conecte-se conosco


Mato Grosso

Integração entre forças e padronização de procedimentos são considerados pontos positivos pela Senasp

Publicados

em


As rotinas de trabalho, os fluxos de atendimentos, tramitação de materiais a serem periciados, o controle de requisições e documentos, armazenamento de vestígios, dentre outros aspectos, foram focos de observação da Câmara Técnica de Cadeia de Custódia da Secretaria Nacional de Segurança Pública, durante visitas às unidades da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), entre os dias 09 a 12 de agosto.

A unidade do interior definida com um dos pontos de visitação foi a Coordenadoria Regional da Politec de Cáceres e a Delegacia de Polícia do município.

Nesta quinta-feira (12.08), a CT reuniu-se com os delegados da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), e em seguida, visitou a Central de Apreensão e Central de Leilões do Fórum da Capital, que mantém uma central de custódia dos vestígios de crimes da capital. A equipe também visitou as Diretorias Metropolitanas de Criminalística, Laboratório Forense, Medicina Legal e Identificação Técnica.

A finalidade foi entender como funcionam os processos de controle e rastreamento dos vestígios, desde o levantamento e coleta no local de crime até o descarte, para que sejam desenvolvidas atividades para a estruturação da cadeia de custódia, e elaboradas normativas e protocolos referentes aos procedimentos visando a padronização nacional, de acordo com a Lei nº 13.964, de 24 de dezembro de 2019, conhecida como “lei anticrime”.

Os levantamentos da Câmara Técnica tiveram início em julho deste ano e Mato Grosso é o sétimo estado a ser visitado. Ao final dos diagnósticos serão emitidos relatórios com recomendações aos Estados a partir de três padrões de realidades observadas – mínima, média e avançada.

Veja Também:  Governo apresenta projetos para 1.050 km de pavimentação e 51 novas pontes em 34 municípios, Barra do Bugres está entre elas 

Conforme o perito criminal federal, e coordenador da Câmara Técnica, Carlos Eduardo Palhares, a intenção do projeto é discutir como as definições da lei podem ser implementadas mesmo diante de diferentes realidades e estruturas de segurança pública observadas no país. “Fizemos as visitas em sete estados que representam todas as regiões do Brasil, e nesses estados nós avaliamos se o que estamos discutindo faz sentido, se pode ser implementado, e se está alinhado com a realidade”.

As Câmaras Técnicas têm por objetivo discutir o tema cadeia de custódia com vários organismos por diferentes pontos de vistas. “É um tema que para a perícia não é novidade, mas que depois que passou a fazer parte da lei, virou uma preocupação de toda a persecução penal. Hoje são 13 câmaras técnicas com mais de 150 pessoas discutindo o tema, com diferentes enfoques voltados ao tema cadeia de custódia, como, local de crime, laboratório, para quem está participando da investigação, para quem vai ter que trabalhar com armas, para quem é do IML, etc. Cada câmara técnica tem entre cinco e dez pessoas”.

Na avaliação do coordenador, em Mato Grosso, a integração entre as instituições da Segurança Pública e do Judiciário foi um dos pontos positivos constatados, além da adoção de procedimentos operacionais em diferentes áreas.

“Com certeza esta experiência poderá ser levada para outros estados, para o balizamento das nossas discussões. O que a pretendemos fazer é uma exposição anônima sobre os pontos negativos e positivos observados, e isso que a gente viu vai ser utilizado para o alinhamento das orientações e no final. O que a gente vai ver é que o estado de Mato Grosso vai influenciar não só um outro estado, mas um Brasil inteiro’’.

Veja Também:  Saúde Estadual divulga programação com o tema: "amamentação é responsabilidade de todos"

Os resultados dos levantamentos serão descritos em um relatório que deverá ser emitido ainda este mês, onde constarão recomendações para a Segurança Pública. Em outubro, a Senasp realizará um Fórum que irá discutir o tema em caráter multi-institucional.

Projetos em andamento

Os conceitos arquitetônicos das centrais de custódia – planta baixa e a modelagem digital em 3D, das futuras sedes da Politec e das regionais de Sinop e Nova Mutum, foram apresentadas à equipe da Senasp nesta quinta-feira (12.08). Os projetos serão padronizados para as futuras instalações.

A Comissão de Estudo para discussão, análise e recomendações acerca da Cadeia de Custódia no âmbito da Politec apresentou à Câmara Técnica a minuta do Procedimento Operacional Padrão que será implantado nas perícias.

Os membros puderam conhecer, ainda, o novo sistema de gerenciamento de requisições e laudos periciais, que está sendo desenvolvido pela Fábrica de Software da Politec em parceria com o Núcleo de Tecnologia da Informação (NUTI-UFMT). O sistema web foi criado para o gerenciamento de requisições e laudos para unidades periciais, possibilitando a integração entre os demais sistemas já existentes, e a rastreabilidade dos vestígios que serão objetos de perícia. Além disso, este sistema servirá de base para a integração de novos serviços a serem desenvolvidos na instituição.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Propaganda

Mato Grosso

Primeira-dama de MT participa de inauguração do ‘Núcleo Florescer’ do projeto Chita & Fuxico

Publicados

em


Neste sábado (25.09) aconteceu a inauguração do segundo núcleo de produção formal do Chita & Fuxico da BPW, que tem como embaixadora do projeto a primeira-dama do Estado, Virginia Mendes. O Núcleo Florecer foi instalado no instituição Seara de Luz, no bairro Liberdade, em Cuiabá.

O objetivo do núcleo é ser um espaço que receba mulheres em situação de vulnerabilidade social, para dar qualificação a elas através da costura, tendo como principais elementos a chita e o fuxico, gerando renda as assistidas. Outro objetivo também é fazer do projeto ‘Chita & Fuxico’ uma grife regional, com projeção para o mercado da moda em nível nacional e internacional. Esse é o segundo núcleo instalado, tendo como primeiro o Núcleo Flor Ribeirinha, localizado no Quintal da Domingas no bairro São Gonçalo Beira Rio.

“É gratificante receber esse projeto e sermos prestigiadas pela primeira-dama Virginia Mendes aqui no Seara de luz. Esse projeto ampara as mulheres em situação de vulnerabilidade social. É uma oportunidade de trabalho e de qualificação profissional de “ensinar a pescar”, e é isso que a gente quer, criar maneiras para que as pessoas caminhem com as suas próprias pernas e saiam da exclusão”, contou Elione Fátima, presidente da Seara de Luz.

Veja Também:  Multa para pesca ilegal com rede pode chegar a R$100 mil em Mato Grosso

A inauguração de hoje uniu a força dos projetos Chita & Fuxico e a MT Mamma – Amigos do Peito, que já reforça a importância da Campanha Outubro Rosa 2021. Juntos, os dois projetos criaram a coleção ‘Mamma&Chita’, que traz uma edição limitada de camisetas e máscaras da campanha Outubro Rosa customizada pelas mulheres ribeirinhas assistidas pelo projeto. Essa união irá proporcionar renda em prol das pessoas em tratamento e pós-tratamento do câncer de mama e de mulheres ribeirinhas em situação de vulnerabilidade social, já que o valor arrecado na venda será dividido entre os dois projetos.

Durante a inauguração aconteceu o desfile da coleção ‘Mamma&Chita’ que mostrou a edição limitada das camisetas da MT Mamma customizadas. A primeira-dama de Mato Grosso abriu o desfile acompanhada por sua filha, Maria Luiza.

“A Virginia Mendes veio abrilhantar o nosso desfile, entrando com a sua filha Maria Luiza. Esse gesto reforça a importância dos dois projetos e fortalece as nossa ações”, disse Zilda Zompero, coordenadora da comissão de responsabilidade social da BPW.

“Estou muito feliz por fazer parte desses projetos! É a união de duas causas extremamente importantes que dá forças para as mulheres que lutam contra o câncer e também às mulheres que precisam de uma renda para manterem o seu lar. Me sinto honrada por estar aqui e poder contribuir com essas ações”, disse a primeira-dama de Mato Grosso.

Veja Também:  Sesp-MT divulga balanço da Operação Carnaval

Para a diretora administrativa da MT Mamma, Margarete Torres é muito importante ter o apoio da primeira-dama Virginia Mendes na união desses ações. “A primeira-dama representa todas as mulheres do Estado, para nós é uma honra termos o apoio dela nesse projeto, porque ela sabe a importância da causa social e da ajuda ao próximo. É uma mulher que faz a diferença, que é voluntária e que faz realmente as coisas acontecerem. A Virginia Mendes tem o poder de sensibilizar as pessoas e isso é muito importante para as causas sociais”, ressaltou Margarete.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Sábado (25): Mato Grosso registra 534.389 casos e 13.765 óbitos por Covid-19

Publicados

em


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste sábado (25.09), 534.389 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 13.765 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 278 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 534.389 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 3.511 estão em isolamento domiciliar e 516.350 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 124 internações em UTIs públicas e 81 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 33,24% para UTIs adulto e em 13% para enfermarias adultos.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (110.543), Várzea Grande (37.671), Rondonópolis (37.587), Sinop (25.825), Sorriso (18.165), Tangará da Serra (17.684), Lucas do Rio Verde (15.576), Primavera do Leste (14.674), Cáceres (11.785) e Barra do Garças (10.552).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

Veja Também:  Sesp-MT divulga balanço da Operação Carnaval

O documento ainda aponta que um total de 404.835 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 85 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na sexta-feira (24.09), o Governo Federal confirmou o total de 21.327.616 casos da Covid-19 no Brasil e 593.663 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país tinha 21.308.178 casos da Covid-19 no Brasil e 592.964 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados deste sábado (25.09).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança.

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

Veja Também:  Mais de 60 artesãos se cadastram durante Circuito Empreendedor

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA ATÉ O MOMENTO A GESTÃO DR. DIVINO PREFEITO DE BARRA DO BUGRES ESTÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana