conecte-se conosco


Mato Grosso

Mato Grosso mantém platô elevado de casos de covid-19 há duas semanas, alerta Lúdio

Publicados

em

Média diária é de 1.052 casos novos de covid-19 e mais de 50 pessoas precisando de novas internações em leitos de UTI

O deputado estadual e médico sanitarista Lúdio Cabral (PT) alertou que Mato Grosso se mantém há duas semanas em um platô com número elevado de casos de covid-19. Ao analisar os dados da última semana epidemiológica, de 19 a 25 de julho, Lúdio observou que a epidemia chegou a um pico no estado na semana anterior, em 11 de julho, e desde então os números têm se mantido em um platô, com média diária de 1.052 casos novos.

“Temos tido nos últimos 14 dias uma média diária de 1.052 casos novos de covid, 40 óbitos e a necessidade de 50 novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O pico da pandemia em Mato Grosso pode estar ocorrendo na forma de um platô. Os números mostram que estamos há duas semanas mantendo um platô na curva epidêmica, com número alto de casos”, disse.

Lúdio observou também que houve descontinuidade na alimentação do banco de dados da pandemia em Mato Grosso na semana 29, de 12 a 18 de julho, levando a uma contabilização falha do número de casos de covid-19. O deputado voltou a defender a realização de um inquérito de soroprevalência, com aplicação de testes sorológicos em amostras da população, para verificar o número real de pessoas infectados em nosso estado e se já estamos próximos da chamada imunidade de rebanho.

Veja Também:  Nova lei de trânsito: Carteira de Habilitação passa a ter validade de até 10 anos

“A única coisa que evitará uma nova subida no número de casos de covid-19 é se já alcançamos algum grau de imunidade comunitária, a imunidade de rebanho. A própria existência do platô nesses níveis é um sinal de uma taxa de contágio alta encontrando resistência em uma provável imunidade de rebanho. Um inquérito de soroprevalência na população do estado nos ajudaria a responder isso, pois os números oficiais são apenas a ponta do iceberg, uma amostra pequena do número real de casos e ainda sujeita às variações na forma de alimentação do banco de dados estadual”, explicou.

Tiro no escuro

A realização de um inquérito populacional de soroprevalência no atual estágio da pandemia é fundamental para o planejamento seguro de reabertura das atividades econômicas. “A decisão do governador em reabrir as atividades não essenciais é imprudente e intempestiva. A reabertura é um tiro no escuro porque foi feita sem respaldo em informações epidemiológicas. Isso pode prolongar o platô e retardar a descida da curva. Deveria haver um planejamento de reabertura gradativa, com segurança, depois que a curva da pandemia começar a descer, ou seja, quando o número de casos novos da doença começar de fato a cair”, disse Lúdio.

Veja Também:  Duas armas e um simulacro são apreendidos pela PM

Segundo Lúdio, além do inquérito de soroprevalência, neste cenário é necessária a ampliação dos testes RT-PCR e a mobilização da atenção primária para atender e monitorar os pacientes na fase inicial da doença. “Estamos cobrando a adoção dessas medidas há bastante tempo. O governo está perdido. Não cumpriu sua tarefa, que era evitar que o sistema de saúde entrasse em colapso, e agora reabre tudo como uma cartada política e não como decisão respaldada na epidemiologia. Deveria prevalecer o critério técnico e epidemiológico, e a prudência diante de uma doença muito traiçoeira”, disse Lúdio.

Assessoria de Imprensa
Laíse Lucatelli

Comentários Facebook
Propaganda

Mato Grosso

Direito da Administração Pública: Escola de Governo oferta 600 vagas para curso online

Publicados

em

Interessados devem se inscrever até dia 23 de maio no site da instituição

Éverton Anunciação | Seplag-MT

O público-alvo são os servidores públicos de órgãos e entidades do Executivo estadual – Foto por: Tchélo Figueiredo | Secom-MT

Estão abertas as inscrições para a segunda turma do curso Direito da Administração Pública. A capacitação é ofertada pela Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag-MT), por meio da Superintendência da Escola de Governo, e será realizada na modalidade de Ensino a Distância (EaD). Ao todo, 600 vagas foram disponibilizadas.

As aulas iniciam em 31 de maio. Inscrições vão até dia 23 de maio e podem ser realizadas  AQUI.

A qualificação possui carga horária total de 40 horas e tem como público-alvo os servidores públicos de órgãos e entidades do Executivo estadual.

O conteúdo a ser abordado no curso destaca noções de direito constitucional aplicado à administração pública cível, responsabilidade funcional, processo disciplinar, vínculo profissional, aposentadoria e improbidade no serviço público.

(Supervisão de texto de Nayara Takahara)

Fonte: Assessoria

 

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT

Veja Também:  Festival Internacional de Pesca de Cáceres pode ser adiado para 2021 devido à Covid-19

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Polícia Civil instaura investigação preliminar para apurar irregularidades na vacinação contra a covid-19 em Cuiabá

Publicados

em

A investigação instaurada pela Decon tem o objetivo de apurar possíveis situações de “fura-fila”, assim como outras circunstâncias ilegais que possam ocorrer durante o período de vacinação

Camila Molina | Polícia Civil-MT

A Polícia Civil, através da Delegacia Especializada do Consumidor (Decon), instaurou nesta segunda-feira (12.04) Auto de Investigação Preliminar (AIP) para apurar possíveis irregularidades denunciadas em relação ao cumprimento da ordem de vacinação contra a covid-19 dentro dos critérios estabelecidos pela Prefeitura Municipal de Cuiabá. 

A investigação preliminar instaurada pela Decon tem o objetivo de apurar possíveis situações de “fura-fila”, assim como outras circunstâncias ilegais que possam ocorrer durante o período de vacinação. 

A decisão de abertura de investigação preliminar levou em consideração a publicação de diversas matérias em veículos de comunicação sobre possíveis falhas e irregularidades na execução dos serviços de vacinação. 

A Delegacia do Consumidor oficiará o Tribunal de Contas do Estado (TCE), o Ministério Público Estadual (MPE) e a Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá solicitando que qualquer irregularidade ou ilegalidade de natureza criminal que seja detectada em relação a vacinação contra o covid-19 ou outros problemas do mesmo teor, sejam informadas à Decon para as providências cabíveis. 

O delegado da Decon, Rogério Ferreira, ressaltou que condutas reprováveis nos critérios de prioridade na imunização estabelecidos pelos governos e entidades médicas podem acarretar a responsabilização criminal de agentes públicos e das pessoas indevidamente vacinadas, 

“As pessoas identificadas nesse tipo de conduta podem ser enquadradas em crimes como o previsto no artigo 268 do Código Penal, por infringir determinação do poder público destinada a impedir a propagação de doença contagiosa, ou ainda outros tipos penais penais como corrupção ativa, corrupção passiva e prevaricação”, disse o delegado.

Fonte: Assesoria

 

Veja Também:  Thiago Silva pede união em torno da Unemat

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

"2021" QUAIS SÃO AS SUAS EXPECTATIVAS PARA ESTE ANO QUE SE INICIA

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana