodiversidade Chico Mendes (ICMbio), que fornece ao governo por meio de parceria. Ao todo, foram 179.709 visitantes no ano passado, sendo que o atrativo mais procurado foi o Véu de Noiva (179.709), seguido da Cachoeirinha e Cachoeira dos Namorados (33.869). Em 2017 e 2016, foram 170.884  e 158.365 turistas respectivamente.

Outra inovação, é a inserção dos dados do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN) de Cuiabá. O quadro mostra os valores tributáveis e os impostos pagos pelo setor de hospedagem. Ao todo foram comercializados R$ 75 milhões. Deste montante, R$ 2 milhões foram arredados com impostos. Outros R$ 23 milhões foram empregados pelos turistas em agências de turismo, operadores turísticos e organizadores de excursões.

Serviço

Quem estiver interessado em ver os números na íntegra, bem como o retrospecto do trabalho, está disponível no site da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec): www.sedec.mt.gov.br (turismo) ou neste link. A Sedec está localizada na Avenida Getúlio Vargas, 1.077, bairro Goiabeiras, em Cuiabá. Contato ao telefone: (65) 3613-0036.

Comentários Facebook
Propaganda

Mato Grosso

MTI passa por desinfecção biológica nesta sexta-feira (23.07)

Publicados

em


A Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI) receberá os serviços de sanitização e desinfecção, na tarde desta sexta-feira (23.07). Por conta disso, no período vespertino a unidade não contará com atividades presenciais e o expediente será realizado por meio de teletrabalho.

A sanitização e desinfecção será realizada em todos os setores da empresa, excetuando o Data Center que conta com uma escala de serviço diferenciada. O serviço já foi realizado em outras ocasiões e faz parte de uma série de medidas preventivas em virtude da pandemia do coronavírus (Covid-19).

Os colaboradores da empresa deverão deixar a sede até as 14h para evitar qualquer tipo de risco de contaminação. As atividades do período vespertino deverão ser realizadas por meio de teletrabalho e reportadas diretamente aos gestores de cada Unidade.

A medida visa garantir a manutenção das medidas sanitárias preventivas à disseminação da Covid-19, protegendo os empregados públicos que estão atuando em escala de revezamento e, consequentemente, a população que frequenta a empresa.

O serviço tem sido realizado por meio de técnicas de nebulização, atomização ou termonebulização e inclui paredes, tetos, pisos e mobiliários, conforme orientações do Ministério da Saúde.

Veja Também:  Caminhão atropela ciclista em Rosário Oeste
Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

TCE-MT lança oficialmente Busca Ativa Escolar em live

Publicados

em


Combater a evasão escolar e traçar um panorama do abandono das salas de aula. Esta é a função da Busca Ativa Escolar. Por meio da plataforma, criada pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), o Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT) criou uma nota técnica que norteará as estratégias de resgate e inclusão de milhares de estudantes no estado. A iniciativa será oficialmente lançada às 9h desta quarta-feira (21).

Em evento online, promovido pela Escola Superior de Contas, serão apresentadas medidas para estimular ações para melhoria dos indicadores de acesso e de permanência de crianças e adolescentes nas salas de aula. A proposta é que, até setembro, todos os municípios de Mato Grosso estejam inscritos na Busca Ativa Escolar. Hoje, a adesão não chega a 20%.

Além de representantes do TCE-MT e da Unicef, participarão da live membros do Instituto Rui Barbosa (IRB), da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), da Associação Mato-Grossense dos Municípios (AMM) e da Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon). O encontro, em formato híbrido, será transmitido pelo Canal do TCE-MT no YouTube.

Veja Também:  São seis casos confirmados de Covid-19 em Nova Olímpia
Divulgação TCE-MT

A ação conta com o suporte do conselheiro Antonio Joaquim, relator das contas anuais de gestão da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), e é coordenada pela Secretaria de Controle Externo (Secex) de Educação e Segurança, com apoio Secretaria de Articulação Institucional e Desenvolvimento da Cidadania (SAI) e da Escola Superior de Contas.

Vale destacar que, a informação técnica que serviu como subsídio para ação, tem como base as boas práticas adotadas no desenvolvimento da proposta no Tribunal de Contas de Rondônia (TCE-RO) e no Ministério Público Estadual de Rondônia (MPE-RO).

Com a aprovação da nota, na última semana, iniciam-se três frentes de ação: a primeira contempla ações de mobilização inicial e de engajamento; a segunda incluiu ações de controle para monitorar as estratégias e a terceira frente diz respeito à realização contínua de capacitações, visando direcionar a administração pública à melhora de sua capacidade técnica e financeira em prol da busca ativa escolar.

Busca Ativa Escolar

A Busca Ativa Escolar disponibiliza dados sobre a exclusão e o abandono escolares no Brasil, nas cinco regiões, nos estados e nos municípios. Fornece, ainda, dados sobre situação de adesão e de implementação da estratégia em todo o país. A intenção é apoiar os governos na identificação, registro, controle e acompanhamento de crianças e adolescentes que estão fora da escola ou em risco de evasão.

Veja Também:  UTI Aérea do Estado de Mato Grosso já está em atividade

Nesta cadeia, cada secretaria e profissional tem um papel específico e todo o processo é acompanhado pela ferramenta tecnológica, que funciona como um grande banco de dados que facilita a comunicação entre as áreas, armazena dados importantes sobre cada caso acompanhado e apoia na gestão das informações sobre a situação da criança e do adolescente no município e/ou estado.

A ferramenta foi desenvolvida pelo Unicef, em parceria com a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e com apoio do Colegiado Nacional de Gestores Municipais de Assistência Social (Congemas) e do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems).

André Garcia Santana
Secretaria de Comunicação/TCE-MT
E-mail: [email protected]
Flickr: clique aqui

Fonte: TCE MT

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

"2021" QUAIS SÃO AS SUAS EXPECTATIVAS PARA ESTE ANO QUE SE INICIA

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana