conecte-se conosco


Mato Grosso

Judiciário de Rondonópolis irá premiar escolas vencedoras da gincana ‘Amigos do Meio Ambiente’

Publicados

em

Representantes das 15 escolas que se engajaram na gincana “Amigos do Meio Ambiente”, idealizada pelo Juizado Volante Ambiental (Juvam) de Rondonópolis, vão participar da premiação, prevista para ocorrer no dia 2 de agosto. Na oportunidade serão anunciadas as três primeiras colocadas que receberão equipamentos para as unidades de ensino. A solenidade será às 14h, no Tribunal do Júri da Comarca.
 
A gincana foi realizada durante a Semana Nacional do Meio Ambiente, em 5 de julho, e incluiu uma série de ações de Educação Ambiental levando conhecimento sobre os temas levantados pelas próprias escolas, tais como: Queimadas urbanas e suas consequências ao meio ambiente, Consumo consciente e descarte correto do lixo e Bioma Pantanal. Ao todo, mais de 10 mil alunos se envolveram com a ação.
 
A juíza-coordenadora do Juvam, Milene Aparecida Beltramini explicou que foram abordados com os alunos os 5R’s da Sustentabilidade: repensar, recusar, reduzir, reutilizar e reciclar. Ela avalia que ensinar os benefícios de não se jogar os materiais recicláveis na natureza pode mudar hábitos e ajudar as crianças a repensarem a relação com o meio ambiente.
 
“Crianças são levadas a pensar no impacto de suas ações no meio ambiente e aprendem que podem fazer opção por garrafas retornáveis, copos não descartáveis, reutilizar materiais, recursar copos descartáveis. Ou seja, pensar o meio ambiente dentro dos pilares dos 5 Rs. A gincana ajuda a criar essa condição lúdica entre os alunos e o prêmio é um incentivo para que eles prestem mais atenção ao que pode ser reciclado ou reduzido”, pontuou a magistrada.
 
Prêmios
 
As premiações são fruto da parceria com o comércio local. Para o primeiro lugar será entregue um notebook, para o segundo uma caixa de som profissional e, para o terceiro, uma caixa de som semiprofissional.
 
Além dos prêmios, as escolas premiadas ainda poderão participar de passeios para conhecer de perto o trabalho realizado pelo Juvam e outras unidades ligadas à proteção ambiental.
 
Mobilização
 
De acordo com a gestora administrativa do Juvam, Marcia Melotto, o anúncio dos vencedores será no dia do evento e a pesagem final dos materiais recolhidos durante a gincana será feita na próxima semana. Isso porque durante a ação de conscientização ambiental, os alunos se mobilizaram em recolher materiais recicláveis, sob a orientação da Cooperativa Nova Esperança, que trabalha com reciclagem.
 
Entre os materiais recolhidos estão papéis (papel branco, papelão, revistas, livros, jornais e embalagens), plásticos (garrafas pets, sacolas, sacos, embalagens plásticas em geral), alumínio (latas, fios, utensílios de alumínio em geral), óleo de cozinha usado, pilhas e baterias.
 
“Também foram desenvolvidos temas com os alunos como sistema de reciclagem e esclarecemos dúvidas comuns como: o que reciclar? Forma de separação, como encaminhar para as cooperativas, quais as cooperativas existentes em nosso município, normativas e sanções legais, danos causados aos seres vivos ocasionados pelo descarte inconsciente, conscientização individual e social”, explica a gestora.
 
Andhressa Barboza
Coordenadoria de Comunicação do TJMT

Fonte: Tribunal de Justiça de MT

Veja Também:  Tribunal condena Estado a indenizar pais de jovem atingida por disparo realizado por policial

Comentários Facebook
Propaganda

Mato Grosso

Tribunal de Justiça empossa mais 10 novos juízes e juízas para Comarcas do Estado

Publicados

em

A presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, desembargadora Maria Helena Póvoas, empossou, na tarde desta quinta-feira (18 de agosto), 10 novos juízes substitutos, quatro mulheres e seis homens, aprovados no último Concurso Público para ingresso na Carreira da Magistratura do Estado. A nomeação e posse dos magistrados é um dos compromissos firmados pela presidente no início da gestão como parte do planejamento de Priorização do Primeiro Grau e, automaticamente, fortalecimento da magistratura estadual.
 
A solenidade, no Plenário 1, na sede do Judiciário, na Capital, em formato presencial e hibrido, foi prestigiada, além de desembargadores e desembargadoras, juízes e juízas auxiliares da Presidência e da Corregedoria-Geral da Justiça, por representantes de instituições do sistema de Justiça e por familiares e amigos dos empossados.
 
O corregedor-geral, desembargador José Zuquim Nogueira, parabenizou a presidente do Tribunal pela convocação dos novos colegas que representa mais uma etapa de fortalecimento do Primeiro Grau de Jurisdição. “Vocês que tomam posse hoje, certamente, enfrentarão muitas dificuldades, mas serão de grande valia para os vossos aprendizados”, frisou o desembargador, ensinando que no exercício da magistratura o que mais se exige do magistrado é o sentimento de equilíbrio, firmeza nas decisões e no caráter, justamente porque “o melhor magistrado é aquele, aquela, que entrega ao cidadão um serviço de qualidade e celeridade”, aconselhou o corregedor-geral.
 
A presidente Maria Helena Póvoas pediu aos novos juízes e juízas que atuem nas unidades judiciais com independência e serenidade e que nunca confundam autoridade com autoritarismo. A desembargadora recomendou aos novos magistrados e magistradas que procurem sempre receber com carinho os advogados e advogadas e que em toda a carreira procurem agir com humildade.
 
Maria Helena Póvoas frisou que com esse ato de posse, pela primeira vez na Justiça estadual, todas as comarcas estão preenchidas por magistrados e magistradas. “Sinto gratidão por atingirmos essa meta”, salientou a presidente.
 
Mais nomeações – Dos 10 empossados, cinco magistrados e magistradas foram convocados para substituírem os(as) que foram nomeados(as) e posteriormente pediram exoneração do cargo. E, com isso, por decisão da desembargadora-presidente, outros cinco foram nomeados nomeadas, ampliando ainda mais o número previsto no edital do concurso, que, inicialmente, era nove, depois passou para 25 e, agora, chegou a 30 juízes e juízas substitutos(as) que passam a integrar o quadro da magistratura de Mato Grosso e que em breve estarão lotados em comarcas do interior.
 
Ao desejar boa sorte e sucesso na nova caminhada, a presidente do Tribunal de Justiça lembrou aos novos magistrados e magistradas que irão comandar eleições e orientou que atuem com altivez, autoridade e sem arrogância. “Assim, informo que o Tribunal de Justiça está à disposição dos senhores e senhoras para auxiliá-los nessa jornada”, ressaltou, acentuando que os novos togados, com toda certeza, chegam com a missão de contribuir com a constante eficiência da Justiça mato-grossense.
 
Formação – Os 10 novos magistrados e magistradas substitutas participam de 22 de agosto a 30 de setembro do Curso Oficial de Formação Inicial (Cofi) promovido pela Escola Superior da Magistratura de Mato Grosso (Esmagis-MT), no Anexo Desembargador Atahide Monteiro da Silva, na sede do Judiciário, em Cuiabá. No dia 3 de outubro serão designados(as) para as comarcas em que atuarão (ainda não definidas) e lá continuarão com a formação on-line.
 
#Paratodosverem
Esta matéria possui recursos de texto alternativo para promover a inclusão das pessoas com deficiência visual. Descrição de imagens: Foto 1 em formato horizontal colorida no Plenário 1 tendo a frente os 10 novos juízes e juízas e atrás a presidente do Tribunal de Justiça e demais magistrados e magistradas e autoridades do sistema de Justiça. Foto 2 em formato horizontal colorida tendo a frente os 10 novos magistrados e magistradas e ao fundo, também de pé, as demais autoridades ladeadas por um crucifixo, brasão do Judiciário e pelas bandeiras do Brasil e de Mato Grosso
 
Álvaro Marinho
Coordenadoria de Comunicação da Presidência do TJMT
 
 

Fonte: Tribunal de Justiça de MT

Veja Também:  Carreta tomba e motorista morre queimado em Santo Antônio de Leverger

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Juizado Especial Criminal de Cuiabá suspende atendimento presencial por falta de energia

Publicados

em

Por conta da falta de energia elétrica o atendimento presencial está suspenso hoje (dia 18/8) no Juizado Especial Criminal de Cuiabá (Jecrim), bem como no Serviço de Atendimento Imediato (SAI).
 
Apesar da suspensão do atendimento presencial, os prazos processuais continuam a correr normalmente.
 
Coordenadoria de Comunicação da Presidência do TJMT
 
 

Fonte: Tribunal de Justiça de MT

Comentários Facebook
Veja Também:  PM prende homem acusado de estuprar enteada em Cocalinho
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA A GESTÃO AZENILDA PEREIRA SERÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana