conecte-se conosco


Tecnologia

Os 10 melhores jogos de Need for Speed, segundo a crítica

Publicados

em

source
Confira os melhores games de Need for Speed
Reprodução

Confira os melhores games de Need for Speed

Das ruas noturnas de Underground às pistas profissionais de Shift, a série Need for Speed tem alguns dos melhores jogos de corrida já lançados. Ainda assim, não é muito difícil separar os 10 mais conceituados segundo a crítica especializada. Se você já é um fã assíduo ou quer entrar nas disputas contra oponentes e policiais nos games, então conheça as principais obras da franquia.

1. Need for Speed Shift

O jogo mais conceituado da franquia foi o décimo terceiro lançado oficialmente. Desenvolvido pelo Slightly Mad Studios, Shift tem como principal característica a jogabilidade focada em simulador. Ou seja, ao contrário da grande maioria dentro da série, este game exige mais do jogador em cada curva com a intenção de oferecer mais realismo. Infelizmente, desde 2021, a EA retirou o título de todas as lojas digitais.

  • Data de lançamento: 15 de setembro de 2019
  • Plataformas: PC, iOS, Android, PSP, Xbox 360
  • Metacritic: 94

2. Need for Speed: Hot Pursuit 2

Muito popular em sua época de lançamento, esta empreitada permite que os jogadores usem carros das mais diversas marcas em corridas e perseguições. Assim como os outros dentro dessa sub-série da EA, o grande destaque é poder assumir o volante de policiais para derrubar os motoristas. Com isso em mente, dá para notar que muitos fãs jogaram bastante o multiplayer.

  • Data de lançamento: 2 de outubro de 2002
  • Plataformas: GameCube, Xbox, PS2, Windows
  • Metacritic: 89

3. Need for Speed: Hot Pursuit

Desenvolvido pela equipe da Criterion Games, esta aventura funciona como um reboot de Need for Speed III: Hot Pursuit. Há um enorme mapa com várias corridas com objetivos diferentes. Assim, é possível jogar como corredor ou policial. Em 2020, uma versão remasterizada chegou para consoles modernos e PCs, garantindo mais quilometragem para esse jogão.

  • Data de lançamento original: 16 de novembro de 2010
  • Plataformas: PC, Android, iOS, PS3, PS4, Xbox 360, Xbox One, Wii, Windows Phone, Nintendo Switch
  • Metacritic: 89
Veja Também:  Snapchat lança versão paga que dá acesso a recursos exclusivos

4. Need for Speed III: Hot Pursuit

O terceiro título da linha principal foi o primeiro a usar a nomenclatura “Hot Pursuit”. Além de introduzir as fugas contra policiais, o jogo permite partidas multiplayer em tela dividida. Muito do cenário se passa na América do Norte, com muito verde na estrada. Por outro lado, fora de uma versão original física para PlayStation 1 ou PC, não há outra maneira de jogar esse produto em consoles modernos de forma oficial.

  • Data de lançamento: 2 de outubro de 1998
  • Plataformas: PlayStation, Windows
  • Metacritic: 88

5. Need for Speed: High Stakes

Desenvolvida pela EA Canada (hoje em dia chamada EA Vancouver), esta é mais uma empreitada lançada apenas para PS1 e PCs. A obra renova e melhora o modo de perseguições com mais realismo e danos nos carros que afetam suas performances. Além disso, algo como um modo campanha foi introduzido, permitindo que o jogador ganhe prêmios para melhorar seus veículos e ainda adquirir novos.

  • Data de lançamento: Março de 1999
  • Plataformas: PlayStation, Windows
  • Metacritic: 86

6. Need for Speed: Most Wanted U

Sim, um título exclusivo de Wii U faz parte desta lista. A aventura se passa em um mundo aberto no qual o jogador tem total liberdade para explorar e completar missões diversas. A versão do console da Nintendo é a mais bem avaliada entre todos os sistemas, isso porque o uso inteligente do GamePad ajuda bastante na experiência. Por último, vale lembrar que este game é uma reimaginação do original de 2005.

  • Data de lançamento: 30 de outubro de 2012
  • Plataforma: Nintendo Wii U
  • Metacritic: 86

7. Need for Speed: Underground

O sétimo jogo da série foi desenvolvido pela antiga EA Black Box, empresa que já não existe mais. Com uma jogabilidade cheia de elementos de “rachas”, como disputas noturnas e tuning nos carros, a obra alcançou imensa popularidade em seu lançamento. Outro ponto de destaque é sua trilha sonora, até hoje considerada um dos pontos altos de toda a franquia.

  • Data de lançamento: 17 de novembro de 2003
  • Plataformas: GameCube, PlayStation 2, Xbox, Game Boy Advance, PC, Arcade
  • Metacritic: 85
Veja Também:  Com Elon Musk no páreo, internet via satélite deve crescer no Brasil

8. Need for Speed: Underground 2

A sequência direta do game anterior chegou trazendo como principal novidade a oportunidade de dirigir a vontade pela cidade fictícia de Bayview. Sua narrativa segue os acontecimentos do primeiro Underground, porém não exige esse conhecimento por parte do jogador. No geral, podemos considerar que é mais do mesmo, mas isso não chega a ser negativo em momento algum.

  • Data de lançamento: 9 de novembro de 2004
  • Plataformas: Nintendo DS, GBA, PlayStation 2, Xbox, GameCube, PSP, PC
  • Metacritic: 82

9. Need for Speed: Rivals

Considerado pela EA como uma “volta às raízes” de Need for Speed, Rivals traz vários elementos conhecidos dos fãs. Há corridas diversas, perseguições de autoridades, tuning e marcas famosas. O mundo aberto foi mantido, algo que se tornaria padrão nos lançamentos seguintes. Ele foi desenvolvido pela sueca Ghost Games, empresa absorvida pela EA.

  • Data de lançamento: 15 de novembro de 2013
  • Plataformas: Xbox One, Xbox 360, PS4, PS3, PC
  • Metacritic: 80

10. Need for Speed Carbon

Trazendo uma cara de Underground, Carbon coloca o jogador na pele de um corredor que busca redenção. A partir daí, uma campanha na qual é preciso derrotar os oponentes e dominar partes da cidade tem início. Além do conteúdo comum na série, a jornada adiciona o “Canyon duel”, disputas cheias de curvas contra os rivais do herói da história.

  • Data de lançamento: 30 de outubro de 2006
  • Plataformas: Wii, Nintendo DS, GBA, Zeebo, Arcade, PC, Xbox, Xbox 360, GameCube, PS2, PS3, PSP
  • Metacritic: 78

Comentários Facebook
Propaganda

Tecnologia

Instagram bate recorde e se torna segundo app mais popular no Brasil

Publicados

em

Por

Instagram atinge quase meta das telas iniciais de smartphones brasileiros
Unsplash/Kate Torline

Instagram atinge quase meta das telas iniciais de smartphones brasileiros

O Instagram bateu seu recorde histórico e alcançou a tela inicial de quase metade dos smartphones brasileiros, de acordo com a pesquisa “Panorama Mobile Time/Opinion Box: Uso de Apps no Brasil”, lançada nesta semana.

Agora, a rede social aparece na página inicial de 46% dos celulares brasileiros, contra 41% no mesmo período do ano passado. Com isso, o Instagram perde apenas para o WhatsApp, que se manteve na liderança marcando presença na página princiapal de 55% dos celulares brasileiros – o único a ultrapassar a metade.

De acordo com a pesquisa, a força do Instagram está sobretudo no público jovem e feminino. Entre pessoas de 16 a 29 anos, 60% mantêm o app na página inicial do celular; 44% dos que têm entre 30 e 49 anos mantêm o Instagram em destaque, contra 31% dos que tem mais de 50 anos. Nos celulares de mulheres, a rede social aparece na página inicial de 49%, contra 42% dos homens.

Veja Também:  Clientes da Oi Móvel já podem usar a rede da Claro em cinco DDDs de SP

Além de popular, o Instagram também tem ganhado em engajamento no Brasil. Entre 2021 e 2022, subiu de 25% para 30% a proporção de brasileiros que têm o aplicativo como o escolhido para passar a maior parte de seu tempo online. Nesse quesito, a rede social está tecnicamente empatada com o WhatsApp, que atingiu 33% neste ano.

Já no quesito aplicativo mais vezes aberto ao longo do dia, o mensageiro continua na liderança isolada. Para 55% dos brasileiros, o WhatsApp é o app mais aberto, contra 16% do Instagram, 7% do Facebook e 3% do YouTube.

Além do Instagram, outro aplicativo que tem crescido em popularidade e marcado presença na página inicial dos celulares brasileiros é o Telegram. Atualmente, ele está em 13% das telas principais, contra 9% no ano passado. No período, ele ultrapassou Uber, YouTube, Nubank e outros.

Veja Também:  CEO do Telegram acusa Apple de prejudicar versão web para lucrar

Confira a seguir os 10 aplicativos que mais aparecem na tela inicial dos smartphones brasileiros:

  1. WhatsApp – 55% – estável em relação a 2021
  2. Instagram – 46% – alta em relação a 2021
  3. Facebook – 36% – queda em relação a 2021
  4. Telegram – 13% – alta em relação a 2021
  5. Nubank – 12% – estável em relação a 2021
  6. YouTube – 12% – estável em relação a 2021
  7. Uber – 11% – estável em relação a 2021
  8. Google Chrome – 9% – estável em relação a 2021
  9. Caixa – 9% – estável em relação a 2021
  10. Banco do Brasil – 9% – estável em relação a 2021

Fonte: IG TECNOLOGIA

Comentários Facebook
Continue lendo

Tecnologia

Instagram quer transformar em Reels todos os vídeos da rede social

Publicados

em

Por

Instagram foca nos Reels para competir com TikTok
Unsplash/Kate Torline

Instagram foca nos Reels para competir com TikTok

O Instagram quer que todos os vídeos da plataforma sejam Reels. Para competir com o TikTok, a rede social da Meta tem planos de simplificar a publicação e visualização de vídeos curtos no aplicativo. Por enquanto, o recurso está em fase de testes, e apenas alguns usuários selecionados podem experimentar a função.

No Twitter, o consultor de mídias sociais Matt Navarra publicou uma foto que mostra o anúncio da novidade. A imagem diz que “publicações em vídeo agora são compartilhadas como Reels”. Isso significa que até mesmo gravações na horizontal serão classificadas como Reels de agora em diante.

O anúncio ainda indica que, se a conta do usuário for pública, qualquer pessoa pode encontrar os Reels pela ferramenta de busca. Assim, é possível utilizar o áudio do vídeo para criar outro Reels com a função de remix. O Instagram, contudo, oferece uma opção para mudar a privacidade dos conteúdos.

Se o perfil for configurado como privado, somente os seguidores irão conseguir ver os Reels. Nesse caso, nem mesmo os seguidores podem fazer remix dos vídeos, já que todos os conteúdos ficam privados.

Veja Também:  Computador aprende sozinho a jogar Minecraft ao assistir vídeos

Vale destacar que essa novidade do Instagram ainda está em fase de testes e não tem previsão de lançamento para o público geral. A rede social ainda precisa lidar com algumas questões, como a conversão de vídeos gravados na horizontal em Reels.

Também não sabemos se a mudança irá afetar vídeos já publicados na plataforma. É importante lembrar que nem todos os testes do Instagram são lançados de forma definitiva, então é preciso aguardar os próximos passos da empresa.

Instragram quer competir com TikTok e YouTube

A Meta tem incentivado cada vez mais a publicação de Reels em suas redes sociais. No relatório financeiro do primeiro trimestre de 2022, a empresa destacou que os usuários do Instagram passam 20% do tempo assistindo aos vídeos curtos na plataforma.

O investimento em Reels é uma forma de competir com gigantes do mercado de redes sociais focadas em vídeos, como TikTok e YouTube. Desde o ano passado, o chefe do Instagram, Adam Mosseri, disse que a plataforma “deixou de ser um aplicativo de compartilhamento de fotos”, valorizando os vídeos.

Veja Também:  Qualcomm pretende bater novo M2 com ajuda de ex-engenheiros da Apple

Além disso, o CEO da Meta, Mark Zuckerberg, afirmou que os Reels são o conteúdo do Facebook que mais cresce entre as plataformas.

Fonte: IG TECNOLOGIA

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA A GESTÃO AZENILDA PEREIRA SERÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana