conecte-se conosco


Entretenimento

Netflix anuncia nova ficção distópica brasileira; Carla Salle vive protagonista

Publicados

em

Os fãs da Netflix podem respirar aliviados, pois mais uma produção original do serviço de streaming está chegando! Com criação e produção executiva de Pedro Aguilera, criador da primeira série brasileira do serviço de streaming, “3%”, “Onisciente” recrutou um elenco poderoso.

Leia também: As novidades da Netflix em março


Netflix convoca Carla Salle para protagonista de nova série original
Rafael Morse/Netflix

Netflix convoca Carla Salle para protagonista de nova série original


Jonathan Haagensen, de “Cidade de Deus”, Luana Tanaka, de “3%”, Guilherme Prates, de “Tempo de Amar”, Sandra Corveloni, de “O Outro Lado do Paraíso” e Marcello Airoldi, de “Deus Salve o Rei”, compõem o elenco da nova  produção
 da  Netflix
. Além disso, Carla Salle, vista recentemente em “Onde Nascem os Fortes”,  será a grande protagonista da trama.

“Onisciente” será ambientada em um futuro próximo, em uma cidade onde cada cidadão é acompanhado, 24 horas, por um drone, quase que imperceptível. A máquina repassa dados a um poderoso computador ao qual nenhum humano tem acesso. Nesse futuro, a criminalidade quase não existe, já que os bandidos têm a certeza de que serão capturados.

Veja Também:  Pamella Holanda após prisão de DJ Ivis: "Tenho sofrido ameaças de morte"

O sistema Onisciente parece indestrutível, até que Nina, personagem de Carla, descobre que um assassinato aconteceu e que não foi relatado às autoridades. Então, caberá à jovem descobrir o que está por trás disso.

Leia também: Netflix adapta obra de Gabriel García Márquez

Além da produção, o serviço de streaming
pretende lançar outras tramas originais, como “Coisa Mais Linda”, com Maria Casadevall, Fernanda Vasconcellos e Mel Lisboa; “O Escolhido”, com Paloma Bernadi; “Cidades Invisíveis”, criada e dirigida por Carlos Saldanha; “A Facção”, com Seu Jorge; e “Sintonia”, criado por KondZilla.

“Samantha”, com Emanuelle Araújo; “O Mecanismo”, com Selton Mello e Carol Abras; “Vai Anitta” e “Super Drags” são alguns nomes de séries brasileiras de sucesso presentes no serviço de streaming.

O suspense futurista, que será composta por seis episódios, também conta com Tiago Mello, em parceria com a equipe da Boutique Filmes, na produção executiva. Isabel Valiante e Julia Jordão dirigem os roteiros assinados por Guilherme Freitas, Ludmila Naves, Maria Shu e Thais Fujinaga.

Veja Também:  Dani Calabresa relembra divórcio de Marcelo Adnet: "Ele acabou com a minha vida"

Leia também: Netflix perde dinheiro com empréstimos de logins

Netflix 
é a principal plataforma de entretenimento por internet do mundo! Já são 139 milhões de assinaturas pagas em mais de 190 países assistindo séries, documentários e filmes de diversos gêneros e idiomas. 

Comentários Facebook
Propaganda

Entretenimento

Entenda tatuagem de Paolla Oliveira em foto que viralizou na internet

Publicados

em


source
Tatuagem da Paolla Oliveira
Reprodução Instagram

Tatuagem da Paolla Oliveira

Ao assumir publicamente o namoro com Diogo Nogueira , a  atriz Paolla Oliveira postou uma fotografia em que é possível ver sua mão sobre o peito do sambistaNas redes sociais, internautas passaram a questionar o significado da tatuagem com o número cinco num dos dedos da artista. O desenho com o algarismo foi feito em 2017 e não possui qualquer ligação com o relacionamento do casal : é simplesmente uma referência ao número de sorte da atriz.

Paolla Oliveira , aliás, possui uma dezena de tatuagens pelo corpo, mas todas são discretas, em tamanho reduzido. A atriz acredita em misticismos e simbologias, algo que ela diz que faz questão de levar para a sua pele. “Eu me vejo bastante em busca desses elementos, principalmente por sabedoria e espiritualidade”, afirmou ela, em entrevista à revista Estilo.

Veja Também:  Zé Neto conta situação inusitada com a esposa: "Todo mundo arregalou os olhos"

Há nove anos, ela tatuou um sol no pé esquerdo, ressaltando que a imagem é sinal de algo que “energiza e revigora”. Recentemente, a atriz inscreveu o desenho de uma perna na região da costela (“Está ligada ao poder, à liderança, às escritas antigas e, como consequência, à sabedoria”, justifica).

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

Entretenimento

Felipe Franco é denunciado por lesão corporal culposa e embriaguez ao volante

Publicados

em


source
Felipe Franco
Reprodução

Felipe Franco

A Justiça de São Paulo aceitou uma denúncia do Ministério Público contra o atleta Felipe Franco , que agora é réu em uma ação penal por dois crimes de trânsito. De acordo a denúncia, oferecida em agosto de 2019 e assinada pelo promotor Eduardo Augusto Velloso Roos Neto, da 2ª Promotoria Criminal de Justiça Criminal de São Paulo, o empresário fisiculturista teria praticado crime de lesão corporal culposa na direção de veículo automotor, previsto no art. 303 do Código Nacional de Trânsito. O promotor também afirma na denúncia que “segundo restou apurado, o denunciado ingeriu bebida alcoólica e assumiu a direção do veículo Mercedes Benz”.

Em outro trecho do documento, o promotor afirma: “Ocorre que, de forma imprudente, estando em velocidade incompatível com a via, o denunciado ignorou o sinal semafórico existente no local e colidiu com a traseira de um veículo Vw/Voyage, que era conduzido pela vítima Carlos”. A juíza Maria Paula Cassone Rossi, da 9ª Vara Criminal da Barra Funda, em São Paulo, aceitou a denúncia: “Presentes, nos autos do inquérito policial, indícios suficientes de autoria e materialidade, recebo a denúncia”.

Segundo consta no depoimento da vítima de 7 de outubro de 2018, o ex-marido de Juju Salimeni dirigia um veículo Mercedes e teria colidido na traseira do carro um taxista, que dirigia de forma reduzida se aproximando do sinal amarelo. O taxista diz ter ouvido um barulho de derrapada de um carro vermelho e, olhando pelo retrovisor, avistou um veículo em alta velocidade vindo na sua direção, que com o impacto da colisão, o arremessou até um poste do outro lado da via, o fazendo parar sobre a calçada.

Veja Também:  Ana Furtado posta foto com Boninho e se declara: "Meu melhor colo"

À polícia, prestaram esclarecimentos e foram ouvidos dois policiais militares que estiveram no local do acidente de trânsito e um amigo de Franco, que o acompanhava. Ao delegado Fábio Guedes Rosa, da 96ª DP de Monções, em São Paulo, os policiais contaram que Franco exalava odor etílico e tinha dificuldade de equilíbrio. O relatório final da polícia incluiu lesão corporal culposa na direção de veículo e embriaguez ao volante. Já a versão apresentada por Felipe Franco no relatório final da Polícia Civil dizia o seguinte: “Felipe Souza Murakami de Franco, investigado, alegou que conduzia seu veículo Mercedes pela via dos fatos, em velocidade compatível, quando colidiu a parte dianteira de seu auto com a traseira do veículo Voyage dirigido por Carlos Ferreira, o qual parou num sinal que ficara amarelo. Relatou que, após o acidente, permaneceu no local, sendo questionado por policiais sobre a ingestão de álcool, sendo certo que hesitou em realizar o exame etílico, vez que toma medicação homeopática, o qual entende que pode alterar o resultado do teste. Frisou que concordou em se submeter aos exames clínicos no IML. Por fim, mencionou que tentou fazer um acordo sobre valores cabíveis com Carlos, contudo, não houve sucesso”.

O amigo do empresário, por sua vez “informou que esteve na companhia de Felipe antes do acidente, podendo afirmar que esse não ingeriu bebidas alcoólicas. Narrou que se encontrava no interior do veículo conduzido por Felipe, quando esse não conseguiu frear seu auto e colidiu com a traseira do veículo Voyage, o qual parou repentinamente no sinal amarelo. Esclareceu o depoente que ele próprio portava um copo na ocasião e havia bebido, contudo, Felipe não. Acresceu que Felipe não se submeteu ao teste etílico por ser atleta e ingerir substâncias que poderiam alterar o exame, porém realizou o teste clínico”.

Veja Também:  Acaba o casamento de Nicole Bahls e Marcelo Bimbi

O laudo pericial da vítima (taxista) constatou que houve lesão corporal de natureza leve. Já o laudo pericial de verificação de embriaguez de Felipe Franco apontou que ele não estava na condição de embriagado, mas apresentava sinais indicativos de estar sob o efeito de álcool etílico e/ou substâncias psicoativas.

Felipe Franco impetrou habeas corpus, pedindo, em sede de liminar, a suspensão da ação penal e, ao final, ainda pede a confirmação da liminar para trancamento da demanda. Entretanto, o pedido liminar foi indeferido. Recentemente, outro promotor se manifestou favoravelmente a continuidade do processo, e foi contra travar a ação penal contra o atleta. “A resposta escrita pela Ilustre Defesa do acusado Felipe não elide os indícios de autoria e materialidade do (s) crime (s) descrito (s) na denúncia, os quais autorizam o regular processamento da ação penal, para que se alcance, após a necessária dilação probatória, um pronunciamento definitivo sobre a questão”, afirmou o promotor Claudio Cavallini, em dezembro do ano passado. Ele ainda concluiu requerendo audiência de instrução e julgamento, que ainda não foi marcada por causa da pandemia de Covid-19.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

"2021" QUAIS SÃO AS SUAS EXPECTATIVAS PARA ESTE ANO QUE SE INICIA

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana