conecte-se conosco


Saúde

Idosos de Paquetá receberão dose de reforço até o fim deste mês

Publicados

em


Idosos da Ilha de Paquetá, no Rio de Janeiro, vão receber ainda em agosto uma terceira dose de vacinas contra covid-19 como reforço da imunização. A iniciativa foi informada hoje (16) pelo secretário municipal de Saúde do Rio, Daniel Soranz, ao afirmar que as doses serão aplicadas como parte do estudo realizado em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz.

O projeto de vacinação em massa no bairro insular alcançou 96% de adesão na primeira dose e 85% na segunda, aplicada ontem (15). Pesquisadores também realizam monitoramento sorológico nos voluntários do estudo, que acompanha também pessoas que não podem ser vacinadas, como as crianças.

A pesquisa pretende conferir o impacto da imunização em massa na circulação do vírus e na formação de uma proteção coletiva contra a doença, que beneficia também quem não pode se vacinar. Com a aplicação da terceira dose em idosos, passará a fazer parte do estudo a observação dos efeitos da vacinação heteróloga, quando são aplicadas doses de vacinas diferentes contra uma mesma doença.

Veja Também:  Sexta-feira (19): Mato Grosso registra 8.725 casos e 322 óbitos por Covid-19

“Essa vacinação em Paquetá com a terceira dose vai poder mostrar como funciona a segurança da vacina heteróloga na terceira dose e também vai poder mostrar como acontece a produção de anticorpos dessa vacinação nessa população”, disse o secretário de saúde da capital fluminense.

Segundo Soranz, os idosos de Paquetá serão divididos em dois grupos e receberão doses das vacinas AstraZeneca e Pfizer. Ele afirma que é provável que a vacinação de idosos com a terceira dose se estenda a toda a cidade, e considerou importante que tanto o município quanto o Ministério da Saúde se prepararem para essa possibilidade.

“É muito importante planejar essa aplicação, porque, se ela for necessária, a gente precisa ter vacina para continuar o calendário.

Edição: Valéria Aguiar

Fonte: EBC Saúde

Comentários Facebook
Propaganda

Saúde

Covid-19: DF começa a aplicar reforço em pessoas com 85 anos ou mais

Publicados

em


O Distrito Federal (DF) começa, nesta quarta-feira (22), a aplicar a dose de reforço da vacina contra a covid-19 em pessoas com 85 anos ou mais. Até então, estavam sendo imunizados os idosos em instituições de longa permanência.

O reforço envolve a terceira dose para as vacinas Oxford/AstraZeneca, CoronaVac e Pfizer e a segunda dose para quem recebeu a Janssen. Para recebê-la é preciso ter tomado a última dose há pelo menos seis meses.

Foram reservados 33 pontos de vacinação específicos para esse público, com opções de acesso a pé ou pelo sistema drive-thru. Parte dos pontos funciona durante o dia, das 9h às 17h. Em duas regiões administrativas, Ceilândia e Brazlândia, há postos noturnos, abertos até as 22h.

Os locais podem ser consultados no site da Secretaria de Saúde do DF.

Imunossuprimidos

Começa também hoje o agendamento para o recebimento da dose de reforço em imunossuprimidos. A aplicação está prevista para começar na próxima segunda-feira (27).

Estão enquadrados nesse grupo quem atende aos requisitos definidos pelo Ministério da Saúde, como transplantados, pacientes que fazem quimioterapia para HIV e pessoas em tratamentos que alteram o sistema imunológico.

Veja Também:  Quase 1/3 dos pacientes com covid-19 já foram curados em MT

O conjunto das situações que configuram a condição de imunossuprimido está descrito no site da Secretaria de Saúde. O agendamento também será feito pela página do órgão.

Edição: Graça Adjuto

Fonte: EBC Saúde

Comentários Facebook
Continue lendo

Saúde

Covid-19: casos no país diminuem após ajuste de dados em estados

Publicados

em


O balanço diário de casos de covid-19 do Ministério da Saúde apontou 573 diagnósticos a menos confirmados que os dados divulgados ontem. Com isso, o número de pessoas infectadas desde o início da pandemia ficou em 21.247.094, enquanto ontem foram contabilizados 21.247.667. Isso porque o Ceará corrigiu a base de dados do estado e reduziu 12.028 casos, o que resultou em uma diminuição do total de novos casos comunicados. 

De acordo com a pasta, em 24 horas, foram registrados 11.455 novos casos no país.

Há ainda 405.456 casos em acompanhamento. O nome é dado ao número de casos ativos de pessoas que tiveram o diagnóstico confirmado e estão sendo atendidas por equipes de saúde ou se recuperando em casa.

Boletim Covid-19 21-09-2021 Boletim Covid-19 21-09-2021

Boletim Covid-19 21-09-2021 – Ministério da Saúde

A consolidação das mortes não sofreu variações negativas. Em 24 horas, foram registrados 485 novos óbitos. Com isso, o total de pessoas que não resistiram à doença chegou a 591.440. 

O número de pessoas que se recuperaram da covid-19 subiu para 20.250.198, o que corresponde a 95,2% das pessoas infectadas no Brasil desde o início da pandemia.

Estados

No topo do ranking de mortes por estado estão São Paulo (148.295), Rio de Janeiro (64.918, registradas até ontem), Minas Gerais (54.095), Paraná (38.556) e Rio Grande do Sul (34.617). Na parte de baixo da lista estão Acre (1.835), Amapá (1.972), Roraima (1.987), Tocantins (3.747) e Sergipe (6.177). 

Vacinação

De acordo com a última atualização do Ministério da Saúde, 223,4 milhões de doses da vacina contra a covid-19 foram aplicadas, sendo 142,2 milhões da primeira dose e 81,2 milhões da segunda ou dose única dose. Em 24 horas, foram aplicadas 751,4 mil doses. 

Ainda conforme o painel de vacinação, foram distribuídos 287,9 milhões de doses, sendo 264,7 milhões de doses entregues e 23,2 milhões em processo de distribuição.

Edição: Aline Leal

Fonte: EBC Saúde

Comentários Facebook
Veja Também:  Pfizer entrega mais de 1 milhão de doses de vacina ao Brasil
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA ATÉ O MOMENTO A GESTÃO DR. DIVINO PREFEITO DE BARRA DO BUGRES ESTÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana