conecte-se conosco


Mulher

Mãe dirige 30km no pós-parto para filha conhecer o pai antes dele morrer

Publicados

em

A história da britânica Nicola Kinloch é comovente. Segundo informações da BBC, a mulher viajou cerca de 30 quilômetros no pós-parto, menos de uma hora após o nascimento de sua terceira filha, Ariya, para que a pequena pudesse conhecer o pai que estava prestes a morrer.

Leia também: Pais de bebê com câncer terminal antecipam casamento para filho entrar na igreja


Nicola Kinloch deu à luz em uma cidade próxima a que o marido estava internado e viajou para lá  no pós-parto
Reprodução/Facebook

Nicola Kinloch deu à luz em uma cidade próxima a que o marido estava internado e viajou para lá no pós-parto

Brett, de 31 anos, lutava contra um tumor no cérebro e estava em um hospital próximo à cidade que Nicola teve o parto. Em entrevista à BBC, a mãe fala que o que ela mais queria após dar à luz era que o marido pudesse conhecer a filha colocá-la em seus braços por pelo menos alguns instantes, por isso encarou a viagem no pós-parto
. “Eu só queria chegar até lá”, diz. E ela conseguiu.

Leia também: Criança envia carta para pai que está no “céu” e recebe resposta

Veja Também:  Casal faz contrato e estabelece algumas regras que devem ser seguidas na relação

Viagem no pós-parto


Nicola Kinloch percorreu 30 quilômetros no pós-parto para que o marido pudesse conhecer sua filha antes de morrer
Reprodução/Facebook

Nicola Kinloch percorreu 30 quilômetros no pós-parto para que o marido pudesse conhecer sua filha antes de morrer

Com a ajuda do NHS (o serviço de saúde pública do Reino Unido) e dos profissionais que trabalham nos dois hospitais, o que ela deu à luz e o que marido estava internado, Nicola conseguiu promover o encontro entre o marido e a filha.

“Nunca serei grata o suficiente. Todos eles fizeram o possível e o impossível para nos ajudar”, fala. Ela ainda comenta que a equipe fez de tudo para evitar o estresse no percurso e garantir que a família pudesse aproveitar tranquilamente os últimos instantes com Brett.

Nicola conta que 50 minutos após dar à luz
ela, na companhia das outras duas filhas, partiu em direção ao hospital em que Brett se encontrava. “Eu a coloquei perto do rosto dele, peguei a mão dele e acariciei o cabelo dela”, conta sobre o encontro
. A mãe fala que aproveitou para tirar algumas fotos dos dois, já que a menina não teria mais lembranças com o pai.

Veja Também:  Saiba como montar um quarto montessoriano e incentivar o aprendizado da criança

Leia também: Com câncer terminal, jovem de apenas 19 anos se casa com amor do ensino médio

De acordo com a mãe, o encontro foi “de partir o coração”, mas pelo menos aconteceu. “Parece horrível dizer isso, mas poderia ter sido muito pior. Ariya poderia ter nascido 24 horas depois”, diz. Aproximadamente quatro horas depois da viagem no pós-parto
, Brett morreu. 

Comentários Facebook
Propaganda

Mulher

10 anos sem Amy Winehouse, 10 curiosidades sobre a cantora

Publicados

em


source
Dez anos sem Amy Winehouse
Reprodução Instagram

Dez anos sem Amy Winehouse

Amy Winehouse faleceu há dez anos (23 de julho de 2011)  e teve uma trajetória de vida tão marcante quanto o delineado que usava e se tornou moda. A cantora ainda é lembrada com carinho por uma legião de fãs, pela sua voz e talento. Além disso, seu nome ainda levanta diálogos importantes sobre bulímia, anorexia , saúde mental e relacionamentos abusivos



Hoje a BBC Two do Reino Unido libera um  documentário chamado ‘Reclaiming Amy’, onde a mãe da artista fala que quer levar o legado da filha adiante, mostrando como ela era uma mulher forte e complexa. Além disso, familiares e amigos comentam o impacto que a morte de Amy teve em suas vidas e como isso os afeta dez anos depois. 

Para celebrar a trajetória e a importância de Amy, trazemos dez fatos sobre a cantoria que talvez você não lembre ou não saiba.

Amy Winehouse começou como rapper

Inpirada no grupo feminino ‘Salt-N-Pepa’ – sucesso nos anos 80 e 90 -, Amy e uma amiga de infância formaram uma dupla de hip hop chamada ‘Sweet’N’Sour”.

Simon Fuller (criador do Pop Idol) foi o primeiro empresário de Amy

Sabe qual outro grupo britânico mundialmente famoso passou pela mesma empresa? As Spice Girls.

Você viu?

O jazz estava em suas veias

Com vários parentes músicos profissionais de jazz, Amy contava com o próprio pai, Mitch, como influência: ele cantava Frank Sinatra pela casa, sonhando em ser cantor.

‘Back to black’ não é seu único álbum

Apesar de estourar mundialmente com este álbum em 2006, a cantora já era famosa no Reino Unifo pelo seu primeiro disco, ‘Frank’, de 2003 – que só foi lançado nos Estados Unidos em 2007!

‘Rehab’ teve inspiração na sua equipe – que tentou levá-la para a reabilitação

Uma das pessoas inclusas no refrão ‘They try to make me go to rehab’ (Eles tentaram me levar para a reabilitação) é o empresário Nick Shymansky, que tentou levar Amy para o tratamento em uma clínica em 2005. Entretanto, a primeira vez que a cantora esteve em uma clínica foi em 2008.

Recordista no Grammy

Amy foi a primeira artista feminina britânica a ganhar cinco prêmios Grammy na mesma cerimônia.

Veja Também:  Casal faz contrato e estabelece algumas regras que devem ser seguidas na relação

Além do piano, Amy tocava guitarra

Seu primeiro contato com o instrumento de cordas foi pegando o violão de seu irmão, aos 11 anos de idade. Mais velha, conseguiu comprar sua própria guitarra e tinha conhecimento suficiente para compôr suas primeiras canções.

Amy tinha 14 tatuagens

Assim com o delineado gatinho e o cabelo colmeia, as tatuagens faziam parte do visual marcante de Amy. As que chamavam mais atenção era uma pin-up com a inscrição “daddy’d girl” (garotinha do papai, em tradução livre), uma âncora e o nome do seu ex-marido, Blake, no peitoral.

A última gravação foi um dueto com Tony Bennet

A música “Body&Soul” foi gravada como parte do segundo álbum de duetos do canto americano. Tony fala da imporância de Amy para a música e o jazz em sua biografia, lançada em 2016. “Ela pegou o espírito do jazz e o fez brilhar de novas maneiras e para a geração mais nova”, escreveu.

As últimas gravações de Amy foram destruídas

Em meio as entradas e saídas de clínicas de reabilitação, nos últimos anos de sua vida Amy estava trabalhando em um novo álbum. As músicas haviam terminado de ser escritas pouco antes da sua morte e algumas sessões já estavam agendadas. Entretanto, o chefe da gravadora, David Joseph, destruiu o material quando Amy faleceu. Para a Billboard, ele disse que era uma questão moral, que nem ele nem ninguém ia se aproveitar de um trecho ou dos vocais que ela gravou

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Continue lendo

Mulher

Bianca Andrade e Fred celebram uma semana do nascimento do filho

Publicados

em


source
Bianca Andrade e Fred são pais de Cris
Reprodução/Instagram

Bianca Andrade e Fred são pais de Cris

Bianca Andrade e Fred celebraram na madrugada desta sexta-feira (23) a primeira semana de vida do filho, Cris. A empresária e o youtuber compartilharam fotos nas redes sociais com momentos do bebê e do casal. “Se prepare para imagens de intensa fofura”, avisou Bianca. 

Em seguida, o casal fez vídeos com Cris, o bebê chegou a espirrar em um deles. “Uma semana desse amor sem explicação”, disse Bianca, que já comparou o filho com Fred. “A mamãe já sabia que meus olhinhos seriam do papai”, disse. 

A empresária e ex-BBB deu à luz Cris no último 16 de julho, no Pro Matre, em São Paulo. Bianca e Fred deixaram a maternidade no domingo (18); Ela chegou a passar 20 horas em trabalho de parto. O bebê veio ao mundo por meio de um parto normal, com 51 cm e 3,7kg.


Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Veja Também:  “O silicone vai rasgar a pele e cair”, diz mulher após erro em cirurgia plástica
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

"2021" QUAIS SÃO AS SUAS EXPECTATIVAS PARA ESTE ANO QUE SE INICIA

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana