conecte-se conosco


Entretenimento

Luciana Gimenez chora por exposição da herança do pai

Publicados

em

source
Luciana Gimenez se revolta com Leo dias após publicação polemica
Letícia Silva

Luciana Gimenez se revolta com Leo dias após publicação polemica

Na noite desta quarta-feira (9), a apresentadora Luciana Gimenez surpreendeu seus seguidores ao aparecer chorando escondida no banheiro da RedeTV!. A artista gravou uma sequência de stories indignada com uma matéria publicada por Léo Dias, onde o jornalista expõe a divisão da herança deixada pelo pai dela, João Morad, morto em 2020.

+ Entre no canal do  iG Gente no Telegram e fique por dentro de todas as notícias sobre celebridades, reality shows e muito mais!

Léo noticiou que o pai da apresentadora teria deixado uma apólice de R$ 2 milhões para uma mulher desconhecida, enquanto Luciana ficou apenas com apenas R$ 73 mil, um veículo, um título social no Esporte Clube Pinheiros, 50% da empresa agropecuária Tapajós e outra conta com R$ 326 mil. 


Indignada, a mãe de Lucas Jagger publicou uma sequência de stories condenando a notícia. “Queria entender o que a morte do meu pai tem de importante para a mídia. Alguns jornalistas usam desgraça alheia pra dar ibope. O que a morte do meu pai importa pras pessoas? Não tem um tipo de respeito, de ligar pra perguntar, pra falar nada. Queria saber, sr Léo Dias, o que tem a ver a morte do meu pai pra você? Você tem pai? Você se importa com a vida dos outros?”, começou. 

Luciana continuou detonando a atitude do jornalista e citou que a fama não justifica a exposição da morte de seu pai e que João Morad poderia deixar o dinheiro dele com quem quisesse. A comandante do “Superpop” (RedeTV!) finalizou dizendo que não precisa de dinheiro de ninguém e que, segundo ela, Léo Dias teria sido baixo. 

“É o cúmulo, é o final! Essa foi muito baixa. É muito baixo você mexer na vida do pai que morreu, da mãe que morreu. Pelo amor de Deus, vai! Eu não preciso de dinheiro de ninguém, porque eu trabalho honestamente pra ganhar o meu. E meu pai tem direito de fazer o que ele quiser. E o que ele fez é a mim que pertence, aos meus advogados o que ele fez não tem nada a ver com você. Nunca ganhei dinheiro de ninguém. Guardei uma coisa do meu pai: amor, respeito, educação”, finalizou Luciana.

Veja Também:  Samantha Schmütz pede desculpas para Juliette: 'Ódio e mágoa'

Após a repercussão nas redes sociais, o jornalista Léo Dias usou a sua conta no Instagram para publicar uma carta aberta à apresentadora. No texto, Léo destacou que o caso não corria em segredo de justiça e essa é uma notícia relevante justamente por se tratar “de uma das maiores apresentadoras do país”. O jornalista conclui o texto reforçando o compromisso com a veracidade dos fatos e com os critérios de noticiabilidade.

“A informação, portanto, não precisaria ser formalmente checada, visto que a decisão judicial, como já enfatizamos, é de acesso público. Nela consta, inclusive, que o processo foi aberto por meio de um pedido seu. A coluna reforça o compromisso em noticiar com veracidade, respeito à checagem e foco em critérios de noticiabilidade que norteiam esta profissão, como no bom jornalismo”, publicou.

+ Saiba mais no canal do  iG Gente no Telegram !

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Propaganda

Entretenimento

Justiça proíbe Zé Neto e Cristiano de usar marca ‘Esqueminha’

Publicados

em

Por

Zé Neto e Cristiano foram processados por uso de 'Esqueminha'
Reprodução/Instagram

Zé Neto e Cristiano foram processados por uso de ‘Esqueminha’

A dupla Zé Neto e Cristiano está impedida de usar a palavra Esqueminha, que dá nome a um evento criado pelos sertanejos e é patrocinado por uma famosa marca de cerveja.

Na última sexta-feira (1º), o Tribunal de Justiça de Goiás deu parecer favorável a um processo movido pelo cantor baiano Gabriel Levy, da banda Isqueminha (das músicas “Vai tomar pitú” e “Terror da sentada”), que solicita indenização por danos morais pelo uso indevido da marca.

O documento assinado pelo juiz Gilmar Luiz Coelho, da 10ª Vara Cível de Goiânia, ressalta que o Instituto Nacional de Propriedade (INPI) não autorizou que as marcas “Esqueminha” e “Esqueminha com ZNC” fossem empregadas pelos sertanejos “em razão da similaridade com a marca de propriedade do autor, ‘Isqueminha’, ainda mais por serem utilizadas em contextos comuns de entretenimento”.

Veja Também:  Donald Trump declara que FBI vai revisar o caso Jussie Smollett: “revoltante”

De acordo com os produtores responsáveis pela banda Isqueminha, representantes do evento criado por Zé Neto & Cristiano haviam tentado autorização pela utilização da marca “Esqueminha” em negociação direta com eles, mas não tiveram sucesso. O GLOBO entrou em contato com a empresa Work Show, responsável pelo gerenciamento artístico dos sertanejos, mas até o momento não obteve retorno.

No documento do processo, o juiz deferiu a liminar e determinou que a marca não seja mais usada em qualquer contexto comercial e/ou de divulgação, sob pena de aplicação de multa no valor de R$ 1 mil até o limite do valor dado à causa, R$ 50 mil.

Polêmica com Anitta

O sertanejo Zé Neto, da dupla com Cristiano, se tornou o centro de uma polêmica, em maio deste ano, após ofender a cantora Anitta e criticar a Lei Rouanet durante um show bancado com recursos públicos, na cidade de Sorriso, no Mato Grosso.

Em vídeo que circulou nas redes sociais, o sertanejo ironizou uma tatuagem íntima da funkeira e ressaltou que “não depende” da Lei Rouanet. “O nosso cachê quem paga é o povo”, afirmou. Na ocasião, porém, a dupla recebeu R$ 400 mil oriundos de recursos públicos para subir ao palco.

Veja Também:  Cíntia Dicker revela vontade de atuar em séries: "Fazendo testes"

Após a polêmica, internautas reagiram à contradição pedindo, por meio das redes sociais, uma “CPI do Sertanejo”. Vieram à tona contratos milionários bancados por prefeituras de cidades pequenas para realizar shows de sertanejos como Gusttavo Lima, que chegou a cobrar R$ 1,2 milhão por uma apresentação neste ano.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

Entretenimento

Filme sobre Paulo Gustavo trará imagens inéditas do ator em família

Publicados

em

Por

Paulo Gustavo e Déa Lúcia em 'Filho da mãe'
Divulgação

Paulo Gustavo e Déa Lúcia em ‘Filho da mãe’

Um filme com imagens inéditas de Paulo Gustavo, falecido em maio de 2021, será lançado no streaming em breve. “Filho da mãe” destacará a relação do ator e comediante com a mãe Déa Lúcia, sua inspiração para o sucesso nos palcos e nos cinemas “Minha mãe é uma peça”. 

O documentário será lançado no Amazon Prime Video e também abordará a relação de Paulo com o marido Thales Bretas, pai de seus dois filhos. Além de imagens de arquivo, o filme apresentará depoimentos de familiares e amigos, como as atrizes Mônica Martelli e Ingrid Guimarães. 

“É uma honra imensa poder contar a história do inigualável Paulo Gustavo. Será uma linda homenagem com muita emoção, mas também com muito humor, como a vida e a obra do Paulo Gustavo”, comentou Malu Miranda, head de Conteúdo Original Brasileiro do Amazon Studios, em post nos Stories do Instagram. A publicação foi compartilhada por Ju Amaral, irmã do comediante e codiretora do documentário ao lado de Susana Garcia.

Veja Também:  Vai viajar? Cauã Reymond posta foto de cueca e volume impressiona

+ Entre no canal do  iG Gente no Telegram e fique por dentro de todas as notícias sobre celebridades, reality shows e muito mais

“Filho da mãe” ainda não tem data de lançamento.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA A GESTÃO AZENILDA PEREIRA SERÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana