conecte-se conosco


Tecnologia

Instagram Reels lança novo recurso de edição exclusivo no Brasil; saiba usar

Publicados

em


source
Instagram lança novo recurso
Unsplash/NeONBRAND

Instagram lança novo recurso

O Instagram começou a testar nesta quinta-feira (15) o modo Mix , que permite misturar até 10 faixas de áudio diferentes no Reels , exclusivamente no Brasil . Após ajustes, a nova função deve ser liberada para todos os usuários da plataforma no mundo.

Atualmente, é possível adicionar apenas um áudio da biblioteca de músicas do Instagram no Reels. Com o novo modo, até 10 faixas vão poder adicionadas em um único clipe. Além disso, as faixas podem ser misturadas e essa combinação usada por outros usuários. Os créditos das músicas e da combinação vão ser exibidos para quem estiver assistindo.

Você viu?

Veja como usar o modo Mix no Instagram

  1. Acesse a câmera e comece um Reels
  2. Toque na ferramenta de adicionar áudio e escolha sua primeira faixa
  3. Grave o primeiro trecho do vídeo
  4. Uma mensagem aparecerá informando que você pode adicionar uma nova faixa ao seu vídeo
  5. Toque na ferramenta áudio novamente e pressione “Adicionar faixa”
  6. Você pode selecionar qualquer música licenciada na Biblioteca de Músicas do Instagram ou áudio original da Biblioteca de Áudio
  7. Escolha a nova faixa e grave outro trecho do vídeo
  8. Repita e adicione mais faixas, sendo no máximo 10
  9. Depois de acabar, você também pode adicionar Voice Over e controlar o volume do áudio do Voice Over e do Mix separadamente
Veja Também:  Netflix deve disponibilizar games em 2022 e manter preço de assinatura

Lembrando que, além do modo Mix, o Instagram adiciona nessa semana um novo recurso de segurança , que visa ajudar os usuários da rede social a manterem suas contas seguras e longe da ação de invasores. Segundo a plataforma, a ferramenta irá ajudar “as pessoas cujas contas foram invadidas, orientando-as sobre as etapas necessárias para manter a segurança”.

A rede social também está atualizando suas configurações de suporte, facilitando o acompanhamento do status de solicitações, como denúncias e outros pedidos de ajuda. Mais detalhes em relação a violações de suas próprias publicações e orientações sobre como pedir reanálises nas decisões também serão inseridos na plataforma.

Comentários Facebook
Propaganda

Tecnologia

Scarlett Johansson processa Disney por lançar Viúva Negra no streaming

Publicados

em


source
Viúva Negra
Reprodução

Viúva Negra

A atriz Scarlett Johansson, protagonista do último filme da Marvel, Viúva Negra , entrou com uma ação nesta quinta-feira no Tribunal Superior de Los Angeles contra a Disney, alegando que seu contrato foi violado quando a companhia lançou o filme em seu serviço de streaming, o Disney+, no mesmo dia da estreia do longa-metragem no cinema. A informação foi divulgada pelo Wall Street Journal.

No processo, Scarlett Johansson alega que seu contrato com a Marvel Entertainment da Disney garantia um lançamento exclusivo no cinema, e que seu salário se baseava em grande parte no desempenho de bilheteria do filme.

A ação judicial pode ser um termômetro para a indústria do entretenimento. As principais empresas de mídia estão priorizando seus serviços de streaming em busca de crescimento e estão cada vez mais inserindo conteúdos com algo custo de produção nessas plataformas. Essas mudanças têm implicações financeiras significativas para atores e produtores, que desejam garantir que o crescimento do streaming não aconteça às suas custas.

Veja Também:  Entre no clima: aprenda a baixar figurinhas de Carnaval no WhatsApp

“Este não será certamente o último caso em que talentos de Hollywood enfrentam a Disney e deixam claro que, independentemente do que a empresa possa pretender, ela tem a obrigação legal de honrar seus contratos”, disse John Berlinski, advogado da Kasowitz Benson Torres LLP, que representa a atriz.

Você viu?

A Disney começou a lançar filmes simultaneamente no Disney + e nos cinemas em parte por causa da pandemia Covid-19, quando os cinemas estavam fechados ou com capacidade limitada, e em parte para impulsionar seu serviço novo serviço.

A WarnerMedia, que opera o serviço de streaming HBO Max, também tem adotado uma estratégia semelhante, e recentemente decidiu renegociar muitos de seus contratos de talentos que, como no acordo de Scarlett Johansson com a Marvel, estavam vinculados ao desempenho de bilheteria. Isso levou a Warner Bros a pagar mais de US$ 200 milhões aos seus talentos como parte dos acordos alterados.

Scarlett Johansson integra o universo da Marvel desde que apareceu como Viúva Negra em Homem de Ferro 2, de 2010. Sua presença cresceu significativamente desde então como membro dos Vingadores, ao lado do Capitão América e do Incrível Hulk. Sua personagem morreu no blockbuster de 2019 Avengers: Endgame, e o spinoff nos cinemas agora se passa antes dos eventos daquele filme.

De acordo com a denúncia, os representantes da atriz buscaram renegociar seu contrato depois de saber da estratégia de lançamento duplo de Viúva Negra, que ela disse ser seu nono e último filme da Marvel. Disney e Marvel não responderam, disse o processo.

Comentários Facebook
Continue lendo

Tecnologia

Facebook vai lançar óculos inteligentes em parceria com Ray-Ban

Publicados

em


source
Design dos óculos ainda não foi divulgado
Unsplash/Giorgio Trovato

Design dos óculos ainda não foi divulgado

O próximo dispositivo a ser lançado pelo Facebook serão os esperados óculos inteligentes desenvolvidos em parceria com a Ray-Ban. A confirmação foi feita pelo CEO da empresa, Mark Zuckerberg, em conferência sobre os lucros realizada nesta semana.

“Olhando para o futuro aqui, o próximo lançamento de produto será o lançamento de nossos primeiros óculos inteligentes da Ray-Ban em parceria com a EssilorLuxottica”, disse Zuckerberg, sem dar um prazo para a chegada da novidade. “Os óculos têm seu formato icônico e permitem que você faça coisas bem legais”, completou.

O Facebook ainda não detalhou quais “coisas bem legais” os óculos inteligentes serão capazes de fazer. Anteriormente, porém, a empresa já havia confirmado que eles não teriam tela integrada e nem seriam classificados como óculos de realidade aumentada. Pode ser possível que o dispositivo faça ligações e tenha acesso a uma assistente de voz, por exemplo.

De acordo com Zuckerberg, os óculos da Ray-Ban serão parte da “jornada rumo a óculos completos de realidade aumentada no futuro” do Facebook. Os dados coletados por dispositivos eletrônicos produzidos pela empresa devem sem usados em publicidade.

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

"2021" QUAIS SÃO AS SUAS EXPECTATIVAS PARA ESTE ANO QUE SE INICIA

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana