conecte-se conosco


Mato Grosso

Novo sistema do Detran permite selecionar serviço e consultar agendamento

Publicados

em


A partir da próxima segunda-feira (19.07), o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT) vai disponibilizar aos cidadãos um novo sistema de agendamento para atendimento presencial nas unidades da autarquia. Ao entrar no sistema, o cidadão poderá agendar o atendimento em qualquer unidade com datas disponíveis a partir do dia 20 de julho.

O novo sistema contará com funcionalidades como a opção de escolher o serviço o qual deseja realizar, consultar e/ou excluir o agendamento realizado. O sistema de agendamento foi desenvolvido pela Coordenadoria de Tecnologia da Informação do Detran-MT, no início da pandemia do Covid-19 e, desde então, já foram atendidas quase 900 mil pessoas nessa modalidade em todas as unidades do Detran no Estado.

“O atendimento por agendamento vem dando certo e agora aprimoramos o sistema para facilitar o acesso ao cidadão. Com o atendimento agendado, evitamos a aglomeração de pessoas nas unidades, preservando a saúde dos cidadãos e dos nossos servidores na prevenção à Covid-19”, destacou o presidente do Detran-MT, Gustavo Vasconcelos.

Conforme o coordenador de Tecnologia da Informação do Detran-MT, Danilo Cruz, o novo sistema foi desenhado e mapeado de acordo com as necessidades do cidadão e de cada unidade da autarquia.

Veja Também:  Férias no Museu oferece oficinas para crianças durante o mês de julho

Como agendar

Para agendar o atendimento, o cidadão deve entrar no site do Detran (www.detran.mt.gov.br) e clicar na mensagem de tela em cor azul para AGENDAMENTO. Na sequência, abrirá a nova página do agendamento com as abas “Libras”, “Agendar”, “Consultar” e “Excluir”.

Ao clicar na aba “Agendar”, o cidadão deverá preencher os dados pessoais, nome, telefone, e-mail e CPF, escolher a unidade para atendimento, data, horário. A novidade nessa aba é a opção do cidadão em escolher o serviço o qual deseja realizar, que até então não existia.

Preenchidos os campos, será gerado um comprovante de agendamento ao cidadão, de caráter informativo e orientativo, não sendo obrigatório a apresentação no dia do atendimento.

“Agora, o sistema gera no próprio comprovante as informações necessárias para o cidadão realizar o serviço que ele agendou”, explicou o coordenador de Tecnologia da Informação do Detran-MT, Danilo Cruz.

Na aba “Consultar”, o cidadão poderá consultar o seu agendamento e na aba “Excluir” poderá excluir o agendamento realizado por meio da confirmação de duas chaves de acesso (CPF e número celular informado). “O sistema antigo não permitia a consulta e nem a exclusão do agendamento pelo próprio cidadão”, explicou o coordenador.

Veja Também:  Cantor de Campo Novo do Parecis se classifica no The Voice Kids

O novo sistema também irá lançar no calendário das datas, de forma antecipada, os feriados nacionais, estaduais e municipais. “Agora, os chefes das unidades poderão lançar no sistema os feriados municipais, por exemplo”.

Atendimento presencial

Para garantir a segurança dos usuários e servidores durante o atendimento presencial, o Detran-MT segue todas as recomendações dos órgãos de saúde na prevenção ao novo coronavírus, como assepsia com uso de álcool 70%, uso de máscaras e luvas, distanciamento mínimo de 1,5 metro, visando reduzir os riscos de propagação do vírus.  

O Detran-MT reforça para a população que sempre agende o serviço presencial desejado no site do órgão e compareça a unidade escolhida somente no horário agendado, para evitar filas, aglomeração e exposição desnecessária ao ambiente com sol ou chuva.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Propaganda

Mato Grosso

Governo de MT não aumentou imposto do gás de cozinha; deputado espalha fake News

Publicados

em


O Governo de Mato Grosso tem o índice de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre o gás de cozinha mais baixo do país. A tributação do Estado é de 12%, sem qualquer aumento da alíquota nos últimos anos.

No entanto, o deputado estadual Faissal Calil espalha fake News em suas redes sociais ao dizer que o governo aumentou a alíquota do imposto. O que é mentira!

A composição do preço do gás de cozinha no Estado é de 12% do ICMS; 38,7% é o índice da revenda e lucro pelas distribuidoras; e 49,3% é o valor cobrado pela Petrobrás.

A margem de lucro bruta praticada pelas empresas em Mato Grosso é de R$ 38, enquanto a média nacional é de R$ 20.

Além de Mato Grosso, também mantêm alíquota de 12% do ICMS, os Estados do Amapá, Bahia, Goiás, Rondônia, Rio Grande do Sul, Sergipe, Tocantins e o Distrito Federal.

Os Estados com o ICMS mais caro são Alagoas, Amazonas, Ceará, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Norte, com 18%.

Veja Também:  Operação Mercadores do Tráfico mira integrantes de organização criminosa e efetua prisões em cinco cidades de MT
Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Confira quantas doses de vacina cada município deve receber para combate à Covid-19

Publicados

em


A Comissão Intergestores Bipartite de Mato Grosso (CIB-MT) aprovou a Resolução nº 75, que estabelece a distribuição, o armazenamento e a aplicação das 141.090 doses de vacina contra a Covid-19 enviadas nesta semana pelo Ministério da Saúde, sendo 91.400 doses da Astrazeneca, 29.800 doses da Coronavac e 19.890 doses da Pfizer.

Conforme a Resolução nº 75, a vacina Astrazeneca deve ser aplicada como segunda dose em pessoas com comorbidades e pessoas com deficiência permanente grave. Também devem receber a segunda dose deste imunizante as gestantes e puérperas que já tenham recebido a primeira dose da vacina. Para receber a segunda dose, elas deverão aguardar o término do período de gestação e puerpério (45 dias pós-parto), conforme orientação do Ministério da Saúde. O imunizante contemplará ainda com a primeira dose as pessoas com 50 a 54 anos.

Para as doses da Pfizer, a recomendação da CIB é de que sejam aplicadas como primeira dose em pessoas de 45 a 49 anos e como segunda dose em pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas, além de pessoas com deficiência permanente. 

Veja Também:  Governador sanciona Lei com a nova tabela de taxas do Detran-MT

Os imunizantes Coronavac contemplarão com a primeira e segunda dose as pessoas de 45 a 49 anos.

Para a vacina AstraZeneca, o prazo de aplicação da segunda dose é de até 90 dias. Já o prazo da segunda dose da Pfizer é de até 12 semanas. A administração da segunda dose do imunizante Coronavac varia entre 14 e 28 dias.

O colegiado pontuou na Resolução que os municípios que já completaram a vacinação das pessoas de 49 a 54 anos devem seguir para a próxima faixa etária (ano a ano) em ordem decrescente de prioridade.

Ainda foi pactuado o armazenamento de 1.070 doses da Astrazeneca, 36 doses da Pfizer e 100 doses da Coronavac na Rede de Frio Estadual, como novo estoque estratégico para reposição de eventuais perdas técnicas. 

Caso os municípios alcancem a completa vacinação dos públicos-alvo estabelecidos para a imunização, a CIB orienta a continuidade da imunização dos demais públicos elencados pelo Ministério da Saúde.

Após a distribuição dos imunizantes aos municípios, as vacinas deverão ser armazenadas conforme as condições estabelecidas pela fabricante e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e com o apoio da segurança pública.

Veja Também:  Operação Mercadores do Tráfico mira integrantes de organização criminosa e efetua prisões em cinco cidades de MT

A aplicação das doses deve ser obrigatoriamente registrada pelos municípios no Sistema Nacional do Programa de Imunização (SI-PNI), do Ministério da Saúde. Até o momento, Mato Grosso já recebeu 2.438.340 doses de imunizantes contra a Covid-19.

Confira a seguir, em anexo, a quantidade de doses que cada município vai receber.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

"2021" QUAIS SÃO AS SUAS EXPECTATIVAS PARA ESTE ANO QUE SE INICIA

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana