conecte-se conosco


Mato Grosso

Matriciamento no cuidado em hanseníase é tema de web aula desta quarta-feira (15)

Publicados

em


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), por meio do projeto Telessaúde em parceria com a Coordenadoria de Atenção às Doenças Crônicas, realizará nesta quarta-feira (15.09), às 10h, uma web aula sobre o matriciamento no cuidado em hanseníase. A proposta é capacitar profissionais e estudantes da área da saúde pública e privada para aprimorar a assistência prestada à população.

Os interessados em participar da aula podem acessar o canal do Tele Educa MT no YouTube 15 minutos antes do início da respectiva transmissão e se inscreverem gratuitamente.

Com o tema ‘Apoio matricial: desafios e possibilidades no cuidado integral em hanseníase’, o web encontro contará com a apresentação dos profissionais do Ambulatório de Atenção Especializada Regionalizado de Alta Floresta (AAER). Ficarão à frente da discussão a enfermeira especialista em Saúde da Família e em Gestão em Saúde, Letícia de Faria, e o fisioterapeuta especialista em fisioterapia cardiorrespiratória, osteopatia e posturologia, André Luiz de Brito. 

No AAER de Alta Floresta há um projeto pioneiro que oferta apoio matricial aos profissionais da Atenção Primária a Saúde quando há demanda na área. A atuação do Ambulatório vai desde a orientação e apoio às ações de busca ativa até o manejo clínico de pacientes. 

Veja Também:  Pleno aponta danos causados por falta de repasses e ocupação da SES em hospitais do Estado

Atualmente, Mato Grosso dispõe de seis AAERs. Eles estão localizados em Alta Floresta, Juína, Juara, Várzea Grande, Barra do Garças e Tangará da Serra. As unidades integram diversas ações do Plano Estadual Estratégico de Enfrentamento da Hanseníase, de 2018. Todos os meses, o Estado investe R$ 60 mil na manutenção dos ambulatórios. Em contrapartida, os municípios disponibilizam os servidores e a estrutura física.

Em julho deste ano, o AAER de Alta Floresta iniciou diálogos com as unidades de saúde. Além da capacitação da equipe, nesses encontros foram definidas estratégias de busca ativa de casos novos de hanseníase, exame de contatos, acompanhamento dos casos em tratamento, bem como troca de experiências entre os profissionais. Em um mês de atuação do projeto, foi constatado aumento de 33% de casos novos na cidade registrados Sistema e Informação de Agravos de Notificação (Sinan).

Matriciamento

O apoio matricial, ou matriciamento, é uma estratégia técnico-pedagógica e assistencial conduzida por equipes especializada com prática clínica e assistencial que se dispõem a oferecer informações e orientações a outras equipes de saúde e/ou profissionais em particular.

Veja Também:  Mato Grosso recebe 61.720 doses de vacina contra a Covid-19 nesta quarta-feira (04)
Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Propaganda

Mato Grosso

Relatório do CNJ: Judiciário de MT se destaca entre os mais eficientes do país

Publicados

em


Os desafios impostos pela Pandemia da Covid-19 exigiram medidas inovadoras e mudança da rotina de magistrados, magistradas, servidores e servidoras do Poder Judiciário de Mato Grosso. O esforço contínuo resultou em um ano de alta produtividade, que agora está registrada no relatório Justiça em Números 2021, divulgado nesta terça-feira (28) pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).
 
“Os números divulgados pelo CNJ são motivo de orgulho para todos nós do Poder Judiciário. Tenho feito reuniões on-line com o nosso público interno, em especial da 1ª instância, para discutir melhorias nas comarcas, reforçando que essa é nossa prioridade. Estamos lutando para manter os mesmos índices, apesar do prolongamento da pandemia e de todos os obstáculos que esse fator impõe à Administração”, disse a desembargadora Maria Helena Póvoas, presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT).
 
O relatório coloca novamente o TJMT como o segundo mais bem avaliado entre os tribunais estaduais de médio porte no quesito Taxa de Congestionamento, registrada em 66% (quanto menor o índice, maior é a facilidade de o tribunal lidar com seu estoque processual). Além do Tribunal de Mato Grosso são classificados como tribunais de médio porte os tribunais da Bahia, Santa Catarina, Pernambuco, Goiás, Distrito Federal e Territórios, Ceará, Espírito Santo, Maranhão e Pará.
 
No índice de produtividade por magistrados e magistradas (IPM), Mato Grosso ocupa a segunda colocação entre os 10 tribunais de médio porte com índice de 1975 e, no âmbito nacional, Mato Grosso ficou com o 3º lugar, entre os 27 tribunais estaduais brasileiros.
 
 
O TJMT se destaca ainda no item Índice de Atendimento à Demanda (IAD), com 130,9% conquistando a quarta posição entre os tribunais de médio porte, garantindo a sétima colocação entre as 27 cortes no ranking nacional, superando a média nacional (115,2%). Apesar de ter uma das maiores demandas per captas do país, é o quinto tribunal que mais recebe novos processos no país (casos novos por 100 mil habitantes).
 
 
Outro indicador no relatório do CNJ que demostra boa performance do Judiciário de Mato Grosso é o Índice de Produtividade Comparada da Justiça (IPC-Jus) que, levando em consideração o 1º e o 2º graus e a área administrativa, registrando índice de 91%.
Segundo a explicação do CNJ, o IPC-Jus é uma medida que busca resumir a produtividade e a eficiência dos tribunais, comparados com outros do mesmo porte e mesmo ramo da justiça. Quanto maior seu valor, melhor o desempenho da unidade, significando que ela foi capaz de produzir mais, com menos recursos disponíveis.
 
 
Alcione dos Anjos
Coordenadoria de Comunicação da Presidência do TJMT
 
 

Veja Também:  Pleno aponta danos causados por falta de repasses e ocupação da SES em hospitais do Estado

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Terça-feira (28): Mato Grosso registra 535.839 casos e 13.793 óbitos por Covid-19

Publicados

em


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta terça-feira (28.09), 535.839 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 13.793 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 884 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 535.839 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 3.168 estão em isolamento domiciliar e 518.139 estão recuperados.

A Classificação de Risco por município e o Ranking da Vacinação em Mato Grosso serão publicados no boletim desta quarta-feira (28.09).

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 101 internações em UTIs públicas e 62 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 29,71% para UTIs adulto e em 10% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (110.884), Várzea Grande (38.049), Rondonópolis (37.678), Sinop (25.878), Sorriso (18.186), Tangará da Serra (17.705), Lucas do Rio Verde (15.598), Primavera do Leste (14.683), Cáceres (11.800) e Barra do Garças (10.561).

Veja Também:  Pleno aponta danos causados por falta de repasses e ocupação da SES em hospitais do Estado

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.
O documento ainda aponta que um total de 404.835 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 85 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na segunda-feira (27.09), o Governo Federal confirmou o total de 21.366.395 casos da Covid-19 no Brasil e 594.653 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país tinha 21.351.972 casos da Covid-19 no Brasil e 594.443 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados desta terça-feira (28.09).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

Veja Também:  Condutores de entrega por aplicativo recebem orientações de segurança em abordagem educativa

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
– Evitar contato próximo com pessoas doentes;
– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA ATÉ O MOMENTO A GESTÃO DR. DIVINO PREFEITO DE BARRA DO BUGRES ESTÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana