conecte-se conosco


Saúde

Mulher se joga da Ponte Sérgio Motta, a 52 metros de altura

Publicados

em

A ocorrência aconteceu na noite desse domingo (26) no Rio Cuiabá. A mulher foi salva por um pescador, mas há suspeita de diversas fraturas, por causa do impacto na água

Mulher se jogou da ponte Sérgio Motta na noite desse domingo (26).

Uma mulher de 40 anos, nome não divulgado, se jogou da Ponte Sérgio Motta, que liga Cuiabá a Várzea Grande, durante a noite desse domingo (26). Ela não morreu na queda e foi salva do afogamento por um pescador que conseguiu puxar a vítima para dentro da canoa.

O Corpo de Bombeiros foi acionado por volta das 19h30, quando retirou a mulher do barco e entregou ao Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) que prestou os primeiros socorros e, em seguida, levou a vítima para cuidados médicos específicos no Hospital Municipal de Cuiabá (HMC). Informações preliminares apontam que a paciente estava consciente no momento em que foi socorrida e há suspeita de fraturas internas na região do peito e cintura, devido o impacto do corpo na água.

Veja Também:  Fecomércio-MT e Sesc-MT doam equipamentos de proteção para Hospital Universitário Júlio Müller

Não há informações sobre o atual estado de saúde da vítima.

Não foram divulgados as causas ou motivos que levaram a mulher tentar contra a própria vida.

Peça ajuda

O CVV (Centro de Valorização da Vida) tem realizado em Cuiabá, todas às quintas-feiras, reuniões com sobreviventes ao suicídio e seus familiares. Assim como parentes de pessoas que se mataram.

Também passaram a serem gratuitas as ligações feitas ao número 188. Canal de atendimento 24 horas

Mais de um milhão de atendimentos anuais são realizados por 2.000 voluntários pelo telefone 188, pessoalmente (nos 80 postos de atendimento) ou pelo www.cvv.org.br via chat, Skype e e-mail.

Atual MT

Comentários Facebook
Propaganda

Saúde

Segunda-feira (01): Mato Grosso registra 252.528 casos e 5.832 óbitos.

Publicados

em

Há 423 internações em UTIs públicas e 362 em enfermarias públicas; taxa de ocupação está em 88% para UTIs adulto e em 41% para enfermarias.

Rose Velasco | SES-MT

Um total de 217.651 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) – Foto por: Tchélo Figueiredo

Um total de 217.651 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT)

A | A

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta segunda-feira (01.03), 252.528 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 5.832 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 1.639 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 252.528 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 8.603 estão em isolamento domiciliar e 236.768 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 423 internações em UTIs públicas e 362 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 88,68% para UTIs adulto e em 41% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (54.104), Rondonópolis (19.668), Várzea Grande (15.972), Sinop (12.984), Sorriso (10.327), Tangará da Serra (10.035), Lucas do Rio Verde (9.350), Primavera do Leste (7.502), Cáceres (5.571) e Nova Mutum (5.072).

Veja Também:  Deputado Dr. João dá dica sobre o Coronavírus

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 217.651 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 649 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

No último domingo (28), o Governo Federal confirmou o total de 10.551.259 casos da Covid-19 no Brasil e 254.942 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 10.517.232 casos da Covid-19 no Brasil e 254.221 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados de segunda-feira (01.03).

Recomendações

Já há uma vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

Veja Também:  Hospital Estadual Santa Casa opera 28 crianças em mutirão pediátrico

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
– Evitar contato próximo com pessoas doentes;
– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.


Secretaria Adjunta de Comunicação (Secom)

Comentários Facebook
Continue lendo

Saúde

Segunda-feira (15): Mato Grosso registra 234.154 casos e 5.485 óbitos

Publicados

em

Há 288 internações em UTIs públicas e 296 em enfermarias públicas; taxa de ocupação está em 68% para UTIs adulto e em 34% para enfermarias

Rose Velasco | SES-MT

Um total de 203.247 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) – Foto por: Tchélo Figueiredo

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta segunda-feira (15.02), 234.154 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 5.485 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 1.063 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 234.154 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 7.534 estão em isolamento domiciliar e 220.109 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 288 internações em UTIs públicas e 296 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 68,09% para UTIs adulto e em 34% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (49.663), Rondonópolis (17.060), Várzea Grande (14.982), Sinop (12.181), Sorriso (9.923), Tangará da Serra (9.719), Lucas do Rio Verde (8.957), Primavera do Leste (7.007), Cáceres (5.310) e Nova Mutum (4.868).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 203.247 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 280 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

No último domingo (14), o Governo Federal confirmou o total de 9.834.513 casos da Covid-19 no Brasil e 239.245 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 9.809.754 casos da Covid-19 no Brasil e 238.532 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados de segunda-feira (15).

Recomendações

Já há uma vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
– Evitar contato próximo com pessoas doentes;
– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Veja Também:  500 municípios podem se inscrever para receber Biolarvicida para combater a Dengue

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

"2021" QUAIS SÃO AS SUAS EXPECTATIVAS PARA ESTE ANO QUE SE INICIA

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana