conecte-se conosco


Mato Grosso

“Não adianta pressionar” Dispara Junqueira sobre fechamento do comércio em Tangará

Publicado

Política

Fabíola Tormes / Redação DS 

O prefeito de Tangará da Serra, Fábio Martins Junqueira, usou as redes sociais na manhã desta quarta-feira, 1º de abril, para confirmar o primeiro caso de Coronavírus no Município.

Na oportunidade, em um pronunciamento de mais de 20 minutos, ele pediu que a população redobre os cuidados e ainda disparou. “Não adianta pressionar”.

“O que a gente podia fazer para flexibilizar o comércio, até o momento, já fizemos (…) Não tem como flexibilizar mais nada antes do dia 5, que é a data da quarentena. Se for prorrogado essa quarentena, aí sim a gente volta a conversar. A única certeza que temos agora é que as aulas ficarão suspensas até dia 20 (…) As outras questões, vai depender de como será orientado pelo Ministério da Saúde. Se vai continuar mantendo o comércio nessas condições, só do que é essencial ou se vai flexibilizar”, continuou.

Porém, em decreto publicado no dia 31 de março, Junqueira ordenou o fechamento parcial do comércio até dia 20 de abril e, em comunicado nesta quarta, em todo instante, falou do fechamento somente até 5 de abril. “Não adianta pressionar o comércio a mais até o dia 5, porque nós já chegamos a irredutibilidades neste aspecto. Até dia 5 não há como a gente mudar isso. É a data da quarentena. Vamos obedecer”.

“Estamos tomando todas as providências possíveis, mas temos confrontado exatamente com a tentativa de quebrar a quarentena que é tão curta: começou dia 23 e vai até o dia 5 de abril. São 15 dias”, declarou, ao afirmar que economia não está parada. “Só esse comércio, que gera contato físico, e que não é essencial, esse que nós continuamos impedindo o funcionamento para o público, mas o interno, pode estar acontecendo com delivery, entrega”.

O prefeito de Tangará da Serra, Fábio Martins Junqueira, usou as redes sociais na manhã desta quarta-feira, 1º de abril, para confirmar o primeiro caso de Coronavírus no Município.

Veja Também:  Virginia Mendes e Bia Dória alinham projetos sociais focados em qualificação e geração de empregos

Na oportunidade, em um pronunciamento de mais de 20 minutos, ele pediu que a população redobre os cuidados e ainda disparou. “Não adianta pressionar”.

“O que a gente podia fazer para flexibilizar o comércio, até o momento, já fizemos (…) Não tem como flexibilizar mais nada antes do dia 5, que é a data da quarentena. Se for prorrogado essa quarentena, aí sim a gente volta a conversar. A única certeza que temos agora é que as aulas ficarão suspensas até dia 20 (…) As outras questões, vai depender de como será orientado pelo Ministério da Saúde. Se vai continuar mantendo o comércio nessas condições, só do que é essencial ou se vai flexibilizar”, continuou.

Porém, em decreto publicado no dia 31 de março, Junqueira ordenou o fechamento parcial do comércio até dia 20 de abril e, em comunicado nesta quarta, em todo instante, falou do fechamento somente até 5 de abril. “Não adianta pressionar o comércio a mais até o dia 5, porque nós já chegamos a irredutibilidades neste aspecto. Até dia 5 não há como a gente mudar isso. É a data da quarentena. Vamos obedecer”.

“Estamos tomando todas as providências possíveis, mas temos confrontado exatamente com a tentativa de quebrar a quarentena que é tão curta: começou dia 23 e vai até o dia 5 de abril. São 15 dias”, declarou, ao afirmar que economia não está parada. “Só esse comércio, que gera contato físico, e que não é essencial, esse que nós continuamos impedindo o funcionamento para o público, mas o interno, pode estar acontecendo com delivery, entrega”.

Ao finalizar, pediu calma e apoio. “Continuem atendendo nosso decreto até o dia 5”.

O prefeito de Tangará da Serra, Fábio Martins Junqueira, usou as redes sociais na manhã desta quarta-feira, 1º de abril, para confirmar o primeiro caso de Coronavírus no Município.

Veja Também:  Serviço de emissão de RG foi retomado gradativamente no dia de ontem

Na oportunidade, em um pronunciamento de mais de 20 minutos, ele pediu que a população redobre os cuidados e ainda disparou. “Não adianta pressionar”.

“O que a gente podia fazer para flexibilizar o comércio, até o momento, já fizemos (…) Não tem como flexibilizar mais nada antes do dia 5, que é a data da quarentena. Se for prorrogado essa quarentena, aí sim a gente volta a conversar. A única certeza que temos agora é que as aulas ficarão suspensas até dia 20 (…) As outras questões, vai depender de como será orientado pelo Ministério da Saúde. Se vai continuar mantendo o comércio nessas condições, só do que é essencial ou se vai flexibilizar”, continuou.

Porém, em decreto publicado no dia 31 de março, Junqueira ordenou o fechamento parcial do comércio até dia 20 de abril e, em comunicado nesta quarta, em todo instante, falou do fechamento somente até 5 de abril. “Não adianta pressionar o comércio a mais até o dia 5, porque nós já chegamos a irredutibilidades neste aspecto. Até dia 5 não há como a gente mudar isso. É a data da quarentena. Vamos obedecer”.

“Estamos tomando todas as providências possíveis, mas temos confrontado exatamente com a tentativa de quebrar a quarentena que é tão curta: começou dia 23 e vai até o dia 5 de abril. São 15 dias”, declarou, ao afirmar que economia não está parada. “Só esse comércio, que gera contato físico, e que não é essencial, esse que nós continuamos impedindo o funcionamento para o público, mas o interno, pode estar acontecendo com delivery, entrega”.

Ao finalizar, pediu calma e apoio. “Continuem atendendo nosso decreto até o dia 5”.

Fonte: Diário da Serra

www.barranews.com.br – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres – MT 

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Mato-grossenses recebem pacotes com sementes da China e Indea alerta sobre perigos

Publicado

Olhar Direto

O Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (INDEA MT) emitiu um alerta diante de pacotes da China recebidos por moradores de Mato Grosso. Na embalagem há sementes não solicitadas que chegam atrelados à diversas compras realizadas como se fossem um brinde.
Em alguns casos, até mesmo pessoas que não tenham solicitado qualquer mercadoria daquele país têm recebido estas embalagens. Circula nas redes sociais que moradores de Cáceres (a 220 quilômetros de Cuiabá) teriam recebido os produtos.
Em julho deste ano, moradores de vários estados americanos também relataram terem recebido pacotes semelhantes. Segundo autoridades de Kansas, algumas encomendas eram rotuladas como contendo joias e bijuterias.
Segundo o Indea-MT, no caso de recebimento de pacotes suspeitos, a recomendação é que não sejam abertos e que os cidadãos mantenham as embalagens originais preservadas.
“Não plantem, manipulem, nem joguem no lixo o conteúdo e encaminhem imediatamente a embalagem (preferencialmente inviolada) à unidade do Indea-MT mais próxima ou ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), que realizarão os procedimentos necessários”, alerta.
Considerando que o material tem procedência e qualidade desconhecida, ele pode ser um potencial veiculador de patógenos ou espécies de plantas daninhas exóticas e potenciais causadores de prejuízos econômicos à sanidade vegetal.
O Indea-MT e o Mapa estão articulados para evitar a introdução e disseminação de pragas. Ambos realizarão o encaminhamento do material para análise no Laboratório Federal de Defesa Vegetal oficial.
Para mais orientações, o cidadão pode contatar a Coordenadoria de Defesa Sanitária Vegetal do INDEA-MT pelo telefone (65)3613-6045, a Ouvidoria Setorial do INDEA-MT (0800 647 9990 ou [email protected]) ou ainda as unidades locais do INDEA-MT.
Fonte: Olhar Direto

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT

Veja Também:  Homem é preso com 17,9 mil carteiras de cigarros em Cuiabá

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

PM prende três suspeitos por tráfico de drogas e posse irregular de arma de fogo em Nova Olímpia

Publicado

A ação da Polícia Militar de Nova Olímpia ocorreu na tarde deste sábado (26), por volta das 17h38 no bairro Ouro Verde. Dois homens e uma mulher foram detidos sob acusação de tráfico de drogas, associação para o tráfico de drogas e posse irregular de arma de fogo.

Segundo a PM,  a guarnição de serviço , juntamente com o grupo CAR  de Barra do Bugres logrou êxito na condução de três indivíduos que há dias estavam sendo monitorados.

Com os acusados foram apreendidos três aparelhos celulares, um caderno de anotação do tráfico de drogas, 19 papelotes de pasta base de cocaína, duas munições calibre 32 deflagradas, 11 munições calibre 22 intactas, uma  pistola calibre 22 e duas espingardas (calibre 22 e calibre 32).

Acusados e material apreendidos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil de Nova Olímpia para as providências que o caso requer.

Fonte: Click Nova Olímpia

 

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT

Veja Também:  Operação combate pornografia infantil em Mato Grosso e outros 11 Estados

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

COM OS NOMES QUE SURGEM COMO PRÉ-CANDIDATOS A PREFEITO EM BARRA DO BUGRES VEJO QUE...

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Esportes

Mais Lidas da Semana