conecte-se conosco


Geral

ONG promove leilão online, LIVE com apresentação musical e ganha menu especial de restaurante

Publicados

em

LAR da Bênção Divina organiza o evento digital como forma de recriar atmosfera de uma de suas principais fontes de arrecadação de recursos; o leilão ocorrerá no dia 14 de novembro

A pandemia do novo coronavírus colocou diversos desafios para as instituições e trouxe dificuldades para Organizações Não Governamentais. Como maneira de superar as barreiras do online e inovar, a ONG LAR da Bênção Divina reformulou o seu principal evento anual, o leilão beneficente, que tem como objetivo arrecadar recursos para a instituição e dar prosseguimento aos projetos do contraturno escolar: esportivo, cultural, aprendizagem criativa, entre outros.

Neste ano, cada participante poderá acompanhar o evento ao vivo e online no dia 14 de novembro (sábado), das 15h às 17h. Para ter acesso ao leilão, os interessados deverão adquirir o ingresso antecipadamente (R$200 reais por pessoa). Ao mesmo tempo, também haverá uma LIVE aberta ao público no canal do Youtube do LAR.

A ONG, que proporciona educação de excelência a jovens em situação de vulnerabilidade social, realizou o evento nos últimos anos em parceria com o restaurante Due Cuochi, em São Paulo. No passado, a programação contava com um jantar, o leilão de itens, serviços diversos e apresentação das crianças da orquestra do LAR.

Como forma de adaptar todos esses elementos em uma programação online, o LAR irá trazer o leilão para todos os participantes com o apoio da plataforma especializada VIP Leilões. A empresa conta com todo o aparato técnico e de entretenimento para a condução dos lances.

Veja Também:  Cartórios do Mato Grosso passam a fazer divórcios e escrituras de compra e venda de imóveis por videoconferência

Neste ano, o leilão contará com itens exclusivos como bolas, chuteiras e camisas de futebol assinadas por craques como Pelé e Cristiano Ronaldo, vinhos de alto padrão como Dom Pérignon 2010, refeições em restaurantes de São Paulo – Ritz, Piselli Jardins, entre outros –  viagens nacionais e internacionais (Fasano Punta del Este, Pata Lodge Chile, Club Med Brasil, entre outros) obras de arte – quadros e fotografias – joias e experiências como dar duas voltas em Interlagos com piloto da Stock Car e cursos de gastronomia na Le Cordon Bleu.

Simultaneamente, a LIVE no canal do Youtube do LAR contará com a presença da presidente do LAR, Fernanda Lancellotti, os coordenadores das oficinas e uma apresentação musical dos alunos da instituição.

E, para completar a experiência, o restaurante Due Chouchi preparou um cardápio inspirado no LAR. Os pratos estarão disponíveis para retirada na unidade Morumbi ou para consumo no local com agendamento prévio. O menu especial estará disponível do dia 14/11 ao 14/12. Todo o lucro das vendas será destinado ao LAR.

OBS.: o ingresso do leilão e da refeição do Due Cuochi são itens vendidos separadamente. No entanto, a verba de ambos será revertida para a ONG.

Serviço – Leilão do LAR 2020

Data: 14 de novembro (sábado)

Horário: das 15h às 17h

Ingresso: Leilão R$200 por pessoa; LIVE – gratuita

Local: Leilão: link enviado por e-mail; LIVE será no Youtube do LAR

Veja Também:  Edital de Convocação

Compra: Para adquirir acesso ao leilão basta ligar para Manoela Valle (11) 99903-6308 ou e-mail: [email protected]

Menu LAR + Due Cuochi

Refeição completa: entrada, prato principal e sobremesa

Cardápio:

Antipasto toscano

Primo Piatto:

Sofioti recheado de ricota com espinafre com molho de salsa trufada

Secondo Piatto

Costela de boi assada ao molho de vinho Chianti, cebolas carameladas com risoto de alecrim

OU

Spaghetti alla Matriciana com cebolas crocantes

Dolce

Tiramissu

Preço: R$250 por pessoa – acompanha Baby Chandon

Local: Due Chouchi – Morumbi (Av. Dr. Chucri Zaidan, 1240

Morumbi Corporate)

Refeição no restaurante com agendamento prévio ou retirada dos pratos no local

Sobre o LAR (http://www.bencaodivina.org.br/)

A Associação Lar da Benção Divina é uma instituição filantrópica que, desde 1956, presta serviços de apoio às comunidades do entorno do Aeroporto de Congonhas em São Paulo, entre elas a Coreia, Vila Inglesa, Buraco Quente e Vila Santa Catarina. No início, a instituição oferecia apenas, um sopão feito por voluntários. Em 1980, firmou convênio com a Prefeitura tornando-se creche. De lá para cá, expandiu sua atuação com Projetos Incentivados no contraturno escolar envolvendo esporte, reforço escolar e cultura. Hoje, o LAR apoia cerca de 500 crianças visando desenvolver a autonomia, o resgate da cidadania e a quebra de barreiras sociais por meio da qualidade na educação.

 

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT

Comentários Facebook
Propaganda

Estadual

Todos os municípios de MT estão com risco alto ou muito alto para transmissão da Covid-19

Publicados

em

Por G1 MT

Coronavírus (Covid-19) — Foto: Hellen Souza/Arte-G1

Coronavírus (Covid-19) — Foto: Hellen Souza/Arte-G1

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) divulgou, nesta terça-feira (15), que 27 municípios registram classificação de risco muito alto para o coronavírus.

São eles: Água Boa, Araguainha, Arenápolis, Barra do Bugres, Barra do Garças, Cáceres, Campo Novo do Parecis, Campo Verde, Cláudia, Confresa, Guiratinga, Itanhangá, Juína, Lucas do Rio Verde, Luciara, Nova Mutum, Peixoto de Azevedo, Primavera do Leste, Rondonópolis, Santa Rita do Trivelato, Santo Antônio do Leste, São José do Povo, Sapezal, Sorriso, Tangará da Serra, Torixoréu e Vila Rica.

Outras 114 cidades estão classificadas na categoria alta para a contaminação do coronavírus. Nenhum município foi classificado com risco moderado ou baixo para a Covid-19.

Novo método para classificação

O método para definir a classificação de risco dos municípios foi aprimorado. A mudança foi publicada no Diário Oficial do dia 25 de março de 2021. Desde então, não é levado em consideração apenas o número absoluto dos casos dos últimos quatorzes dias, mas sim a média móvel dos últimos quatorze dias.

Assim, o município não sofrerá uma mudança brusca de um boletim para o outro; a cidade ficará na mesma categoria por pelo menos duas semanas, conforme sua média móvel de casos.

Também foi aperfeiçoado o cálculo dos casos acumulados. Antes eram considerados os casos acumulados a partir do dia 1º de dezembro de 2020. Com a nova metodologia, a análise será realizada sempre com base nos casos acumulados dos últimos 90 dias.

Confira as medidas de acordo com a classificação de risco:

• Nível de Risco ALTO

  • a) implementação e/ou manutenção de todas as medidas previstas para os Níveis de Risco BAIXO e MODERADO;
  • b) proibição de qualquer atividade de lazer ou evento que cause aglomeração;
  • c) proibição de atendimento presencial em órgãos públicos e concessionárias de serviços públicos, devendo ser disponibilizado canais de atendimento ao público não presencial;
  • d) adoção de medidas preparatórias para a quarentena obrigatória, iniciando com incentivo à quarentena voluntária e outras medidas julgadas adequadas pela autoridade municipal para evitar a circulação e aglomeração de pessoas.

• Nível de Risco MUITO ALTO

  • a) implementação e/ou manutenção de todas as medidas previstas para os Níveis de Risco BAIXO, MODERADO e ALTO;
  • b) quarentena coletiva obrigatória no território do Município, por períodos de 10 (dez) dias, prorrogáveis, mediante reavaliação da autoridade competente, podendo, inclusive, haver antecipação de feriados para referido período;
  • c) suspensão de aulas presenciais em creches, escolas e universidades;
  • d) controle do perímetro da área de contenção, por barreiras sanitárias, para triagem da entrada e saída de pessoas, ficando autorizada apenas a circulação de pessoas com o objetivo de acessar e exercer atividades essenciais;
  • e) manutenção do funcionamento apenas dos serviços públicos e atividades essenciais;
  • §1º Atingida determinada classificação de risco, as medidas de restrição correspondentes devem ser aplicadas por, no mínimo, 10 (dez) dias, ainda que, neste período, ocorra o rebaixamento da classificação do Município.
  • §2º Os municípios contíguos devem adotar as medidas restritivas idênticas, correspondentes às aplicáveis aquele que tiver classificação de risco mais grave.
  • §3º Os Municípios poderão adotar medidas mais restritivas do que as contidas neste Decreto, desde que justificadas em dados concretos locais que demonstrem a necessidade de maior rigor para o controle da disseminação do novo coronavírus.
  • Art. 6º O funcionamento de parques públicos estaduais seguirá as restrições estabelecidas pelos Municípios em que se encontrem e, na ausência de normas a este respeito, poderão ser utilizados, desde que observado o distanciamento mínimo de 1,5m entre as pessoas, ficando vedado o acesso sem o uso de máscara de proteção facial.

Fonte: G1 / MT

Comentários Facebook
Veja Também:  Saiba por que o cetim deve fazer parte do seu guarda-roupa
Continue lendo

Geral

Avanços no Tratamento contra a Aids no Brasil

Publicados

em

Na 25ª edição da Parada LGBTQIA+ de São Paulo, neste domingo 6 de junho, a Agência Aids promove o Camarote Virtual Solidário articulando debates com médicos e ativistas, além do grande objetivo de arrecadar cestas básicas para pessoas com HIV e AIDS em situação de vulnerabilidade.

Três médicos referência em Aids, Dr. Fábio Mesquita, médico epidemiologista que faz parte da OMS, e os infectologistas Dr. Vinicius Borges (Dr. Maravilha) e a Dra. Zarifa Khoury, comentaram os avanços no tratamento contra a Aids no Brasil e no mundo.

“Amanhã (7), começa uma agenda global na ONU para retomar a questão da Aids e isso é muito importante. O Brasil foi o primeiro país, de média e baixa renda, a oferecer os medicamentos antirretrovirais cumprindo a Constituição, uma grande conquista na implementação de políticas públicas, desde 1995 em nível nacional”, contou Dr Fábio Mesquita que traçou uma retrospectiva histórica da construção da política de Aids no Brasil.

A adesão ao tratamento, nos anos 1980, foi difícil. “Havia resistência aos medicamentos e seus efeitos colaterais. Testemunhamos muitos suicídios, era terrível”, lembra Dra Zarifa Khoury.

Passados 40 anos, os avanços foram muitos: do tratamento com 16 medicamentos, hoje é prescrito com dois comprimidos. “Às vivências do passado nos ensinaram muito, mas ainda há problemas sociais graves para as pessoas com HIV e Aids. Quando criei o Dr. Maravilha nas redes sociais foi para ajudar a enfrentar o preconceito e a autoestima da população LGBT que vive com HIV. Quero olhar pessoas e não o vírus”, explicou Dr Vinicius Borges.

A pergunta hoje é “Tenho HIV e agora?” É a realização de sonhos porque é possível viver com medicamentos e ter qualidade de vida.

“O desafio é vencer o estigma. Desde do início, os gays sofriam discriminação porque Aids era considerada “peste gay” é ainda hoje muitas pessoas não seguem o tratamento por medo da opinião da sociedade”, diz Dra Zarifa.

Dr Fábio Mesquita ressaltou que a questão deve ser esclarecer as informações erradas sobre a Aids, melhorar a informação para que as pessoas sofram menos, como faz a Agência Aids e o Dr Maravilha. “Fora do Brasil, o preconceito em países pobres ainda é muito grande. A imprensa trabalha para mudar esse conceito. Foram testadas vacinas, sem grande retorno, mas a ciência requer investimento. Veja a capacidade de recursos para a Covid, pois atinge todas as classes sociais e raças. Por isso, houve grande mobilização da ciência para chegar à vacina. É possível diminuir a transmissão e a mortalidade (700 mil óbitos em 2020). Com a Covid-19, houve impacto no tratamento e no cumprimento da mandala de prevenção”, explica o epidemiologista.

Dr Maravilha resume: “É preciso combater o negacionismo em todas às áreas, valorizar a ciência, democratizar o tratamento”.

A doação de cestas básicas para pessoas com HIV e AIDS em situação de vulnerabilidade vai até 25 de junho: https://linktr.ee/agenciaaids.

O Camarote Virtual Solidário é um evento social, organizado pela Agência de Notícias da Aids e tem o apoio do SESC, do Senac, das farmacêuticas GSK ViiV Healthcare, Jansen e Gilead, da DKT do Brasil, de Mulheres no E-Commerce e da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania de São Paulo. Contamos também com a parceria do site Catraca Livre que vai transmitir o evento conosco.

 

Vera Moreira/ Assessora de Imprensa do Camarote Virtual Solidário

Comentários Facebook
Veja Também:  A difícil realidade dos enfermeiros diante à pandemia
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

"2021" QUAIS SÃO AS SUAS EXPECTATIVAS PARA ESTE ANO QUE SE INICIA

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana